NUNCA MAIS PASSE RAIVA POR NÃO CONSEGUIR RESOLVER UM PROBLEMA COM O EXCEL - GARANTIDO!

UNIVERSIDADE DO VBA - Domine o VBA no Excel Criando Sistemas Completos - Passo a Passo - CLIQUE AQUI

Você está em: PrincipalTutoriaisPaulocfarias : Redesbasico005
Quer receber novidades e e-books gratuitos?

FILTRO DE TUTORIAIS:


Redes Básico – Parte V

 

1.6.1.1 – Conectores

 

Os conectores servem para conectar os cabos aos computadores. No mundo dos cabos coaxiais são simplesmente conhecidos por BNC, mas na realidade o termo BNC se refere a família desses conectores. Existem vários componentes que fazem parte dessa família. No mercado, o termo BNC é apenas usado para se referir a dois conectores da família.

 

Conector BNC Macho – O conector BNC é um conector macho e pode ser tanto crimpado ou soldado no final do cabo.

 

Figura 1.23 – Conector BNC

 

Conector T – Usado para ligar a placa de rede ao cabo da rede.

 

Figura 1.24 – Conector T

 

Conector BNC Fêmea – Usado para interligar dois segmentos de cabo coaxial fino, transformando-o em um único segmento.

 

Figura 1.25 – Conector BNC Fêmea

 

Terminador – Usado para terminar a rede (um em cada extremidade). Normalmente possui impedância de 50 Ohms. Sem ele haverá reflexão de sinal e toda a atividade na rede será paralisada.

 

Figura 1.26 – Terminador

 

1.6.1.2 – Tipos de materiais usados em cabos coaxiais

 

Cabos coaxiais são feitos de dois tipos de material.

 

» PVC

 

» Plenum

 

PVC – Tipo de plástico usado na construção da camada de isolamento e na capa do cabo. É flexível e pode ser usado em áreas externas, porém quando queima, solta gases tóxicos.

 

Plenum – Possui materiais especiais tanto no isolamento quanto na capa do cabo. Esses materiais são certificados para serem resistentes ao fogo e produzem uma quantidade mínima de fumaça. Usado em tetos e pisos. É mais caro e menos flexível que o PVC.

 

Figura 1.27 – Cabeamento Plenum e PVC em um escritório

 

Uma consulta aos códigos de incêndio deveria ser feita antes de usarmos cabos coaxiais em um escritório.

 

1.6.1.3 – Considerações sobre cabeamento coaxial

 

O uso do cabo coaxial é necessário se estamos diante das seguintes situações:

 

» Transmissão de voz, vídeo e dados

 

» Transmissão de dados a grandes distâncias (superiores a 100 metros) utilizando cabeamento relativamente barato.

 

» Oferecer uma tecnologia familiar com relativa segurança

 

1.6.2 – Cabo Par Trançado

 

Um cabo par trançado é formado vários pares de fios trançados entre si, envolvidos por uma espécie de proteção, que pode ser de vários tipos de material. Se assemelha aos cabos usados na telefonia. O número de pares varia de um tipo de cabo para o outro, por exemplo, em cabos telefônicos são 3 pares e em cabos usados em rede, 5 pares. O trançamento dos fios tem a finalidade de evitar a interferência de ruídos causados pelos fios adjacentes e evitar interferência causadas por fontes externas, tais como motores e transformadores.

 

Os cabos par trançados podem ser blindados (STP) ou não blindados (UTP).

 

Figura 1.28 – Cabos UTP e STP.

 

1.6.2.1 – Cabo UTP

 

O cabo UTP passou a ser o cabo mais popular no uso das redes. Cada segmento pode chegar no máximo a 100 metros.

 

As especificações determinam quantos trançamentos são permitidos por metro de cabo, e o número de trançamentos depende do propósito para qual o cabo será utilizado.

 

A EIA/TIA (Associação da industria eletrônica e de telecomunicações) especificou o tipo de cabo UTP a ser usado em várias situações de cabeamento. Os tipos incluem 5 categorias.

 

Categoria 1 – Se refere ao cabo telefônico tradicional, que pode transportar voz, mas não dados. Muitos cabos telefônicos anteriores a 1983, eram cabos dessa categoria

 

Categoria 2 – Certifica cabos UTP para transmissões de dados de até 4 Mbps. Possui 4 pares de fios.

 

Categoria 3 – Certifica cabos UTP para transmissões de dados de até 16 Mbps. Possui 4 pares, com três trancamentos por metro de cabo

 

Categoria 4 – Certifica cabos UTP para transmissões de dados de até 20 Mbps. Possui 4 pares de fios.

 

Categoria 5 – Certifica cabos UTP para transmissões de dados de até 100 Mbps. Possui 4 pares de fios

 

Categoria 5e – Certifica cabos UTP para transmissões de dados de até 1 Gbps. Possui 4 pares de fios. Tem a mesma aparência dos cabos de categoria 5, mas possuem uma qualidade melhor.

 

Um problema potencial com todos os tipos de cabeamento é o crosstalk. Crosstalk pode ser definido como interferência entre dois cabos UTP. UTP é sensível ao crosstalk, mas quanto maior o número trançamentos por metro de cabo, maior será a resistência do cabo a esse tipo de interferência.

 

Figura 1.29 – Crosstalk.

 

1.6.2.2 – Cabo STP

 

O cabo STP se diferencia do UTP pelo tipo de material usado para proteger os fios de cobre. Esse material dá ao STP excelente blindagem contra interferências externas. Isso faz com que o STP possa suportar altas taxas de transmissão de dados e ter um alcance maior que o UTP.

 

Quer receber novidades e e-books gratuitos?

Contato: Telefone: (51) 3717-3796 | E-mail: webmaster@juliobattisti.com.br | Whatsapp: (51) 99627-3434

Júlio Battisti Livros e Cursos Ltda | CNPJ: 08.916.484/0001-25 | Rua Vereador Ivo Cláudio Weigel, 537 - Universitário, Santa Cruz do Sul/RS, CEP: 96816-208

Todos os direitos reservados, Júlio Battisti 2001-2021 ®

[LIVRO]: MACROS E PROGRAMAÇÃO VBA NO EXCEL 2010 - PASSO-A-PASSO

APRENDA COM JULIO BATTISTI - 1124 PÁGINAS: CLIQUE AQUI