NUNCA MAIS PASSE RAIVA POR NÃO CONSEGUIR RESOLVER UM PROBLEMA COM O EXCEL - GARANTIDO!

UNIVERSIDADE DO VBA - Domine o VBA no Excel Criando Sistemas Completos - Passo a Passo - CLIQUE AQUI

Você está em: PrincipalTutoriaisAlmirrivas : Oracle006
Quer receber novidades e e-books gratuitos?

FILTRO DE TUTORIAIS:


Conectando ao banco de dados – Parte II

 

Gerenciando conexões à rede – Parte I

 

Objetivos:

 

Este artigo mostra que além de utilizar a interface gráfica do Oracle Database 10g Express Edition você terá que utilizar algumas outras aplicações de comando de linha para conseguir manipular informações do banco de dados e gerenciar os diversos objetos deste banco. Utilitários como o SQL Command Line, Data Pump e SQL Loader.

 

Ainda trataremos neste artigo da primeira parte de Gerenciamento de conexões à rede.

 

Pré-requisitos:

 

Ter o Oracle 10g Database Express instalado.

 

Nota: Este tutorial faz parte do Curso: Oracle – Administração básica

 

Conectar remotamente com o SQL Command Line

 

Conectar remotamente o SQL Command Line ao Oracle Database 10g Express Edition significa executar o SQL Command Line em um computador diferente do computador que esta executando Oracle Database 10g Express Edition e se conectar ao Oracle.

 

Para iniciar uma conexão remota ao Oracle Database 10g Express Edition utilizando o SQL Command Line (SQL Plus) é necessário que se use o Oracle Database 10g Express Edition Client:

 

1. No terminal remoto (computador diferente do computador onde esta instalado o Oracle Database 10g Express Edition) e execute a sessão de terminal, no linux, ou a janela de comando, no Windows

 

Se for solicitado autentique-se no terminal remoto utilizando usuário e senha válidos.

 

2. (Somente para usuários Linux) Caso as variáveis de ambiente não tenham sido definidas você deve defini-las. Para isso procure a sessão Definindo variáveis de ambiente no artigo Conectando ao banco de dados Oracle – Parte I

 

3. No prompt de comando entre com o seguinte comando

 

Sqlplus /nolog

 

4. Entre com o comando CONNECT acompanhando da string de conexão para efetuar a conexão ao Oracle Database 10g Express Edition

 

connect username/password@[//]host[:port][/service_name]

 

Variáveis de ambiente, referência para Linux

 

Esta seção fornece uma série de informações de referência para se definir os valores das variáveis de ambiente no Linux nos seguintes cenários:

 

» Conectando localmente

 

» Conectando remotamente

 

A tabela a seguir define  as variáveis de ambiente  que você precisa definir para cada um dos cenários.

 

 

A tabela a seguir mostrar a descrição das variáveis de ambientes e os valores requeridos para ela.

 

 

Exemplo

 

Os comandos a seguir são comandos para o Bash Shell que definem as variáveis de ambiente para uma conexão local Linux instalado nos Estados Unidos.

 

ORACLE_SID=XE;export ORACLE_SID

ORACLE_HOME=/usr/lib/oracle/xe/app/oracle/product/10.2.0/server;export

ORACLE_HOME

PATH=$ORACLE_HOME/bin:$PATH;export PATH

NLS_LANG=AMERICAN_AMERICA.AL32UTF8;export NLS_LANG

LD_LIBRARY_PATH=$ORACLE_HOME/lib:$LD_LIBRARY_PATH;export

LD_LIBRARY_PATH

 

Scripts que definem variáveis de ambiente

 

O Oracle Database 10g Express Edition e o Oracle Database 10g Express Edition Client vem com dois scripts shell que podem ser usados para definir as variáveis de ambiente mais rapidamente. Os scripts estão localizados  no $ORACLE_HOME/bin e são nomeados da seguinte forma:

 

oracle_enc.sh (para Bourne, Korn ou Bash Shell)

oracle_env.csh (para C Shell)

 

Você pode configurar estes arquivos para serem executados no momento em que o seu login ocorre configurando para que eles façam a configuração de seu ambiente de imediato.

 

Gerenciando conexões a rede – Parte I

 

Nesta seção iremos tratar de como gerenciar as conexões de rede ao banco de dados.

 

Sobre conexões a rede e o Oracle Net Listener

 

Oracle Database Express Edition (Oracle Database XE) suporta conexões remotas e locais ao banco de dados. O aplicação cliente remota e o servidor Oracle Database XE  se comunicam através do Oracle Net que é uma camada de software que reside tanto no servidor como no cliente remoto. O Oracle Net estabelece a conexão entre o cliente e o banco de dados e troca mensagens entre eles utilizando o TCP/IP. O Oracle Net é automaticamente instalado quando você instala o  Oracle Database 10g Express Edition e quando você instala o Oracle Database 10g Express Edition Client.

 

Como parte do software Oracle Net no Oracle Database 10g Express Edition existe o Oracle Listener mas conhecido como listener. Ele é o processo no host (servidor) que “escuta” as solicitações de requisições na porta TCP/IP determinada para o Oracle.

 

Quando o listener recebe uma requisição válida de conexão vinda de uma aplicação cliente direciona esta requisição para o servidor de banco de dados. A partir daí a aplicação cliente e o servidor se comunicam diretamente.

 

Na tabela abaixo podemos ver os tipos de requisições que tratadas pelo Listener

 

 

Observação importante: O listener pode ser tratado como uma requisição FTP para o repositório  Oracle XML DB. Por razões de segurança as respostas a solicitações FTP são desativadas quando você instala o Oracle Database XE.

 

Você pode parar certos tipos de requisições manualmente parando o listener e reativá-las executando novamente o listener.

 

A tabela abaixo mostra os tipos de requisições que necessitam do listener sendo executado.

 

 

Como a tabela mostra parar o listener desativa todos os tipos de requisições de conexão exceto as conexões local ao banco de dados.

 

Configurando o listener

 

Você pode alterar a porta que o listener espera as requisições. Isto pode ser feito no momento da instalação do Oracle Database 10g Express Edition ou em qualquer outro momento.

 

Observação importante: A instalação do Oracle Database 10g Express Edition só solicita a porta de requisições de http durante a instalação do ambiente Windows, quando a porta 8080 esta em uso. A instalação Linux sempre mostra o prompt solicitando a porta a utilizar.

 

Visualizando o Status do Listener

 

Através da visualização do status do listener poderemos verificar se o listener foi iniciado, que porta ele esta utilizando e se ele esta ativo. Você poderá verificar o status do listener utilizando o utilitário Listener Control (lsnrctl):

 

Para verificar o status do listener:

 

1. Faça um dos passos seguintes:

 

» No Linux: Inicie uma sessão do terminal e logue no servidor Oracle Database XE com a conta  oracle

 

» No Windows: Logue-se no servidor Oracle Database XE com o mesmo usuário que você instalou o Oracle Database XE e abra a janela de comando

 

2. Somente para Linux: Certifique-se que as variáveis de ambientes estão definidas.

 

3. Digite o seguinte comando

 

lsnrctl status

 

Se o listener não estiver rodando a janela irá mostrar a seguinte mensagem de saída:

 

 

Se o listener estiver rodando o comando mostrará uma mensagem sememelhante a mensagem abaixo:

 

 

 

Nas imagens anteriores o texto em negrito indica as partes mais importantes do relatório

 

» (PORT=1521)

 

O listener captura as requisições para o banco de dados utilizando o Oracle Net através da porta 1521

 

» (PORT=8080)(Presentation=HTTP)

 

O listener captura as conexões ao banco de dados através de HTTTP pela porta 8080

 

» Service “XE” has instance(s) e Instance “XE”, status READY

 

O Oracle Database XE foi corretamente registrado e o listener esta pronto para aceitar conexões.

 

Quer receber novidades e e-books gratuitos?

Cursos Online

  • Banco de Dados
  • Carreira
  • Criação/Web
  • Excel/Projetos
  • Formação
  • + Todas as categorias
  • Essential SSL

    Contato: Telefone: (51) 3717-3796 | E-mail: webmaster@juliobattisti.com.br | Whatsapp: (51) 99627-3434

    Júlio Battisti Livros e Cursos Ltda | CNPJ: 08.916.484/0001-25 | Rua Vereador Ivo Cláudio Weigel, 537 - Universitário, Santa Cruz do Sul/RS, CEP: 96816-208

    Todos os direitos reservados, Júlio Battisti 2001-2020 ®

    [LIVRO]: MACROS E PROGRAMAÇÃO VBA NO EXCEL 2010 - PASSO-A-PASSO

    APRENDA COM JULIO BATTISTI - 1124 PÁGINAS: CLIQUE AQUI