[LIVRO]: Tudo Sobre GPOs no Windows Server 2008, 2012 e 2016 - 654 páginas + 40 Brindes - CLIQUE AQUI

Páginas: 654 | Autores: Júlio Battisti e Diego Lima | 50% de Desconto e 40 Excelentes Bônus!

Você está em: PrincipalTutoriaisAdrienearaujo : Historia002
Quer receber novidades e e-books gratuitos?
›››

FILTRO DE TUTORIAIS:




História-Idade média

O sistema feudal

 

Objetivo: aqui inicia-se mais uma etapa da história ocidental, e veremos detalhes sobre o sistema feudal, suas origens, o auge e porque acabou.como era a vida das pessoas. Também as transformações que o feudalismo sofreu e como influenciou as gerações futuras.

 

Pré-requisito: acompanhar os capítulos seguintes.

 

Fundamentos da idade média: o Sistema feudal

 

As duas fases da Idade Média

 

O feudalismo é o elemento que define esta parte da história,é uma fase singular devido a servidão.coincidentemente a Idade Média está ligada com a formação, desenvolvimento e declínio do trabalho servil.É dividida em:

 

Alta Idade Média ( séc. V-XI), esta fase vai desde a queda de Roma e formação dos reinos germânicos no Ocidente até o início das cruzadas contra o Islão, a servidão começa a surgir e tomar forma ,para depois se tornar sólida e espalhar-se.

 

Baixa Idade Média (séc. XI-XV), esta fase começa com a primeira Cruzada até a centralização do poder real e a expansão ultramarina européia.nesta fase tem-se o renascimento comercial e urbano,orientando assim a vida econômica.nesta época ocorre o apogeu e também a crise que leva ao seu declínio.

 

Como surgiu o feudalismo

 

O feudalismo surgiu depois da desintegração do império Romano,devido as invasões bárbaras, no século V.mas estes invasores não destruíram tudo da civilização romana, pois as novas sociedades que estavam surgindo, eram uma mistura de povos,dos conquistadores e dos conquistados.

 

A sociedade feudal na Europa teve características romanas.uma delas foram as vilas.ou, seja as grandes propriedades de terras que mais a frente deram origem aos feudos;o cristianismo, organizado pela igreja Católica, que ajudou e muito a preservar a cultura greco- românica, e que tinha o poder cultural da época.

 

FEUDALISMO PROPRIAMENTE DITO

 

A Produção era de subsistência.a principal fonte de renda era o feudo, ou seja, a terra.o dono da terra era o senhor feudal, ele mandava e cobrava tributos dos seus servos e não faziam nenhum investimento ou nas terras ou nos seus servos.este por sua vez,podiam usar da terra mas não de maneira livre, pois deviam pagar tributo.podia ser proprietário de alguns instrumentos de trabalho. O servo tem de se submeter a essa vida , principalmente porque o senhor feudal tem a ajuda das armas e da igreja. A produção tem como maior objetivo manter os senhores feudais. E ocorre assim um atrito entre servos e senhores feudais.

 

A servidão

 

O sistema feudal tinha como base fundamental a relação servil de produção.a sociedade feudal estava organizada em torno de duas camadas sociais básicas: os senhores feudais e os servos.Embora no meio desta sociedade existia pessoas que não se enquadrava em nenhuma dessas classes. Estes eram : os vilãos, que eram camponeses livres;os senescais , que eram agentes senhoriais.

 

A importância da servidão na Idade Média era tanta , que o fim da servidão foi equivalente ao fim do feudalismo e da Idade Média.

 

A sociedade

 

A sociedade feudal era principalmente rural, ou seja, quase todas as pessoas viviam no campo.O trabalho na agricultura era pesado e cansativo e os camponeses ficavam com poucos frutos,visto que as terras eram dos nobres.

 

Os nobres eram os donos da terras, também chamados de feudos.como proprietários, o trabalho deles era pouco, em comparação com os servos.

 

Servos,não eram escravos porque não pertenciam aos nobres, já que não podiam ser vendidas para outro senhor feudal. Mas também não eram livres para irem para outro lugar ou outro feudo.estes camponeses servos tinham direito de utilizar um pedaço da terra do feudo para uso próprio.mas o senhor feudal não fazia investimentos na terra.Os instrumentos de trabalho ,como foices, machados e outros, pertenciam aos servos.veja algumas das obrigações feudais:

 

Corvéia:era prestação de serviço gratuitos.isto é,o servo trabalhava uns dias na semana de graça para o senhor feudal ,em terras do seu senhor.além de construir pontes, reparar estradas e outros trabalhos extras.

 

Talha: era a entrega de produtos gerados diretamente por trabalho servil.parte da colheita do servo devia ser entregue ao senhor feudal.isto incluía aves, alimentos e animais.

 

Banalidades: eram taxas criadas por qualquer motivo.multas, impostos para compra de equipamentos e vários.

 

Tais obrigações servis ou melhor, direitos senhoriais, eram como consagrados pela tradição e variavam de acordo com a região.A relação entre senhor feudal e servo era bem prática: os servos trabalhavam enquanto os senhores feudais lhes garantiam proteção, em caso de guerras, e abrigo, no caso de calamidade. Mesmo assim , com essa suposta proteção, os camponeses não se conformavam tão facilmente com tanto trabalho me tanto tributo.por isso havia rebeliões, que infelizmente eram sufocadas de maneira violenta e cruel pelos nobres.

 

O feudo era uma grande propriedade de terra, que os servos trabalhavam.haviam as terras comunais, estas eram usadas tanto pelo senhor, por meio de seus servos, como pelos camponeses.também servia como pastagem para animais, colheita de frutas, além ser usada para as caça do nobre.

 

A economia do feudo era de subsistência ,pois o feudo não produzia tantos excedentes,mas apenas o básico para sobreviver.por causa disso as cidades e o comércio eram pouco desenvolvidos.

 

NOTA: A expansão árabe limitou o comércio europeu. Com as invasões árabes, iniciadas no século VIII,houve dificuldades para os europeus, pois o norte da África, parte da península ibérica e o Mar Mediterrâneo eram dos árabes.isto contribuiu para uma das características do feudalismo, o isolamento da Europa e o esvaziamento das cidades e do comércio.

 

A IGREJA CATÓLICA E O FEUDALISMO

 

Um dos motivos da igreja Católica, ter sido tão poderosa nesta época,era devido ao grande número de adeptos.além de ser dona de muitos feudos.seus bens vinha muitas vezes por doações deixadas por nobres em seus testamentos.a nobreza e a cúpula da igreja pertenciam a mesma classe, a dos senhores feudais.

 

O domínio da igreja não era só na vida religiosa das pessoas, mas também na cultural.os clérigos faziam parte dos poucos que sabiam ler.por causa disso tudo o que se dizia ou pensava devia ter a permissão da igreja. Caso contrário, a pessoa era considerada um herege- inimigo da fé cristã- quem fosse condenado com tal tinha punições pesadas.entre ela: a fogueira e a masmorra.

 

A igreja tinha um papel político de importância,como ela andava de aos dadas com os senhores feudais, ela podia difundir a idéia de conformidade da sua situação, principalmente em relação aos servos, e deste modo tentar controlar os camponeses revoltosos.logo, muitas revoltas camponesas foram consideradas heresias.

 

A TRANSFORMAÇÃO DO FEUDALISMO

 

O auge do feudalismo foi entre os séculos IX e XIII. Nesta época a Europa era dividida em vários feudos, um ‘mundinho’ governado por seu próprio senhor,com suas leis,cobranças e forças armadas. Nesta situação, o rei era um nobre proprietário de terra,com pouca autoridade além do seu próprio feudo. Essa hierarquia tem origens nas guerras antigas.como era o sistema? Um grande chefe militar vencedor,distribuía as terras dos vencidos entre seus auxiliares mias íntimos, que se tornavam seus vassalos.estes por sua vez tinha de dar apoio militar ao seu suserano.Estes vassalos, se quisessem podiam distribuir parte de suas terras para pessoas que seriam seus vassalos.

 

O desenvolvimento econômico

 

Quando as últimas invasões bárbaras acabaram,inicia-se o desenvolvimento comercial da Idade Média.

 

As energias sociais começam a dedicar-se mais, provocando pequenos acréscimos na capacidade produtiva feudal.com isso tem- se um aumento populacional, dando início ao processo de colonização interna do ocidente. Pois com mais pessoas era necessário mais terras, o meio mais viável era ir atrás de terras. No século XI,há uma relativa melhora das técnicas agrícolas, como exemplo: emprego de moinho de vento e água, atrelagem do animal pelo colo. O uso do arado e da enxada de ferro.claro que estas inovações foram limitadas, já que não havia tantos incentivos.

 

O aumento da produção agrícola se deu ,por cultivar áreas que antes estavam desocupadas (desmatando bosques e drenando pântanos), depois,desenvolvendo o emprego do afolhamento, isto é , dividir a terra em três partes . sendo que em duas eram cultivadas duas culturas diferentes e na terceira parte a terra ficava em descanso, ou melhor , no pousio. Esta parte ficavam recebendo todo o cuidado para recuperar a fertilidade. Então depois de três anos,havia a rotação de culturas.

 

Com o aperfeiçoamento da metalurgia houve a criação de arados de ferro, que aumentaram a produtividade e diminuíram o esforço.

 

O aperfeiçoamento do artesanato de roupas e objetos pessoais, armas e armaduras asseguravam maior conforto e capacidade militar.

 

Com tudo isso , muitos feudos começaram a produzir mais que o necessário. com estes excedentes, era possível vender e com o dinheiro, comprar outras coisas que vinham das regiões vizinhas.

 

Com isso começa a surgir as feiras medievais, estas eram os locais onde os comerciantes faziam seus negócios.algumas destas feiras ser tornaram tão importante que deram origem acidades.Nas cidades viviam a maioria dos artesãos e comerciantes. A cidade e o campo foram aprimorando suas atividades econômicas.ficando da seguinte forma :o campo aprimorando sua agricultura e criação de animais, já as cidades se concentrando no artesanato e no comércio. E os nobres ficaram com a parte que era a força motriz da época: consumir, principalmente as mercadorias vendidas pelos comerciantes e artesãos.

 

Com isso as cidades foram crescendo, e como muitas delas eram dentro das terras do nobres, elas também pagavam tributo feudais.mas depois do século XIV, muitas cidades já tinham se tornado ricas o suficiente para se livrarem do domínio do senhor feudal e assim obter autonomia.

 

A CRISE DO SÉCULO XIV

 

Neste século surgi a primeira crise,pelo fato dos senhores feudais não investirem na tecnologia , a produção passou a ser insuficiente para a população da época.A produção agrícola vinha do desbravamento de terras , mas chegou um momento que já não havia tantas terras assim.com isso começa a haver a fome, junto com o aumento de impostos.o intercâmbio com o oriente trouxe coisas boas( mercadorias e especiarias) e más( doenças, entre a pior, a peste negra).com as doenças e a superpovoação nas cidades, ocorre uma catástrofe demográfica, pois com cidades sem nenhuma infraestrutura e cheia de ratos , as doenças se alastraram rapidamente e matando assim quase 40% da população.o medo da doença fez com que cidades inteiras fossem abandonadas, logo, começou a faltar mão-de-obra nos feudos e com isso as rendas dos senhores feudais foi caindo e eles também .mas para assegurar a sua posição, a nobreza aumentou seus tributos sobre os servos. Estes tributos foi o necessário para fazer estourar várias revoltas camponesas.

 

Então o feudalismo teve sua destruição final quando as revoluções burguesas começam a aparecer.

Best Sellers de Excel do Julio Battisti

Todos com Vídeo Aulas, E-books e Planilhas de Bônus!

Aprenda com Júlio Battisti:
Excel 2010 Básico em 140 Lições - Através de Exemplos Práticos - Passo a Passo

 Aprenda com Júlio Battisti: Excel 2010 Básico em 140 Lições - Através de Exemplos Práticos

 

Autor: Júlio Battisti | Páginas: 540 | Editora: Instituto Alpha

 

[Livro]: Aprenda com Júlio Battisti: Excel 2010 Básico em 140 Lições - Através de Exemplos Práticos

Aprenda com Júlio Battisti: Excel 2010 Avançado, Análise de Dados, Tabelas Dinâmicas, Funções Avançadas, Macros e Programação VBA - Passo a Passo

Livro: Aprenda com Júlio Battisti: Excel 2010 Avançado, Análise de Dados, Tabelas Dinâmicas, Funções Avançadas, Macros e Programação VBA - Passo a Passo

 

Autor: Júlio Battisti | Páginas: 952 | Editora: Instituto Alpha

 

Livro: Aprenda com Júlio Battisti: Excel 2010 Avançado, Análise de Dados, Tabelas Dinâmicas, Funções Avançadas, Macros e Programação VBA - Passo a Passo

Aprenda com Júlio Battisti: Macros e Programação VBA no Excel 2010 Através de Exemplos Práticos e Úteis - Passo a Passo

 

[LIVRO]: Aprenda com Júlio Battisti: Macros e Programação VBA no Excel 2010 Através de Exemplos Práticos e Úteis - Passo a Passo

 

Autor: Júlio Battisti | Páginas: 1124 | Editora: Instituto Alpha

 

[LIVRO]: Aprenda com Júlio Battisti: Macros e Programação VBA no Excel 2010 Através de Exemplos Práticos e Úteis - Passo a Passo

Aprenda com Júlio Battisti: Excel 2010 - Curso Completo - Do Básico ao Avançado, Incluindo Macros e Programação VBA - Através de Exemplos Práticos

 

[A BÍBLIA DO EXCEL]: Aprenda com Júlio Battisti: Excel 2010 - Curso Completo - Do Básico ao Avançado, Incluindo Macros e Programação VBA - Através de Exemplos Práticos Passo a Passo

 

Autor: Júlio Battisti | Páginas: 1338 | Editora: Instituto Alpha

 

[A BÍBLIA DO EXCEL]: Aprenda com Júlio Battisti: Excel 2010 - Curso Completo - Do Básico ao Avançado, Incluindo Macros e Programação VBA - Através de Exemplos Práticos Passo a Passo

Todos os livros com dezenas de horas de vídeo aulas de bônus, preço especial (alguns com 50% de desconto). Aproveite. São poucas unidades de cada livro e por tempo limitado.

Dúvidas?

Utilize a área de comentários a seguir.

Me ajude a divulgar este conteúdo gratuito!

Use a área de comentários a seguir, diga o que achou desta lição, o que está achando do curso.
Compartilhe no Facebook, no Google+, Twitter e Pinterest.

Indique para seus amigos. Quanto mais comentários forem feitos, mais lições serão publicadas.

Quer receber novidades e e-books gratuitos?
›››

Novidades e E-books grátis

Fique por dentro das novidades, lançamento de livros, cursos, e-books e vídeo-aulas, e receba ofertas de e-books e vídeo-aulas gratuitas para download.



Institucional

  • Quem somos
  • Garantia de Entrega
  • Formas de Pagamento
  • Contato
  • O Autor
  • Endereço

  • Júlio Battisti Livros e Cursos Ltda
  • CNPJ: 08.916.484/0001-25
  • Rua Vereador Ivo Cláudio Weigel, 537 Universitário
  • Santa Cruz do Sul/RS
  • CEP 96816-208
  • Atendimento: Telefone: (51) 3717-3796 | E-mail: webmaster@juliobattisti.com.br | Whatsapp: (51) 99627-3434

    Todos os direitos reservados, Júlio Battisti 2001-2017 ®

    [LIVRO]: MACROS E PROGRAMAÇÃO VBA NO EXCEL 2010 - PASSO-A-PASSO

    APRENDA COM JULIO BATTISTI - 1124 PÁGINAS: CLIQUE AQUI