NUNCA MAIS PASSE RAIVA POR NÃO CONSEGUIR RESOLVER UM PROBLEMA COM O EXCEL - GARANTIDO!

UNIVERSIDADE DO VBA - Domine o VBA no Excel Criando Sistemas Completos - Passo a Passo - CLIQUE AQUI

Você está em: PrincipalTutoriaisCristianogalvao : Photoshop002
Quer receber novidades e e-books gratuitos?

FILTRO DE TUTORIAIS:


Photoshop Básico

Lição nº02

 

Modos de visualização

 

Quando se fala BÁSICO, muitos têm a idéia de FÁCIL. No caso do Photoshop, realmente se você utilizar um programa de estudos passo-a-passo e treinar disciplinadamente, seu progresso na ferramenta será algo natural e automático. Mas o mais importante quando se fala BÁSICO é a idéia de FUNDAMENTOS. Básico, segundo o dicionário, é o que serve de base.

 

Seguindo esta filosofia, veremos nesta lição algo muito importante pra você que em breve estará aprofundando seus estudos no Photoshop Avançado. As dicas que veremos aqui servem também pra quem já usa o Photoshop, pois envolvem a organização da tela de trabalho. São dicas que permitirão você manusear com mais facilidade suas imagens no Photoshop.

 

A primeira delas diz respeito aos modos de visualização. Temos três modos de visualização no Photoshop, que podem ser acessados através da caixa de ferramentas, do menu VISUALIZAR ou através da tecla ‘F’ do teclado. São eles:

  • Modo de Tela Padrão: É a maneira convencional de se trabalhar. Você pode ter várias imagens abertas ao mesmo tempo, cada uma com a janela posicionada e redimensionada de um jeito.

  • Modo de Tela Cheia com Barra de Menus: Faz com que a imagem ativa seja exibida num espaço maior da tela, sem a barra de status e a barra de título, mas ainda tendo disponíveis os menus.

  • Modo de Tela Cheia: Aproveita o máximo possível da tela, sem os menus. Neste modo de exibição o fundo cinza padrão do Photoshop assume a cor preta.

 

Um detalhe interessante é que se você optar pelo teclado, verá que a tecla ‘F’ permite alternar entre os três modos, bastando para isso apertar seguidamente.

 

Tela Cheia, de verdade

 

De tempos em tempos você vai querer olhar seu trabalho em tela cheia, seja para admirar, para mostrar a alguém ou mesmo para tentar descobrir alguma falha (razão admirável). De acordo com os conhecimentos que você já adquiriu, provavelmente você irá apertar a tecla ‘F’ do teclado até ativar o Modo de Tela Cheia Sem Barra de Menus. Mas seria interessante ter somente a imagem na tela, não acha? Pois tem como. É simples: aperte a tecla ‘TAB’ do teclado (aquela que fica antes do Q e tem duas setas desenhadas).

 

 

Para voltar ao normal, basta apertar novamente o ‘TAB’. Os modos de tela cheia são mais eficientes do que trabalhar com a janela maximizada. Isto você poderá constatar assim que eu falar sobre a Ferramenta Mão. Mas antes mostrarei o Navegador de imagens do Photoshop e algumas dicas que complementarão a lição anterior.

 

Navegador

 

A cada dia que passa nos deparamos com fotografias de resolução cada vez maior. Vide os novos lançamentos de câmeras digitais, cada uma com mais megapixels. Juntamente com o avanço desses equipamentos, novos materiais e uma variedade de papéis fotográficos nos permitem trabalhar com imagens em resoluções altíssimas. Estas imagens, ao contrário daquelas tiradas da Internet, não cabem inteiramente na tela (lembra da lição n°01 quando falei da quantidade de pixels concentradas numa mesma área?).

 

Quando isto acontece, podemos reduzir o zoom para acomodar o conteúdo no monitor. Entretanto começamos a ter dificuldade de enxergar os detalhes da imagem. Usamos então a barra de rolagem. Só que há um porém: numa imagem conhecida é fácil se localizar, mas numa imagem desconhecida não. É aí que entra o NAVEGADOR. Se no seu Photoshop não aparece o navegador, clique no menu JANELA, opção NAVEGADOR. Nele temos uma miniatura da imagem que estamos utilizando no momento. Repare que dentro da miniatura existe um retângulo vermelho, que pode assumir diversos tamanhos. Veja um exemplo:

 

 

Este retângulo varia de acordo com o tamanho atual da janela da imagem e com o zoom aplicado no momento. Em outras palavras, o retângulo reflete exatamente aquilo que está sendo exibido.

 

 

Quando queremos ir até um ponto específico da imagem, basta apontar e clicar usando esta miniatura como referência. Note que o cursor padrão dentro desta miniatura é a figura de um dedo apontando. Então basta apontar e clicar.

 

Quando passamos o cursor do mouse sobre as bordas do retângulo ou no seu interior, o símbolo da seta se transforma na figura da “mãozinha”. Quando isto acontece, podemos clicar e arrastar o retângulo em direção a outro ponto que desejamos ver da imagem. O resultado é imediato: todo o conteúdo da janela da imagem passa a exibir exatamente a mesma coisa do retângulo. Por isso o nome deste recurso é Navegador, pois ele é mais eficiente que as barras de rolagem.

 

 

Observe que no painel do navegador existem mais itens. O primeiro deles é uma pequena caixa de porcentagens. Ela mostra o grau de zoom que está sendo aplicado no momento e permite também que se digite um valor diretamente ali dentro (não se esqueça do ENTER!). Não foi comentado na lição n°01, mas você também encontra uma caixa idêntica a esta no canto inferior esquerdo da tela, na Barra de Status (é preciso estar no Modo de Tela Padrão para poder ver).

 

 

Além desta caixa existe uma barra de controle deslizante. A função dela é regular o zoom também, só que de maneira gradativa. Em cada lado da barra deslizante há uma figura que lembra montanhas (desculpe minha imaginação fértil), sendo que a da esquerda é pequena e a da direita é grande (nem tanto). Funcionam da mesma forma que o CTRL- e CTRL+ que você já aprendeu.

 

 

Por último vai uma dica legal. Pode ser que você tenha de usar uma imagem muito vermelha, e vai ficar difícil enxergar esta moldura no Navegador. Para contornar este problema é possível trocar a cor dela. Basta clicar na SETA que está logo abaixo do X de fechar (é um pequeno triângulo preto apontado para a direita contido num círculo cinza). Em seguida deve-se entrar em OPÇÕES DA PALETA e escolher a cor desejada. Um amarelo é geralmente uma boa opção, mas fique à vontade para fazer sua escolha.

 

 

Resumo

 

Nesta lição abordamos as primeiras técnicas para se situar numa imagem e para trabalhar confortavelmente aproveitando o máximo da tela de seu monitor. Alguns comandos complementam a lição anterior, na qual falamos sobre a Ferramenta Zoom e as teclas de atalho para aproximar e afastar. O modo de Tela Cheia com a tecla ‘TAB’ é essencial quando se quer enxergar o trabalho em busca de detalhes a fazer. Quanto a alcançar um ponto específico da imagem, agora já podemos contar com o Navegador, que facilita bastante nossa vida. Na próxima lição mostrarei a Ferramenta Mão (“mãozinha”), a organização das janelas e mais teclas de atalho para o seu dia-a-dia.

 

Até a próxima e bons estudos.

 

Cristiano Galvão

cristiano@galvao.pro.br

Quer receber novidades e e-books gratuitos?

Cursos Online

  • Banco de Dados
  • Carreira
  • Criação/Web
  • Excel/Projetos
  • Formação
  • + Todas as categorias
  • Contato: Telefone: (51) 3717-3796 | E-mail: webmaster@juliobattisti.com.br | Whatsapp: (51) 99627-3434

    Júlio Battisti Livros e Cursos Ltda | CNPJ: 08.916.484/0001-25 | Rua Vereador Ivo Cláudio Weigel, 537 - Universitário, Santa Cruz do Sul/RS, CEP: 96816-208

    Todos os direitos reservados, Júlio Battisti 2001-2020 ®

    [LIVRO]: MACROS E PROGRAMAÇÃO VBA NO EXCEL 2010 - PASSO-A-PASSO

    APRENDA COM JULIO BATTISTI - 1124 PÁGINAS: CLIQUE AQUI