NUNCA MAIS PASSE RAIVA POR NÃO CONSEGUIR RESOLVER UM PROBLEMA COM O EXCEL - GARANTIDO!

UNIVERSIDADE DO VBA - Domine o VBA no Excel Criando Sistemas Completos - Passo a Passo - CLIQUE AQUI

Você está em: PrincipalTutoriaisRodrigosfreitas : Conhecendocontabilidade019
Quer receber novidades e e-books gratuitos?

FILTRO DE TUTORIAIS:


Demonstração do Resultado do Exercício – 2.ª Parte

 

Introdução:

 

No ultimo tutorial, começamos a falar sobre a DRE (Demonstração do Resultado do Exercício), e ficou um exercício, que vamos corrigi-lo agora.

 

O exercício era esse:

 

Considere o balanço a seguir, e faça a contabilização das operações abaixo, após apure o resultado, levante o novo balanço (mês de Maio), e faça a DRE do período (mês de Maio).

 

O balanço a ser considerado é esse:

 

 

As operações são as seguintes:

 

1.ª - Pagamento de R$ 1.500,00 ao fornecedor.

2.ª - Compra de R$ 1.000,00 de Mercadoria a vista.

3.ª - Compra de R$ 2.000,00 de mercadoria a prazo.

4.ª - Venda de R$ 500,00 de mercadorias por R$ 1.300,00 a vista.

5.ª - Venda de R$ 1.000,00 de mercadorias por R$ 1.800,00 a prazo.

6.ª - Venda de R$ 1.000,00 de mercadorias por R$ 2.200,00 a vista.

 

Contabilização:

 

 

Contabilizados os lançamentos das operações, os lançamentos para apuração do resultado, e para a transferência deste, podemos agora elaborar o Balanço Patrimonial do mês de Maio de 2005.

 

 

Feito o BP, agora é a vez de fazermos a DRE do período de Maio de 2005.

 

 

Na linha de Receita de Vendas pegamos o saldo da conta de Receita de Vendas, ou seja, o valor de todas as vendas efetuadas no mês.

 

Após pegamos o valor de todos os custos das mercadorias no mês.

 

E diminuímos as vendas do custos, para acharmos o lucro do exercício, lembrando que este terá que sempre igual ao lucro apurado no razonete. E na maioria das vezes nem sempre será igual ao lucro apresentado no balanço, pois neste contempla lucros de outros períodos.

 

Continuação:

 

A partir deste tutorial, vamos aprendendo mais alguns conceitos de despesas. Como elas são contabilizadas, e como são apresentadas no balanço, e na DRE.

 

A próxima despesa que aprenderemos será a despesas com impostos.

 

Vamos considerar o ultimo balanço o de Maio de 2005.

 

 

Vamos trabalhar com poucas operações.

 

A partir de agora como vamos considerar os impostos que incidem nas vendas, para efeitos de simplificação, vamos considerar que a cada venda efetuada a empresa pague 10% de imposto, SOBRE O VALOR DA VENDA.

 

As operações foram referentes ao mês de Junho, e são as seguintes:

 

1 – Compra de R$ 5.000,00 de mercadoria, a vista.

2 – Venda de R$ 1.000,00 de mercadorias por R$ 2.000,00 a prazo.

3 – Venda de R$ 1.500,00 de mercadorias por R$ 3.000,00 a prazo.

 

Vamos fazer os lançamentos, observando que a cada venda, além do registro do custo e da venda, teremos agora, também o registro dos impostos. Pois os impostos precisam da venda para ocorrer da mesma forma que o custo, ou seja, teremos agora um efeito de lançamentos em cadeia, onde uma única operação vai gerar vários lançamentos.

 

Primeiro passo como sempre é abrir os razonetes, nesse primeiro momento vamos fazer logo o lançamento numero 1, que é referente a compra das mercadorias.

 

 

Agora vamos contabilizar as vendas, nos atentando para os registros dos impostos, os registros das vendas e dos custos, já sabemos como é feito.

 

 

Feitos os lançamentos, vamos analisar, os registros referentes as operações 2 e 3.

 

Na operação 2, vendemos R$ 1.000,00 de mercadoria por R$ 2.000,00, a prazo. Logo para efeito do registro do custo creditamos a conta de mercadorias, para demonstrarmos sua diminuição e debitamos a conta de CMV. Para o registro da venda, debitamos a conta clientes, e creditamos a conta de Receita com Vendas.

 

Como eu disse acima, os impostos são 10% sobre o preço de venda. Logo na primeira operação o valor do imposto foi de R$ 200,00.

 

Que é igual a R$ 2.000,00 x 10%.

 

A contabilização do imposto é igual a contabilização de qualquer despesa, abrimos uma conta chamada de DESPESAS COM IMPOSTOS, e para aumentarmos o seu valor fizemos um débito de R$ 200,00 nela, e como geralmente o imposto de um mês só é pago no outro fizemos um crédito numa conta de Passivo chamada de IMPOSTOS A PAGAR no valor de R$ 200,00 também. Tal registro débito em despesa e crédito no passivo, é em observância ao principio da competência, onde a despesa do mês deve ser contabilizado no mês em que ocorrer e não no mês de seu pagamento.

 

O terceiro lançamento seguiu a mês regra, porem o valor do imposto no caso foi R$ 300,00 pois a venda foi de R$ 3.000,00.

 

Feito isso podemos agora, fazer os lançamentos de apuração do resultado, e levantarmos o BP de Junho de 2005.

 

Lembrando que agora temos mais uma conta de despesa, a conta de DESPESAS COM IMPOSTOS, que também deve ser zerada.

 

Os lançamentos ficariam assim:

 

 

Feito isso podemos fazer o balanço patrimonial (BP) de Junho de 2005, que ficaria da seguinte forma:

 

 

Vamos agora elaborar a DRE, que ficaria da seguinte forma:

 

 

Percebam que agora temos uma linha a mais na nossa DRE, que a linha que indica a despesa com IMPOSTOS. Ou seja, uma informação a mais, que indica quanto à empresa teve de despesas com impostos no período.

 

Essa informação será muito útil quando começarmos a analisar a DRE.

 

Outro ponto importante também é que fizemos um lançamento para registrar a despesa com o imposto a cada venda, isso não é muito comum no dia a dia, em virtude da enorme quantidade de vendas que uma empresa pode vir a fazer.

 

Na prática, costuma-se somar o total das vendas, apurar o imposto, e fazer um único lançamento que englobasse todas as vendas, assim no exemplo acima, no ultimo dia do mês de Junho, somaríamos todas as vendas efetuadas, que totalizaram R$ 5.000,00, multiplicamos por 10% que resulta em R$ 500,00 e fazemos um único lançamento no final do mês, debitando a conta de despesas com impostos e creditando a conta de impostos a pagar no passivo, dessa forma tanto o nosso balanço como a nossa DRE ficaria da mesma forma, porém simplificamos a quantidade de lançamentos, ao invés de fazermos dois lançamentos faríamos um único lançamento.

 

A partir de agora, faremos sempre desse modo.

 

Partindo do balanço feito acima vamos fazer o exercício abaixo no próximo tutorial corrigiremos.

 

As operações foram relativas ao mês de Julho.

 

1 – Venda de R$ 1.000,00 de mercadorias, por R$ 2.000,00 a prazo.

2 – Compra de R$ 1.500,00 de mercadorias, a vista.

3 – Recebimento de R$ 3.000,00 de clientes.

4 –Venda de R$ 2.000,00 de mercadoria por R$ 4.000,00, sendo metade recebido a vista e metade a prazo.

5 – Pagamento de R$ 1.500,00 de fornecedores.

6 – Pagamento do valor total do impostos referentes ao mês de Junho.

7 – Venda de R$ 1.000,00 de mercadorias, por R$ 1.500,00 a prazo.

 

Faça todas as contabilizações, não se esquecendo de apurar o imposto AO FINAL, pela alíquota de 15% sobre o valor das vendas, após apure o resultado, faça o balanço e a DRE.

 

Até a próxima.

Quer receber novidades e e-books gratuitos?

Cursos Online

  • Banco de Dados
  • Carreira
  • Criação/Web
  • Excel/Projetos
  • Formação
  • + Todas as categorias
  • Contato: Telefone: (51) 3717-3796 | E-mail: webmaster@juliobattisti.com.br | Whatsapp: (51) 99627-3434

    Júlio Battisti Livros e Cursos Ltda | CNPJ: 08.916.484/0001-25 | Rua Vereador Ivo Cláudio Weigel, 537 - Universitário, Santa Cruz do Sul/RS, CEP: 96816-208

    Todos os direitos reservados, Júlio Battisti 2001-2019 ®

    [LIVRO]: MACROS E PROGRAMAÇÃO VBA NO EXCEL 2010 - PASSO-A-PASSO

    APRENDA COM JULIO BATTISTI - 1124 PÁGINAS: CLIQUE AQUI