NUNCA MAIS PASSE RAIVA POR NÃO CONSEGUIR RESOLVER UM PROBLEMA COM O EXCEL - GARANTIDO!

UNIVERSIDADE DO VBA - Domine o VBA no Excel Criando Sistemas Completos - Passo a Passo - CLIQUE AQUI

Você está em: PrincipalTutoriaisMauricioborges : Programacaojava002
Quer receber novidades e e-books gratuitos?

FILTRO DE TUTORIAIS:


 

Java J2EE – Segundo Passo

 

 

Livros publicados:

 

 

Olá pessoal, estou aqui disposto a mostrar como criar uma aplicação utilizando, configurando o Eclipse e o servidor de aplicação JBOSS. Cada passo falado é mostrado uma imagem de ilustração cujo fica melhor o entendimento. Para algumas pessoas, a dificuldade é saber como configurar e trabalhar com a ferramenta, tentarei tirar esta dificuldade falando passo a passo.

 

Em passos anteriores, criei as variáveis de ambiente, instalei o framework Java e baixei a IDE Eclipse, cliquei duas vezes no arquivo eclipse.exe. Coloquei o mesmo dentro da pasta “C:\Arquivo de Programas\Eclipse”. Essa IDE já vem com plugins do JBOSS (servidor de aplicação).

 

Referência: 1.1

 

Depois do splash mostrado, é necessário escolher um espaço de trabalho ou “Workspace” como a IDE mostra. (Referência 1.2)

 

Referência: 1.2

 

Explicação:

 

Esse espaço de trabalho, para quem já trabalhou com Visual Studio é como criar uma solução para sua aplicação. Posso ter vários projetos dentro de minha IDE, porém alguns abertos, outros fechados, todos aberto ou todos fechados. O endereço escolhido na imagem de ilustração “C:\jboss-4.0.2\server\default\deploy” é um caminho padrão que escolhi, isso porque todas as aplicações devem ficar dentro desta pasta, isso já foi mostrado no passo anterior.

 

Lembre-se que essa opinião é pessoal minha, você pode escolher qualquer outro lugar para gravar sua solução. “Depois de escolhido o caminho, o eclipse criará automaticamente uma pasta chamada “.metadata” onde terão as referências de todos os projetos no mesmo caminho.

 

Cliquei o botão de “OK” e o eclipse foi aberto sem qualquer problema. Sempre abaixo, existem algumas abas próprias da ferramenta como:

 

- Problems;

- JavaDoc;

- Declaration;

- Search;

- Console;

- e outras.

 

Caso não veja qualquer uma dessas abas, acesse o menu WINDOW / SHOW VIEW. Dentro, possuirá algumas abas importantes para o desenvolvimento do projeto. Não tenho a aba que gostaria, fui direto com o menu no link Other... (outras...); ou seja; outras abas.

 

Referência: 1.3

 

Cliquei no Other... e apareceu a opção (referência 1.4).

 

Referência: 1.4

 

São outras abas que podem ser escolhidas. Aproveitando a deixa, na pasta Server, escolhi “Servers” para aparecer na IDE. É necessário atribuir um servidor específico, ou seja, o JBOSS já colocado na máquina. Em alguns casos, o mesmo não aparece automaticamente, depende da IDE, em outros aparecem configurados. Mesmo assim é bom mostrar como configurar o servidor dentro do eclipse.

 

Cliquei com o botão direito em cima do “Server” (aba adicionada anteriormente), escolhi a opção NEW e em seguida SERVER; ou seja; adicionar um novo servidor. Lembre-se que adicionado uma vez, não é necessário adicionar novamente, o mesmo será usado dentro do eclipse. (Referência 1.5)

 

Referência: 1.5

 

Cliquei em server e apareceu a tela (referência 1.6).

 

Referência: 1.6

 

Explicação:

 

A referência 1.6 mostra apenas o tipo de servidor que deseja adicionar em sua aplicação. Note que possui a pasta “Apache” e “Jboss Inc”; cada uma com as suas respectivas versões. Escolhi a versão 4.0 do Jboss e apertei o botão NEXT. (Referência 1.7)

 

Referência: 1.7

 

A referência 1.7 mostra a JRE 1.5.0_07 selecionada como padrão cujo já está instalada. O primeiro campo Name é apenas um nome qualquer que deve ser colocado, por exemplo: “JBoss Server”. O segundo campo, Home Directory, deve ser informado ou escolhido o diretório padrão do Jboss, ou seja, o caminho do programa. No passo anterior, coloquei no diretório “C:\jboss-4.0.2” em meu computador, dessa forma, indiquei o mesmo caminho clicando no botão Browse. Escolhi o diretório principal, apareceu automaticamente no campo Configuration três opções para escolha: all, default e minimal.

 

Referência: 1.8

 

Escolhi a opção “default”, cliquei no botão Finish e automaticamente apareceu o servidor na aba “Servers”. Basta depois utiliza-lo iniciando ou depurando. Em outros passos, mostrarei como iniciar, depurar e parar o servidor configurado.

 

Referência: 1.9

 

Depois do servidor configurado, mostrarei como criar um projeto Java J2EE; o primeiro projeto. “Antes da criação, lembre-se que o mesmo deve ter a extensão “.war”; é uma extensão específica para o servidor Jboss”. Dessa forma ele compila corretamente toda aplicação.

 

Dentro do eclipse, cliquei em FILE / NEW / PROJECT. (Referência 1.10)

 

Referência: 1.10

 

Automaticamente apareceu uma outra tela para escolher o tipo do projeto em criação. É uma tela de “Winzard”. (Referência 1.11)

 

Referência: 1.11

 

Escolhi o primeiro tipo, “Java Project” e em seguida apertei o botão NEXT, seguindo para o próximo passo. Agora, é necessário colocar o nome do projeto no campo “Project name”; pode ser configurado ou marcado outras opções necessárias. Não tem problema deixar como default. (Referência 1.12)

 

Referência: 1.12

 

No campo “Project name” coloquei o nome do projeto ProjetoJava.war. Em Contents está marcado a primeira opção (default), que é criar um novo projeto dentro do mesmo espaço de trabalho. Geralmente deixo dentro do mesmo workspace, caso contrário, só marcar a outra opção e escolher o caminho específico. O JRE já vem selecionado qual o framework instalado em sua máquina, caso tiver mais que uma, basta selecionar a opção Use a project especific JRE e marcar a versão específica.

 

Outra opção é a Project Layout, cujo vem marcado Use project folder as root for sources and class files, nesta opção é bom já colocar o source em uma pasta separada. Portanto, marquei a segunda opção: Create separate source and output folders e cliquei no link Configure default... .(Referência 1.13).

 

Referência: 1.13

 

Depois que cliquei no link (Configure default...) apareceu a tela de referência 1.13, que em seguida marquei a opção Folders do Source and output folder. É necessário definir isso para que o código fonte fique separado do código compilado. Lembre-se que classe tem a extensão “.java” e o código compilado fica “.class”. Cliquei em Apply, em seguida OK para voltar a tela anterior. (Referência 1.12).

 

Antes mesmo de clicar no botão FINISH, renomeei o projeto para “ProjetoJava.”; ou seja; sem o “war”. (Referência 1.14)

 

Referência: 1.14

 

Note que existe uma mensagem informando que o nome do projeto está errado. Isso é muito legal porque qualquer tipo de erro, a IDE mostra as mensagens específicas. Coloquei novamente o projeto para “ProjetoJava.war” e apertei o botão Finish.

 

Foi criado com sucesso o meu projeto com pastas específicas e “.jar”s específicos. (Referência 1.15)

 

Referência: 1.15

 

Bom, espero ter ajudado de alguma forma. Fique de olho nos próximos passos. Qualquer dúvida, favor entrar em contato pelo e-mail mauricio@aspneti.com.

 

Mauricio Junior

 

www.aspneti.com

www.mauriciojunior.org

 

Quer receber novidades e e-books gratuitos?

Cursos Online

  • Banco de Dados
  • Carreira
  • Criação/Web
  • Excel/Projetos
  • Formação
  • + Todas as categorias
  • Contato: Telefone: (51) 3717-3796 | E-mail: webmaster@juliobattisti.com.br | Whatsapp: (51) 99627-3434

    Júlio Battisti Livros e Cursos Ltda | CNPJ: 08.916.484/0001-25 | Rua Vereador Ivo Cláudio Weigel, 537 - Universitário, Santa Cruz do Sul/RS, CEP: 96816-208

    Todos os direitos reservados, Júlio Battisti 2001-2020 ®

    [LIVRO]: MACROS E PROGRAMAÇÃO VBA NO EXCEL 2010 - PASSO-A-PASSO

    APRENDA COM JULIO BATTISTI - 1124 PÁGINAS: CLIQUE AQUI