NUNCA MAIS PASSE RAIVA POR NÃO CONSEGUIR RESOLVER UM PROBLEMA COM O EXCEL - GARANTIDO!

UNIVERSIDADE DO VBA - Domine o VBA no Excel Criando Sistemas Completos - Passo a Passo - CLIQUE AQUI

Você está em: PrincipalTutoriaisRodrigosfreitas : Conhecendocontabilidade005
Quer receber novidades e e-books gratuitos?

FILTRO DE TUTORIAIS:


Mecanismo da Contabilidade – 3.ª Parte

 

Correção do Exercício

 

Vamos a correção dos exercícios deixados no ultimo tutorial:

 

Os exercícios eram os seguintes:

 

1.º) A conta que nos vamos fazer os lançamentos será a conta de Fornecedores, o seu saldo inicial é de R$ 1.000,00.

 

1.ª Operação – Compra de mais mercadorias a prazo no valor de R$ 500,00

2.ª Operação – Pagamento de R$ 300,00.

3.ª Operação – Foi um desconto dado pelo fornecedor no valor de R$ 100,00, se você pagasse naquela hora o valor de mais uma fatura, no valor de R$ 300,00

4.ª Operação – Pagamento de mais R$ 450,00.

5.ª Operação – Pagamento de toda a divida que você possui com o fornecedor.

 

O primeiro passo é fazer a representação gráfica da conta, ou seja, montar o razonete e colocar o nome da conta na parte superior do mesmo. Fica assim:

 

Fornecedores
 

 

Já os segundo passo seria colocar (registrar) o chamado saldo inicial, esse valor vai representa quanto era a nossa divida, e que segundo o exercício deixado era de R$ 1.000,00.

 

Atente ao seguinte: Já sabemos que a conta de fornecedores representa uma obrigação, ou seja, compramos a prazo e temos que pagar, logo essa conta é uma conta do Passivo, então o seu saldo (R$ 1.000,00), deve aparecer do lado direito do razonete (lado do crédito), pois é no lado direito do Balanço Patrimonial que relacionamos as nossas obrigações. Vejamos:

 

Fornecedores
  1.000,00 (S)

 

Feito isso podemos começar a efetuar as operações, onde a primeira é uma compra de mercadorias no valor de R$ 500,00. Então:

 

Fornecedores
  1.000,00 (S)
500,00 (1)

 

Justificativa:

 

O lançamento foi efetuado no lado direito da conta, ou seja creditamos ela no valor de R$ 500,00, referente a compra da mercadoria.

 

Porque fizemos um crédito nessa conta?

 

Porque os aumentos na conta de Passivo são registrados desse lado. Assim se quisermos saber a nossa divida com o fornecedor nesse exato momento ela seria de R$ 1.500,00, pois basta somar os valores em cada lado é diminuir um do outro.

 

Vamos a segunda operação que era: Pagamento de R$ 300,00

 

Fornecedores
300,00 (2) 1.000,00 (S)
500,00 (1)

 

Justificativa:

 

Fizemos um débito nessa conta de R$ 300,00, para representar que o saldo dela foi diminuído nesse valor. A divida com o fornecedor nesse exato momento, é de R$ 1.300,00.

 

Lembre-se que foi feito, um débito porque a conta é de Passivo e é nesse lado onde registramos as diminuições (lado esquerdo da conta). Ora se no lado direito da conta, que é o lado que fica o Passivo no Balanço representa o lado onde são feitos os aumentos, então o outro lado será o lado onde é registrado as diminuições dessa conta.

 

Terceira operação: Foi um desconto dado pelo fornecedor no valor de R$ 100,00, se você pagasse naquela hora o valor de mais uma fatura, no valor de R$ 300,00.


Temos que perceber que agora, num mesmo momento, temos dois registros a serem feitos, um, pelo pagamento, e outro pelo desconto dado pelo fornecedor, ou seja no total diminuímos a conta em R$ 400,00, sendo R$ 300,00 do pagamento de mais uma parcela da divida e R$ 100,00 referente ao desconto que ele nos concedeu por termos feito o pagamento. Assim tanto faz se o lançamento foi feito pelo valor global de R$ 400,00, ou individualizado em dois lançamentos um de R$ 300,00 e o outro de R$ 100,00, o saldo da divida depois do lançamento será o mesmo nas duas hipóteses, mas lembro que estamos partindo de um modelo simplista para um modelo mais completo, no futuro veremos que quanto mais analítico foi o registro efetuado melhor será para uma analise posterior.

 

O razonete poderia ficar das seguintes formas:

 

Fornecedores
300,00 (2)
400,00 (3)

1.000,00 (S)
500,00 (1)

 

Saldo da conta no momento – R$ 800,00

 

Sendo (300,00 + 400,00)-(1.000,00 + 500,00)

Observação: Não se importe com o sinal negativo no resultado.

 

Ou assim:

 

Fornecedores
300,00 (2)
100,00 (3.1)
300,00 (3.2)
1.000,00 (S)
500,00 (1)

 

Saldo da conta no momento – R$ 800,00

 

Quarta operação: Pagamento de mais R$ 450,00

 

Fornecedores
300,00 (2)
100,00 (3.1)
300,00 (3.2)
450,00 (4)
1.000,00 (S)
500,00 (1)

 

Justificativa: Idêntica a da segunda operação efetuamos. Saldo da conta no momento é de R$ 350,00.

 

Quinta operação: Pagamento de toda a divida que você possui com o fornecedor.

 

Sabemos pelo ultimo lançamento que o saldo da nossa divida era de R$ 350,00. Então se pagamos ela integralmente o lançamento deve ser no valor de R$ 350,00, no lado esquerdo do razonete, então faremos um lançamento a débito nessa conta no valor de R$ 350,00.

 

Fornecedores

300,00 (2)
100,00 (3.1)
300,00 (3.2)
450,00 (4)

350,00 (5)

1.000,00 (S)
500,00 (1)

 

Justificativa: Lançamento igual ao anterior, porem agora foi necessário conhecermos o valor da divida.

 

E o saldo dessa conta no momento? Vamos conferir?

 

Basta somar os registros efetuados em cada lado e diminuir um do outro.

 

Vamos ver:

 

Soma dos registros do lado esquerdo do razonete (lado do débito, lado que diminui a conta):

300,00 + 100,00 + 300,00 + 450,00 + 350,00 = 1.500,00

 

Soma dos registros do lado direito do razonete (lado do crédito, lado que aumenta a conta):

1.000,00 + 500,00 = 1.500,00

 

Apuração do saldo da conta:

1.500,00 – 1.500,00 = 0,00

 

Assim o saldo final dessa conta é de R$ 0,00.

 

Logo chamamos essa conta de ZERADA, sendo uma conta que não possui saldo, não tem lógica informamos ela no balanço, portanto as contas que não tem saldo não aparecem no balanço, pois seria redundância, tanto não informa-la como informa-la com valores zerados. A idéia a ser passada é que não temos mais dividas com fornecedores nesse exato momento.

 

Vamos a correção do segundo exercício:

 

2.º) - A conta que utilizaremos será a conta Caixa, e o saldo inicial é de R$ 100,00.

 

1.ª Operação – Recebimento de R$ 200,00 de um cliente.

2.ª Operação – Pagamento de R$ 80,00 da conta de Luz.

3.ª Operação – Retirado do dinheiro que estava no banco, e que foi colocado no caixa no valor de R$ 150,00

4.ª Operação – Qual é o saldo do caixa até o momento?

5.ª Operação – Pagamento de R$ 30,00 de conta de telefone.

6.ª Operação – Pagamento de R$ 130,00 de salário do funcionário.

7.ª Operação - Qual foi o saldo final da conta caixa?

 

Bom, a primeira analise a ser feita, é qual a natureza da conta, sendo ela uma conta que representa o dinheiro que a empresa tem no momento em suas mãos, CONTA CAIXA, já sabemos que um BEM que ela possuiu, logo é uma conta de ATIVO, sendo uma conta de ATIVO o saldo inicial aparece do lado esquerdo da conta, e os registros vão sendo feitos de acordo com o mecanismo que diz que nas contas de ativos os aumentos são registrados no lado do débito e as diminuições no lado do credito, de posse dessas informações basta fazer a analise da operação, identificar o que cada operação desta ocasionará no saldo do caixa e fazer o registro.

 

Vou mostrar como ficaria todos os lançamentos e faremos a correção analisando cada um deles:

 

Caixa
100,00 (S)
200,00 (1)
150,00 (3)

80,00 (2)

30,00 (5)
130,00 (6)

 

Vamos analisar:

 

O primeiro procedimento foi registrar o saldo da conta no valor de R$ 100,00 e com um S entre parênteses (S), para representar que esse valor se refere ao saldo. Os demais números representam a ordem dos lançamentos segundo o exercício.

 

A primeira operação foi um registro de um recebimento, no valor de R$ 200,00. Temos que fazer a analise da operação e identificar o lado que registraremos, sendo um recebimento esse aumenta o saldo do caixa da empresa e se aumenta, o registro deve ser feito do lado esquerdo da conta (lado que representa os aumentos na conta de Ativo).

 

A segunda operação foi um pagamento da conta de luz, então houve uma diminuição no saldo da conta, o registro foi efetuado no lado direito do razonete.

 

A terceira operação foi um aumento de caixa, no valor de R$ 150,00 sendo o que originou esse lançamento foi uma retirada de R$ 150,00 do banco e que ficou no caixa da empresa, logo debitamos a conta em R$ 150,00.

 

A quarta operação era identificar qual era o saldo da conta nesse momento, para isso basta somarmos os registros efetuados até a quarta operação. Assim:

 

Lado do débito: 100,00 (S) + 200,00 (1) + 150,00 (3) = 450,00

Lado do Crédito : 80,00 (2) = 80,00

 

E diminuirmos um do outro: R$ 450,00 – R$ 80,00 = R$ 370,00.

Esse é o saldo da conta no momento.

 

Os lançamentos 5 e 6 são efetuados de maneira idêntica, apesar de cada um ter a sua natureza, um se refere ao pagamento de uma conta telefônica e o outro de um pagamento de salário, mas ambos diminuem o saldo do caixa, portanto creditamos a conta em cada um dos valores.

 

A sétima operação era novamente o de saber qual era o saldo da conta no momento, que para isso basta somarmos os lançamento efetuados ate o momento em cada lado e diminuirmos um do outro, sem se importar com o sinal que dará o resultado.

 

O saldo é de R$ 210,00.

 

Mecanismo da Contabilidade – 3.ª Parte

 

Natureza do SALDO de cada conta.

 

Vamos nos aprofundar um pouquinho mais nos conceitos da contabilidade?

 

Para isso vou usar como exemplo a conta CAIXA de uma empresa, já sabemos só pelo nome, que ela representa o dinheiro que esta dentro da empresa e que ela pertence ao ATIVO, sabemos também que os aumentos nessa conta são efetuados do lado esquerdo do razonete que a representa, e que as diminuições são efetuadas do lado direito.

 

Sabemos também, pela correção do exercício acima que quando uma conta esta com o seu saldo zerado, não apresentamos ela no balanço, com isso, a pessoa que estiver analisando já vai saber que não existe valor nessa conta a ser apresentado.

 

O caixa da empresa é como se fosse a sua carteira (que você carrega no bolso ou na bolsa), é um dinheiro que esta com você no momento, bem idêntico ao dinheiro que esta na empresa a única diferença que a empresa não fica transitando com o dinheiro.

 

Baseado nas informações acima podemos dizer que a conta Caixa, sempre terá um saldo no lado esquerdo do razonete, lado do débito, ou não terá valor nenhum (saldo zero).

 

Ela NUNCA poderá ter o saldo no seu lado direito do razonete, lado do crédito, que é o lado que representa as diminuições.

 

Mas por que isso?

 

Vamos exemplificar isso usando o razonete da conta caixa.

 

Caixa
100,00 (S)

30,00 (1)


 

Imagine que a conta possui um saldo inicial de R$ 100,00.

 

O primeiro registro foi um pagamento de R$ 30,00 referente a uma conta de telefone. O saldo no momento é de R$ 70,00, ou seja você tinha R$ 100,00 pagou R$ 30,00.

 

100 – 30 = 70

 

Somente para ilustrar vamos abrir um novo razonete, agora somente com o saldo.

 

Caixa
70,00 (Saldo Inicial = Si)

 

 

O razonete acima nada mais é do um resumo da representação abaixo.

 

Caixa
100,00 (Si)
70,00 (Saldo no Momento = 100-30)

30,00 (1)

 

Imagine agora, com o saldo de R$ 70,00, que você possui, se eu pedisse para você fazer um pagamento de R$ 100,00 referente a uma conta de luz, ficaria assim:

 

Caixa
70,00 (S)

100,00 (1)
30,00 (S atual)

 

O seu saldo no momento seria de R$ 30,00 no lado do crédito certo? Se sua resposta foi positiva, você fez o lançamento correto.

 

Porém na pratica isso é impossível, imagine você com R$ 70,00 na carteira, e querer pagar R$ 100,00 de uma conta, não tem como você ficar devendo R$ 30,00 a sua carteira.

 

É impossível você ter um saldo de R$ 30,00 no lado direito do razonete, ou R$ 30,00 a crédito.

 

Identificado essa situação, deu-se naturezas aos saldos das contas, ou seja, o saldo da conta caixa, se houver, sempre estará no lado do débito, dizemos então que esse saldo é devedor.

 

Será o mesmo com o restante da outras contas do ativo, pois todas elas quando apresentarem saldo, este estará sempre no lado do débito do razonete, assim todos os saldos das contas do Ativo tem natureza DEVEDORA, ou é um saldo DEVEDOR.

 

Dizemos o mesmo das contas de passivo e do patrimônio liquido, se todos os saldos que aparecem nela, tem que estar no lado direito do razonete, lado do crédito, dizemos que o saldo da conta tem natureza CREDORA, ou é um saldo CREDOR.

 

Mas o porque disso?

 

É simples, nos balanços que fizemos até agora, os saldos sempre foram positivos, e nunca houve uma distinção entre eles, ou seja, se um saldo estava no lado do crédito ou no lado do débito.

 

Só que aprendemos agora, que tem certas situações onde o próprio saldo da conta pode mostrar se tem algum registro feito errado, como no caso acima, onde você só possuía R$ 70,00 e fez um pagamento de R$ 100,00 (Registro Impossível)

 

Acontece que se não nos atentássemos para isso, simplesmente colocaríamos os R$ 30,00 no balanço, sem distinção de que ele esta no lado do crédito do razonete. E quando você somasse o lado do ativo e somasse também e lado do passivo, veria que eles não seriam iguais.

 

Vamos tentar analisar a situação para melhor compreender:

 

Suponhamos que você tenha o seguinte balanço:

 

Ativo Passivo
Caixa 1.500,00 Fornecedores 1.000,00
Veiculo 300,00 Patrimônio Liquido
Mercadorias 1.200,00 Capital Social 2.000,00
 
SOMA DO ATIVO 3.000,00 SOMA DO PASSIVO 3.000,00

 

Suponhamos que na conta de Fornecedores, eu tenha feito os seguintes lançamentos, e que em todos os pagamentos, o dinheiro saiu do caixa:

 

Fornecedores
700,00 (1)
400,00 (2)
100 (Sf)

1.000,00 (Saldo Inicial)
300,00 (Saldo após o 1.° lançamento)

 

1.º Você tinha um saldo na conta de R$ 1.000,00 (S), depois você fez uma pagamento de R$ 700,00. O seu saldo no momento é de R$ 300,00 no lado do crédito do razonete, ou R$ 300,00 Credor.

 

Vamos combinar o seguinte, a partir de agora toda vez que eu colocar um sublinhado em algum lugar do razonete, quero dizer que logo abaixo estarei colocando o saldo naquele momento.

 

Vejamos o Balanço como ficou, após o primeiro pagamento.

 

Ativo Passivo
Caixa 800,00 Fornecedores 300,00
Veiculo 300,00 Patrimônio Liquido
Mercadorias 1.200,00 Capital Social 2.000,00
 
SOMA DO ATIVO 2.300,00 SOMA DO PASSIVO 2.300,00

 

Percebeu que houve uma diminuição de R$ 700,00 no saldo do caixa?

 

Até aqui tudo bem.

 

2.º Logo após um outro pagamento foi feito, agora no valor de R$ 400,00. O saldo nesse momento na conta acima seria de R$ 100,00 no lado do débito, ou R$ 100,00 devedor.

 

Fornecedores
700,00 (1)
400,00 (2)
100 (Sf)

1.000,00 (Saldo Inicial)
300,00 (Saldo após o 1.° lançamento)

 

Vejamos o balanço como ficou agora:

 

Ativo Passivo
Caixa 400,00 Fornecedores 100,00
Veiculo 300,00 Patrimônio Liquido
Mercadorias 1.200,00 Capital Social 2.000,00
 
SOMA DO ATIVO 1.900,00 SOMA DO PASSIVO 2.100,00

 

Viu como o balanço não confere, ou seja, o total do ativo é diferente do total do passivo?

 

Isso aconteceu porque não houve uma distinção do saldo das contas.

 

Ora mais não ficou claro mais acima que uma conta de Passivo, obrigatoriamente terá o seu saldo igual a zero, ou qualquer valor, desde que no lado do crédito?

 

Sim, acontece o seguinte, se você fez um pagamento a maior ao seu fornecedor, por qualquer motivo que seja, esse valor não pode mais aparecer no Passivo, afinal você não esta mais devendo ao fornecedor. Muito pelo contrário agora o fornecedor tem que lhe devolver esses R$ 100,00 que por acaso foi pago a maior, ou seja, você tem um DIREITO de receber esses 100,00 de volta.

 

Ora se é um direito, é um ATIVO não?

 

Sendo um ativo, e este aparece no lado direito do balanço, o seu saldo no razonete também tem que aparecer no lado direito também, certo? E onde esta aparecendo o saldo na conta Fornecedor?

 

Logicamente você tem que transferir o seu saldo para uma conta que represente esse direito contra o fornecedor. Vamos mostrar como ficaria o balanço após a transferência do saldo.

 

Ativo Passivo
Caixa 100,00  
Veiculo 100,00 Patrimônio Liquido
Mercadorias 1.700,00 Capital Social 2.000,00
Pagto a maior de Fornecedores 100,00    
 
SOMA DO ATIVO 2.000,00 SOMA DO PASSIVO 2.000,00

 

Agora os saldos tanto do Ativo como o do Passivo são iguais.

 

Não se importe com o registro da transferência agora, o ponto relevante é que você tenha compreendido que cada saldo tem sua natureza (Devedora ou Credora).

 

E que a natureza desses saldos são mais um mecanismo da função de controle na contabilidade.

 

Assim se por acaso você perceber que num balanço uma conta de Passivo (por exemplo) apareceu, um saldo DEVEDOR, aconteceu alguma coisa nessa conta, para que o seu saldo esteja inverso, e você terá que fazer a analise individual dela para detectar o que ocorreu, pode ser que tenha sido efetuado um pagamento a maior como no exemplo, nesse caso transfira para o Ativo, ou que você tenha esquecido de ter feito um registro de uma compra, ou que era um lançamento na conta de Financiamentos e que sem querer você o efetuou na conta de Fornecedores e assim por diante.

 

E o mesmo com as contas de Ativo, já que a natureza do saldo de cada uma delas, é devedora, se aparecer alguma conta com o saldo credor, tem algum lançamento efetuado errado.

 

Aqueles que já possuem algum conhecimento em contabilidade sabem, que tem certas ocasiões em que as contas podem aparecer com a natureza de saldo inverso, mais são casos específicos e raros que veremos mais adiante.

 

Veremos nos próximos tutoriais, um exercício mais completo, que facilitará muito a compreensão, o importante agora é que você fixe bem esses conceitos. Ok?

 

Adiante faremos um exercício de analise, onde colocarei os registros efetuados errados e teremos que identificar o que aconteceu.

 

Somente para estimular, vou deixar a seguinte interrogação:

 

Aprendemos, que nas contas de ativo a natureza do saldo é DEVEDOR, ou seja, o saldo tem que aparecer no lado do débito do razonete, lado esquerdo.

 

A conta BANCOS, também é uma de ativo, se representar o dinheiro que nos temos e que esta depositado na instituição, certo?

 

Lógico também será que ela sendo uma conta de ativo a natureza do saldo também deverá ser DEVEDORA, ou seja, o saldo também terá que aparecer no lado esquerdo do razonete, lado do débito.

 

E que os lançamentos que aumentam essa conta são lançamentos a debito, efetuados no lado esquerdo do razonete.

 

Se isso tudo é verdade, pense numa resposta para o seguinte, no próximo tutorial estarei colocando a resposta:

 

Porque quando efetuamos um deposito em nossa conta bancaria, o banco nos mostra no extrato que fez um CREDITO na nossa conta?

 

Até a próxima.
Quer receber novidades e e-books gratuitos?

Cursos Online

  • Banco de Dados
  • Carreira
  • Criação/Web
  • Excel/Projetos
  • Formação
  • + Todas as categorias
  • Contato: Telefone: (51) 3717-3796 | E-mail: webmaster@juliobattisti.com.br | Whatsapp: (51) 99627-3434

    Júlio Battisti Livros e Cursos Ltda | CNPJ: 08.916.484/0001-25 | Rua Vereador Ivo Cláudio Weigel, 537 - Universitário, Santa Cruz do Sul/RS, CEP: 96816-208

    Todos os direitos reservados, Júlio Battisti 2001-2019 ®

    [LIVRO]: MACROS E PROGRAMAÇÃO VBA NO EXCEL 2010 - PASSO-A-PASSO

    APRENDA COM JULIO BATTISTI - 1124 PÁGINAS: CLIQUE AQUI