NUNCA MAIS PASSE RAIVA POR NÃO CONSEGUIR RESOLVER UM PROBLEMA COM O EXCEL - GARANTIDO!

UNIVERSIDADE DO VBA - Domine o VBA no Excel Criando Sistemas Completos - Passo a Passo - CLIQUE AQUI

Você está em: PrincipalTutoriaisCelsonunes : Openoffice010
Quer receber novidades e e-books gratuitos?

FILTRO DE TUTORIAIS:


OPEN Office - Planilha Calc - Parte 10

 

Um pouco mais sobre Gráficos

 

Objetivos:

 

No último tutorial, começamos a trabalhar com os gráficos. Aprendemos a importância de elaborar gráficos, para melhorar a apresentação dos dados contidos numa planilha. Agora vamos aprofundar um pouquinho mais nossos conhecimentos.

 

Neste tutorial, iremos formatar nossos gráficos no Open Office Calc.

 

Obter os dados necessários para a elaboração do gráfico

 

Já sabemos que para a geração de um gráfico, precisaremos inicialmente de uma base de dados. Vamos utilizar então a planilha apresentada na próxima figura, a qual terá também uma explicação a seguir.

 

Figura 01: a planilha que será utilizada como base de dados para a confecção do gráfico

 

Neste exemplo, inventamos uma empresa fictícia, a qual denominamos de Empresa XYZ Ltda. Nesta empresa, foi elaborado um relatório, com os resultados obtidos a partir das vendas de seus produtos, em um determinado período de 6 meses (de janeiro a junho), em duas regiões, sendo: Região Oeste e Região Leste. Os valores foram colocados nessa planilha, nas colunas B e C, e estão expressos em reais (R$).

 

Agora, imagine que o dono dessa empresa deseja fazer uma reunião com os vendedores de ambas as regiões, e apresentar os resultados obtidos, bem como cobrar dos gerentes sobre quais ações serão tomadas para aumentar as vendas. Sabemos que as informações estão todas na planilha, mas sabemos também que através de um gráfico poderemos obter um maior entendimento dos valores, ou seja, a informação é mais facilmente assimilada. Então vamos montar esse gráfico, utilizando para isso o aplicativo Calc, a planilha eletrônica do pacote de programas Open Office.

 

Começaremos selecionando a parte da planiha que contém os dados. Observando a figura anterior, veremos que uma certa parte da planiha é composta dos seus títulos, que por sua vez descrevem que tipo de informação está contida na planilha.

 

No entanto, é importante destacar que, para a geração do gráfico é necessário que seja especificado somente a parte que contém os dados estritamente necessários. Nesse caso, iremos selecionar somente a partir das células que estão na faixa de A7 até C13. Veja que tivemos o cuidado de selecionar a coluna A, que é onde estão as descrições dos meses, e também a linha 7, que é a linha na qual estão descritos os nomes das regiões. Isso é importante, pois esses termos serão utilizados no gráfico.

 

Muito bem, então. Estando selecionadas as células de A7 até C13, clique em seguida no botão   (Inserir Gráfico) que está na Barra de Ferramentas Padrão do Open Office Calc. Fazendo isso, o ponteiro do mouse será modificado, ficando com o formato de uma pequena cruz, com um gráfico do lado. Esse ponteiro modificado serve para você definir qual é  o local de destino final do gráfico. No caso, você deve “desenhar” numa área livre ao lado da tabela, um retângulo, e é dentro desse retângulo que o Open Office Calc vai colocar o gráfico no final do processo. Para nosso exemplo, vamos aproveitar que a tabela que contém os dados é bem pequena, então defina um retângulo que seja do tamanho da tela visível, ou seja, que não seja necessário rolar a tela para ver alguma parte do gráfico. Lembrando que, depois de o gráfico já estar pronto, nada impede que o tamanho e a posição do gráfico possa ser alterada novamente. Veja na figura a seguir, e observe que há um retângulo desenhado da coluna E até a coluna L. É dentro desse retângulo que será colocado o nosso gráfico.

 

Figura 02: desenhando o local onde será inserido o gráfico.

 

Selecionar a área do Gráfico: Após selecionar a área na qual o gráfico será colocado, aparecerá a primeira tela do Assistente de gráfico, visualizada na próxima figura.

 

Figura 03: Primeira etapa do Assistente de gráfico.

 

Como sabemos, nessa primeira etapa seria para especificar o Intervalo, ou seja, a faixa de células que contém os dados para a geração do nosso gráfico. Aqui, pode se observar que, devido ao fato de já termos selecionado a área de A7 a C13 antes, esse intervalo já vem preenchido. No caso, se esse intervalo não estivesse correto, e houvesso portanto a necessidade de se alterar esse intervalo, utilizaríamos para isso o botão Encolher . Esse botão faz sumir as telas do assistente, para que você possa selecionar a área que contém os dados novamente. Clique em em Próximo, para ser levado ao próximo passo do procedimento.

 

Figura 04: Selecionar um tipo de gráfico

 

Tipo de gráfico: O tipo de gráfico sugerido pelo Open Office Calc, no nosso exemplo, é o gráfico do tipo “Colunas”. Vamos aceitar essa sugestão, e clicar mais uma vez em Próximo.

 

Figura 05: Escolher uma variante para o tipo de gráfico de Colunas.

 

Variantes: O tipo de gráfico escolhido (colunas) possui 4 variantes, que são: Normal, Empilhado, Porcentagem, e o tipo de Combinação de linhas e colunas. Para nosso exemplo, deixaremos a opção default (padrão), que é a variante normal. Veja que ao lado esquerdo, há uma visualização do gráfico, onde um pouquinho mais abaixo aparece uma opção que pode ou não ser acionada, para Mostrar elementos do texto na visualização. Por padrão, essa opção vem desativada. Ative-a, assim você verá os títulos dos eixos, a legenda e outros elementos que iremos conhecer à medida em que vamos aprofundando nossos conhecimentos a respeito de gráficos. Novamente, clicaremos no botão Próximo.

 

Figura 06: Títulos para os diversos elementos do gráfico

 

Legendas: Na etapa seguinte, iremos alterar os textos do gráfico, bem como controlar ou não a sua exibição. Quando a opção estiver marcada, significa que será exibida junto ao gráfico. As sugestões apresentadas podem ser alteradas, basta para isso apagar o texto sugerido e digitar outro. Veja no exemplo acima, que como Título do gráfico, usamos o mesmo título que tinha sido colocado na planilha original: “Vendas no 1º semestre”. Marcamos para que seja exibida também a Legenda. Os títulos dos eixos X e Y ficaram sendo respectivamente: “Valores em R$” e “Meses”. Como na etapa anterior nós havíamos marcado a opção de mostrar elementos do texto na visualização, a cada texto colocado para os títulos, os mesmos já vão sendo atualizados na visualização. E por se tratar da última etapa do processo, o botão Próximo nem está mais disponível, dessa forma só nos resta clicar no botão Criar.

 

Figura 07: O gráfico criado a partir do Assistente.

 

Formatação do Gráfico: A partir de agora, como já aprendemos a criar um gráfico, poderemos então aprender a alterar, ou seja, formatar o gráfico para melhorar ainda mais sua eficiência em nos facilitar a assimilação fácil de dados.

 

Tamanho e posição do gráfico: o tamanho do gráfico pode ser alterado, da mesma forma que fazemos para alterar o tamanho de outros objetos, como figuras, por exemplo. Basta clicar e arrastar sobre as “alças de redimensionamento”, que são esses quadradinhos verdes que estão ao redor do gráfico. Clicando sobre um deles, se voce arrastar o mouse para dentro do gráfico, e soltar, você estará diminuindo o tamanho dele. E, se arrastar o mouse para fora, ao soltar estará aumentando o tamanho do gráfico. Essa tarefa é muito fácil, e poderá ser facilmente praticada, sem afetar os dados do gráfico. Quanto à posição do gráfico, você pode também mover para outra posição, bastando para isso, posicionar o ponteiro do mouse em qualquer lugar dentro do gráfico, fazendo com isso que apareça uma seta com quatro pontas. Então, basta clicar e arrastar até a posição desejada.

 

Editar os elementos do gráfico: Leve o ponteiro do mouse para um local dentro do gráfico, e em seguida dê um duplo clique. Com isso, você entra no mode de edição do gráfico. Agora, para alterar cada um dos elementos do gráfico, primeiramente deverá selecioná-los. Como exemplo, clique sobre uma das barras (colunas), como por exemplo, uma coluna das azuis. Aparecerão vários quadradinhos de cor azul-clara, indicando que todas as colunas estão selecionadas. Significa que as próximas ações que você fizer ocorrerão sobre esses elementos somente. Como por exemplo, imagine que você deseja substituir essas cores (azul e vermelho), por outras, como verde e amarelo, por exemplo. Basta selecionar uma delas, e clicar com um clique duplo. Com isso será aberta a janela Série de dados, onde poderá alterar o que desejar. Veja na figura a seguir.

 

Figura 08: Formatar a série de dados (no caso uma das colunas do gráfico)

 

Vemos na figura acima, que essa janela é composta de diversas “abas” superiores, que são:

 

Bordas: aqui escolhemos o estilo da linha que contorna a coluna, se esta será uma linha contínua, ou tracejada, pontilhada, entre outros estilos de linhas. Podemos também alterar a cor da linha de borda, bem como a sua largura.

 

Área: é nessa aba que escolheremos a cor a ser aplicada. As cores são mostradas numa lista, para realizar a alteração, basta clicar sobre a cor desejada. Veja na figura abaixo.

 

Figura 09: A aba “Área” serve para alterar as cores do preenchimento das colunas.

 

Transparência: Aqui, a cor escolhida anteriormente na aba “Área” sofrerá efeitos de preenchimento mais requintados. Imagine que você tenha escolhido a cor verde, como na figura abaixo. Se você escolher uma Transparência, essa cor poderá se tornar um “verde-claro”, por exemplo. Mas poderá ficar ainda mais caprichado se escolher o Gradiente. Esse recurso aplica alguns efeitos especiais na área de preenchimento. Para aprender a utilizar, altere os valores dos campos a seguir, e vá acompanhando na visualização de exemplo.

 

Figura 10: aplicação de efeitos no preenchimento de cores das colunas do gráfico.

 

Caracteres: nessa Aba poderão ser alteradas as “formas das letras”, ou seja, as fontes, e também se será aplicado o efeito de negrito e  itálico, podendo também ser alterado o tamanho dos caracteres, bastando para isso clicar sobre as opções escolhidas.

 

Figura 11: a tela para alteração dos Caracteres (ou seja, as Fontes)

 

Efeitos de Fonte: nessa tela  podem ser aplicados outros efeitos às letras, como sublinhar, tachar, relevo, sombras, entre outros

 

Figura 12: Efeitos de fonte

 

Rótulos de dados: Aqui poderemos decidir se serão mostrado junto ao gráfico os rótulos. Os rótulos são textos, colocados junto aos elementos do gráfico como as colunas por exemplo, e neles podem ser mostrados os valores exatos de cada coluna, ou então, se preferir, podem ser exibidos o texto (ou seja, a descrição do que se trata a coluna). Na figura a seguir, mostramos essa tela; e mais adiante um pouco, iremos ver um gráfico como os rótulos sendo programados para exibir o valor.

 

Figura 13: Tela para inserção dos Rótulos de Dados nos gráficos

 

Bem, lembrando que cada um dos objetos que compõe o gráfico pode ser editado separadamente, veremos na próxima figura, um exemplo de como pode ser formatado o nosso gráfico. Para efeito de comparação, veja como tinha ficado anteriormente, na figura 07.

 

Figura 14: O Gráfico, depois de todos os seus elementos terem sido formatados.

 

Bem, primeiramente vemos que as cores forma mudadas, e algumas ficaram exageradas, pode ser que você não ache nem um pouco harmoniosas essas cores. No entanto, quero lembrar que o objetivo é apenas exemplificar todas as possibilidades. Veja na figura acima, que as cores foram feitas com os preenchimentos de gradiente, que podem ser programadas através da aba “Transparência”. Veja também que em cima de cada uma das colunas estão os valores de cada uma delas, de acordo com o que foi colocado na planilha original. Esses valores é que são os rótulos. E os rótulos ajudam a entender ainda mais os gráficos.

 

Escala: Agora, observe na figura acima que os valores sempre começam em zero (0), e são mostrados por linhas que estão de 500 em 500. Esses valores são mostrados porque são o padrão do Open Office Cal. Mas nada nos impede de alterá-los, por exemplo, supondo que eu deseje que o gráfico comece no valor 3750, e as linhas sejam exibidas de 250 em 250. Para isso precisaríamos mexer na escala. Basta fazer o seguinte: com o gráfico selecionado, clique no menu Formatar, e em seguida clique sobre a opção Eixo, e depois Eixo Y. Aparecerá uma tela, onde uma de suas abas se chama Escala, que pode ser vista na próxima figura.

 

Figura 15: Formatar a escala do Eixo Y

 

O padrão da tela Escala, é que os eixos mínimo, máximo, e os intervalos estejam marcados com a opção “Automático”. No exemplo, eu desmarquei essas opções, e coloquei novos valores, conforme você pode ver na figura acima. E na próxima figura, você verá como ficou o gráfico após essa alteração.

 

Figura 16: o Gráfico com a escala começando no valor 3750, e com as linhas sendo exibidas a cada valor de 250. Essa formatação foi realizada com a formatação da Escala do Eixo Y.

 

Enfim, essa lição chega ao final. O assunto “Gráficos” tem ainda outras possibilidades a serem exploradas, aqui nesse tutorial eu quis apenas aprofundar um pouco os nossos conhecimentos, lembre-se sempre que a melhor maneira de aprender é com a prática. Por isso, mãos à obra, pessoal.

 

Quer receber novidades e e-books gratuitos?

Cursos Online

  • Banco de Dados
  • Carreira
  • Criação/Web
  • Excel/Projetos
  • Formação
  • + Todas as categorias
  • Essential SSL

    Contato: Telefone: (51) 3717-3796 | E-mail: webmaster@juliobattisti.com.br | Whatsapp: (51) 99627-3434

    Júlio Battisti Livros e Cursos Ltda | CNPJ: 08.916.484/0001-25 | Rua Vereador Ivo Cláudio Weigel, 537 - Universitário, Santa Cruz do Sul/RS, CEP: 96816-208

    Todos os direitos reservados, Júlio Battisti 2001-2020 ®

    [LIVRO]: MACROS E PROGRAMAÇÃO VBA NO EXCEL 2010 - PASSO-A-PASSO

    APRENDA COM JULIO BATTISTI - 1124 PÁGINAS: CLIQUE AQUI