[MEU 50º LIVRO]: BANCOS DE DADOS E ACESS - CURSO COMPLETO - DO BÁSICO AO VBA - 1602 páginas

Páginas: 1602 | Autor: Júlio Battisti | 40% de Desconto e 70h de Vídeo Aulas de Bônus

Você está em: PrincipalArtigosWindows 2003 Server › Capítulo 22 : 06
Quer receber novidades e e-books gratuitos?
›››
« Lição anterior Δ Página principal ¤ Capítulos Próxima lição »
WINDOWS 2003 SERVER - CURSO COMPLETO
Autor: Júlio Battisti


Promoção: Livro Windows Server 2012 R2 e Active Directory - Curso Completo, 2100 Páginas. Tudo para você se tornar um administrador de redes altamente qualificado para o mercado de trabalho e levar a sua carreira para o próximo nível!

Promoção: Livro Windows Server 2012 R2 e Active Directory

Curso Completo, 2100 páginas. Tudo para você se tornar um administrador de redes altamente qualificado para o mercado de trabalho e levar a sua carreira para o próximo nível!


Lição 190 - Capítulo 22 - Segurança e serviços de rede: Diversas ferramentas de recuperação a desastres

Pré-Requisitos: Conhecimento básico do Windows Server 2003 e do processo de boot.
Metodologia: Descrição das ferramentas disponíveis.
Técnica: Exemplos práticos, passo-a-passo.

Neste tópico apresentarei uma série de itens relacionados a recuperação de um servidor em caso de problemas diversos, tais como quando um arquivo fundamental é corrompido ou quando um driver de hardware causa instabilidade do sistema e assim por diante. Você também aprenderá sobre o uso do Console de recuperação. Mostrarei como instalar o Console de recuperação e quais os principais comandos disponíveis.

O recurso ASR – Automated System Recovery Disks

No Windows NT Server 4.0 e no Windows 2000 Server o administrador pode criar um disco chamado ERD – Emergency Repair Disk. Este disco contém informações que podem ser utilizadas para reparar o servidor em situações de emergência, como por exemplo quando um arquivo de inicialização (ntldr, ntoskrnl.exe, etc.) é corrompido. O administrador pode dar um boot usando o CD do Windows 2000 Server, iniciar a instalação e bem no início informar que será feita uma reparação de uma instalação já existente. Neste momento é que será necessário o disquete ERD. Já no Windows Server 2003 este procedimento mudou bastante. Não existe mais o conceito de ERD. Ao invés disso foi criado o chamado ASR - Automated System Recovery.

O administrador pode criar um conjunto de discos ASR, regularmente, como parte de um plano de recuperação do sistema em caso de falhas. Os discos do ASR contém informações fundamentais para o funcionamento do Windows Server 2003, informações estas que podem ser utilizadas para substituir arquivos corrompidos, corrigir defeitos no setor de boot e no ambiente de inicialização do Windows Server 2003. O recurso ASR deve ser utilizado como uma última tentativa de recuperar o sistema, depois que várias outras tentativas foram esgotadas, tais como usar o modo seguro, a opção Last Know Good Configuration e o console de recuperação (que será descrito mais adiante).

O recurso ASR é composto de duas partes: O backup ASR e o restore ASR. Para fazer o Backup ASR, utilizamos o Automated System Recovery Preparation  (Assistente de preparação para a recuparação do sistema) do ASR, o qual está disponível como uma das opções do utilitário de backup. Este assistente faz o backup do estado do sistema, dos serviços configurados e de todos os discos associados com a instalação do Windows Server 2003. Também é criado um disquete,  qual contém informações sobre o backup, configurações dos discos do sistema (incluindo informações dos discos básicos e discos dinâmicos) e informações sobre como deve ser efetuada a restauração do sistema.

Para fazer a restauração do sistema, usando os discos criados pelo assistente de backup do ASR, você deve iniciar uma instalação normal do Windows Server 2003 (por exemplo, a partir de um boot pelo CD-ROM, usando o CD de instalação do Windows Server 2003). Em uma das etapas da instalação, bem no início, ainda na parte de texto, tem uma mensagem informando que você pode pressionar a tecla F2 para fazer uma restauração do sistema. O ASR lê as informações sobre os discos do sistema a partir do disquete ASR e restaura todas as assinaturas de discos, volumes e partições, pelo menos nos discos necessários para que o Windows Server 2003 seja inicializado. O ASR tentará restaurar as configurações de todos os discos e volumes/partições, mas pode acontecer de ele não conseguir restaurar as informações sobre todos os volumes. O ASR irá instalar uma versão simplificada do Windows Server 2003, apenas com o suficiente para iniciar um restore a partir do backup feito pelo ASR, utilizando o Automated System Recovery Preparation Wizard, backup este que normalmente é feito em fita em fita.

Observações sobre o ASR:

  • O ASR não faz o backup dos arquivos de dados, apenas dos arquivos do sistema, necessários ao funcionamento do ASR. O backup dos dados deve ser feito separadamente, usando uma política de backup e agendamento de tarefas de backup, conforme descrito no Capítulo 15.
  • O ASR tem suporte a volumes FAT16 com tamanho máximo de 2.1 GB. O ASR não tem suporte para volumes FAT16 com tamanho de 4 GB, volumes estes que utilizam um tamanho de cluster de 64 Kb. Se o servidor tiver uma partição FAT 16 de GB (o que é muito pouco provável), primeiro você deve converter este volume para NTFS, para depois usar o ASR. Para converter um volume de FAT16 ou FAT32 para NTFS basta usar o comando convert. Por exemplo, para converter o drive C: de FAT para NTFS, utilize o seguinte comando: convert C: /fs:NTFS

A seguir mostrarei como usar o assistente de backup e o Automated System Recovery Preparation  (Assistente de preparação para a recuparação do sistema).

Exemplo: Usar o assistente de backup e o Automated System Recovery Preparation  (Assistente de preparação para a recuparação do sistema), para criar um conjunto de discos para recuperação automática do sistema. Para isso siga os passos indicados a seguir:

1.         Faça o logon como administrador ou com uma conta com permissão de administrador.
2.         Abra o utilitário de backup: Start -> All Programs -> Acessories -> System Tools -> Backup (Iniciar -> Todos os programas -> Acessórios -> Ferramentas do sistema -> Backup).
3.         Se for aberto o assistente de backup clique na opção Advanced Mode, para abrir o utilitário de backup no modo avançado.
4.         O utilitário de backup será aberto, com a guia Welcome (Bem vindo) selecionada por padrão. Nesta guia está disponível a opção Automated System Revovery Preparation Wizard (Assitente para recuperação automática do sistema), conforme indicado na Figura 22.17:

Windows 2003 Server - Curso Completo - Julio Battisti
Figura 22.17 O assistente do ASR.

5.         Clique nesta opção.
6.         Será iniciado o assistente Automated System Revovery Preparation Wizard. A primeira tela do assistente é apenas informativa. Clique m Next (Avançar), para seguir para a próxima etapa do assistente.
7.         Nesta etapa você deve selecionar o destino para o backup. Se você tiver um drive de fita instalado, poderá gravar em fita. Esta é a opção mais recomendada. Você também pode gravar o backup em disco, preferencialmente em um disco da rede. Afinal de nada adiantaria gravar o backup do ASR no mesmo disco onde está instalado o Windows Server 2003, pois se este disco apresentasse problemas, você perderia o disco e também o backup, ou seja, ficaria sem nada. Selecione o destino para o backup, conforme exemplo da Figura 22.18 e clique em Next (Avançar), para seguir para a próxima etapa do assistente.

Windows 2003 Server - Curso Completo - Julio Battisti
Figura 22.18 Selecionando o destino para o backup do ASR.

Nota: O backup do ASR não poderá ser feito diretamente em CD ou DVD, mesmo que você tenha um drive gravador de CD ou gravador de DVD.

8.         Será exibida a tela final do assistente. Clique em Finish (Concluir). O processo de backup para gerar as informações necessárias para um restauração do sistema será iniciado.
9.         Após a conclusão do backup do ASR, o Windows emite uma mensagem solicitando que você insira um disco em branco na unidade de disquete, conforme indicado na Figura 22.19:

Windows 2003 Server - Curso Completo - Julio Battisti
Figura 22.19 Criação do disquete do ASR.

10.       Clique em OK para inicar a criação do disquete do ASR.
11.       O disquete será criado e uma mensagem será exibida, orientando você a identificar o disquete e guarda-lo em local seguro. Clique em OK para fechar a mensagem de aviso.

Pronto, o backup do ASR foi criado e poderá ser utilizado para restaurar o servidor em caso de falhas graves. Para usar o backup do ASR você deve iniciar uma instalação do Windows Server 2003 normalmente e, em uma das etapas iniciais, fique atento a mensagem que indica que você deve pressionar a tecla F2 para restaurar o estado do sistema usando um backup do ASR.

O que é contém o disquete do ASR: O disquete do ASR é como se fosse um “mapa” para encontrar as demais informações necessárias ao processo de restauração. No disquete do ASR são gravados os seguintes arquivos:

  • Setup.log: Contém a localização dos arquivos do sistema.
  • Asr.sif: Contém informações sobre os discos, partições, volumes e sobre a mídia utilizada para fazer o backup do ASR.
  • Asrpnp.sif: Contém informações sobre os dispositivos de hardware, instalados no servidor, e que são compatíveis com o padrão Plug and Play.

Dica: Sempre que você estiver para fazer alterações importantes no servidor, tais como instalação de novos dispositivos de hardware ou instalação de novos serviços e sistemas, é recomendado que, antes de fazer as modificações, você faça um backup do ASR. Com isso, você poderá usar este backup para restaurar o servidor a uma situação de normalidade, caso aconteça algum erro grave, devido as modificações que estão sendo feitas. É importante salientar novamente, que o restore a partir de um backup do ASR deve ser considerado como uma última alternativa, quando outros recursos como o Modo de segurança e a última configuração válida já falharam. Alterações tais como inserção de um novo disco ou exclusão de volumes e criação de novos volumes também podem ser consideradas grande alterações e, conseqüentemente, antes de fazer estas alterações, crie um novo backup do ASR.

Criando um disquete de boot

O conceito de disquete de boot no Windows NT, Windows 2000, Windows XP ou Windows Server 2003 é bem diferente do conceito de disquete de boot no Windows 95/98/Me. No Windows 95/98/Me ao usar um disquete de boot, o sistema é inicializada no modo caractere, é aberto um prompt de comando e você tem acesso ao disco rígido e demais unidades de disco. Já no Windows NT/2000/XP/2003, o disquete de boot não inicializa o sistema no modo caractere, com um prompt de comando e acesso aos volumes (C:, D:, etc). Além disso, o uso do disquete de boot terá pouca utilidade, principalmente com a disponibilidade do Console de recuperação, o qual descreverei mais adiante.

Mas existem algumas circunstâncias em que o disquete de boot pode ser útil, mais especificamente para auxiliar na inicialização do sistema, quando ocorrer um dos seguintes problemas:

  • Quando o setor de boot do disco rígido estiver corrompido.
  • Quando o MBR – Master boot Record do disco rígido estiver corrompido.
  • Quando um vírus tiver infectado o MBR.
  • Quando os arquivos ntldr ou ntdetect.com estiverem corrompidos ou tiverem sido excluídos por engano.

Nota: Outra situação prática em que o disco de boot pode ser útil é quando você tem um volume espelhado, no qual está instalado o Windows Server 2003. Pode acontecer do disco principal do espelhamento (aquele a partir do qual o Windows Server 2003 é carregado) apresentar problemas. Neste caso você pode usar um disquete de boot, alterando o arquivo boot.ini para que carregue o Windows Server 2003 a partir do disco que ainda está funcionando. O Windows Server 2003 é carregado normalmente. Aí você desfaz o espelhamento, desliga o servidor e substitui o disco com problemas. Em seguida você usa o disquete de boot novamente para inicializar o servidor, reconhece o disco recém instalado e refaz o espelhamento. Pronto, o próximo boot já pode ser feito a partir do novo HD instalado e devidamente espelhado. Este método dá bem menos trabalho (e tem bem menos probabilidade de dar problemas) do que usando um backup tradicional, principalmente se o servidor for um DC, onde são necessários cuidados especiais para o restore do Active Directory, conforme descrito no Capítulo 15.

Importante: O disco de boot que você cria em um servidor, servirá para inicializar este servidor e não qualquer servidor com o Windows Server 2003. Na prática outros servidores poderão ser inicializados, mas somente se tiverem exatamente as mesmas configurações de discos e de volumes, do servidor onde foi feito o disquete de boot.

Exemplo: Para criar um disquete de boot para um determinado servidor, siga os passos indicados a seguir:

1.         Faça o logon como administrador ou com uma conta com permissão de administrador.
2.         Insira um disquete em branco no drive de disquete
3.         Abra um Prompt de comando: Start -> All Programs -> Acessories -> Prompt de comando (Iniciar -> Todos os programas -> Acessórios -> Prompt de comando).
4.         Execute o comando format a: /u
5.         Aguarde a conclusão do comando e copie os arquivos Ntdetect.com e Ntldr, da pasta i386 do CD de instalação do Windows Server 2003, para o disquete. Copie também o arquivo Boot.ini.
6.         Pronto, está criado o CD de boot, o qual é específico para o servidor onde foi criado e que poderá ser utilizado nas situações descritas no início deste tópico.

O Console de Recuperação

O Console de Recuperação foi uma das novidades introduzidas com o Windows 2000 Server e que também está presente no Windows XP Professional e no Windows Server 2003. O Console de Recuperação não é instalado, automaticamente, quando o Windows Server 2003 é instalado. Neste item mostrarei como instalar o Console de Recuperação.

Após instalar o console de recuperação, este será adicionado como uma opção do menu de inicialização do computador, conforme descrito anteriormente. Ao selecionar a opção para inicializar no modo de recuperação, o servidor será inicializado em um modo muito parecido com o Prompt de comando. Neste modo estarão disponíveis uma série de comandos (descritos mais adiante). Estão disponíveis comandos para acessar os arquivos do disco rígido, para habilitar/desabilitar drivers e assim por diante.

Se o modo de segurança e outras opções de inicialização não funcionarem, você poderá considerar o uso do Console de recuperação (claro que este deve ter sido instalado previamente). No entanto, esse método é recomendado somente se você for um usuário avançado ou administrador que possa usar comandos básicos para identificar e localizar drivers e arquivos com problemas.

Para usar o Console de recuperação, você precisa efetuar o logon na conta Administrador. Esse console fornece comandos que podem ser usados para executar operações simples, como mudar de diretório ou exibir um diretório, e operações mais complexas, como corrigir o setor de inicialização. Você pode acessar a Ajuda para os comandos no Console de recuperação digitando help no prompt de comando do Console de recuperação.

Ao usar o Console de recuperação, você pode iniciar e interromper serviços, ler e gravar dados em uma unidade local (inclusive unidades formatadas com o sistema de arquivos NTFS), copiar dados de um disquete ou CD, formatar unidades, corrigir o setor de inicialização ou o registro de inicialização mestre (MBR) e executar outras tarefas administrativas. O Console de recuperação será especialmente útil se você precisar reparar o sistema copiando um arquivo de um disquete ou CD-ROM para a unidade de disco rígido ou se precisar reconfigurar um serviço que está impedindo o computador de ser iniciado corretamente. Por exemplo, o Console de recuperação poderia ser usado para substituir um arquivo de driver sobrescrito ou danificado por uma cópia perfeita a partir do disquete.

Exemplo: Para instalar o console de recuperação, siga os passos indicados a seguir:

1.         Faça o logon como administrador ou com uma senha com permissão de administrador.
2.         Abra um Prompt de comando e acesse a pasta i386, do cd de instalação do Windows Server 2003.
3.         Para instalar o console de recuperação, execute o seguinte comando:

            winnt32 /cmdcons

4.         Será exibida uma mensagem informando que você pode instalar o console de recuperação como uma das opções de inicialização do computador, conforme indicado na Figura 22.20:

Windows 2003 Server - Curso Completo - Julio Battisti
Figura 22.20 Instalando o console de recuperação.

5.         Clique em Yes (Sim), para prosseguir com a instalação do console de recuperação.
6.         A instalação é concluída e uma mensagem é exibida informando que o console de recuperação foi adicionado como uma das opções de inicialização e que você pode utilizar o comando HELP, para ver uma lista dos comandos disponíveis. Clique em OK para fechar esta mensagem e pronto, o console de recuperação está instalado. No próximo exemplo mostrarei como utilizar o console de recuperação.

Exemplo: Para utilizar o console de recuperação, após tê-lo instalado, siga os passos indicados a seguir:

1.         Reinicialize o servidor.
2.         Será apresentado um menu, onde a primeira opção é a instalação normal do Windows Server 2003. Se houver outras versões do Windows, estas serão exibidas na seqüência. A última opção é Microsoft Windows Recovery Console (Console de Recuperação do Microsoft Windows). Selecione esta opção e pressione Enter.
3.         Após alguns instantes, será exibido um novo menu de opções para que você selecione qual instalação do Windows você deseja acessar. Este menu será exibido mesmo que haja uma única instalação do Windows. Digite o número da instalação a ser carregada e pressione Enter. Nesta etapa você também pode digitar Exit e pressionar Enter para reinicializar o computador.
4.         Será solicitada a senha de acesso. Se o servidor for um DC, é importante salientar que está não é a senha da conta Administrator (Administrador), mas sim a senha que foi definida durante a instalação do Active Directory, senha esta que também é utilizada para inicializar o servidor no modo de Restauração do Active Directory, conforme descrito no Capítulo 17. Digite a senha e pressione Enter.
5.         A inicialização usando o console de recuperação será completada e será exibido um prompt de comando. Para obter uma lista completa dos comandos disponíveis digite help e pressione Enter. Será exibida uma lista com todos os comandos disponíveis no console de recuperação.
6.         Para obter ajuda sobre um comando específico, digite help nome_do_comando e tecle Enter. Por exemplo para obter ajuda sobre o comando enable, digite help enable e pressione enter.
7.         Para sair do console de recuperação e reinicializar o servidor, digite EXIT e pressione Enter. O servidor será reinicializado, agora selecione o modo normal de inicialização. A seguir apresento uma descrição resumida dos principais comandos disponíveis no console de recuperação.

Principais comandos disponíveis no console de recuperação:

  • ATTRIB: É o bom e velho attrib da época do MS-DOS. É utilizado para alterar os atributos de pastas e arquivos.
  • BATCH: É utilizado para executar uma seqüência de comandos contidos em um arquivo de texto. A saída dos comandos é exibida na tela ou pode ser redirecionada para um outro arquivo de texto.
  • BOOTCFG: É utilizado para exibir e modificar as configurações do arquivo boot.ini.
  • CD (CHDIR): O bom e velho comando CD, igualzinho ao que você utiliza no prompt de comando. É utilizado para alterar a pasta ativa.
  • CHKDSK: Utilitário para verificação e correção de erros em unidades de disco. Foi descrito e exemplificado no Capítulo 10.
  • CLS: Por incrível que possa parecer é ele mesmo: Clear Screen. Utilizado para limpar a tela, desde a época do MS-DOS 1.0.
  • COPY: Mesmo comentário do item anterior. É utilizado para copiar pastas e arquivos. Por exemplo, você pode utilizar este comando para copiar um arquivo de inicialização que tenha sido corrompido, do CD de instalação do Windows Server 2003 para o disco rígido, substituindo desta forma o arquivo corrompido, o que fará com que o Windows Server 2003 possa ser inicializado normalmente.
  • DELETE (DEL): Utilizado para excluir pastas e arquivos.
  • DIR: Ele mesmo, com todas as tradicionais opções que você já conhece a décadas.
  • DISABLE: Este é um dos comandos mais importantes e normalmente utilizados. Ele é utilizado para desabilitar um driver ou serviço. Por exemplo, se o que está impedindo o Windows Server 2003 de inicializar normalmente é um serviço, você pode inicializar o servidor no modo Console de Recuperação. Em seguida você utiliza o comando LISTSVC para listar todos os serviços instalados no servidor. Anote o nome do serviço a ser desabilitado e em seguida utilize o seguinte comando: DISABLE  NOME_DO_SERVIÇO

Pronto, agora você pode inicializar o Windows Server 2003 no modo normal e corrigir os problemas com o serviço que estava impedindo o Windows Server 2003 de ser inicializado no modo normal.

Nota: O comando LISTSVC lista os serviços e os drivers instalados no servidor, bem com o status de cada um.

  • EXIT: Sai do console de recuperação e reinicializa o servidor.
  • EXPAND: Utilizado para descompactar um arquivo compactado.
  • FIXBOOT: Este também é um comando muito utilizado. Este comando recria o código de boot do Windows Server 2003, na partição de boot, sobrescrevendo o código atualmente existente. É indicado para casos em que o código de boot foi corrompido, o que está impedindo o servidor de inicializar normalmente.
  • FIXMBR: Também muito utilizado. É utilizado para reparar o Master Boot Record (MBR) da partição de boot. Normalmente é utilizado em situações onde o MBR foi danificado por vírus, o que está impedindo o Windows Server 2003 de ser inicializado. Você deve tentar outros recursos antes de usar este comando. Primeiro tente utilizar um anti-vírus atualizado. Não é comum, mas pode acontecer de este comando danificar a MBR ao invés de corrigir. Nestas situações você pode perder completamente o acesso ao disco e somente uma reinstalação do Windows Server 2003 e uma restauração a partir do backup, para voltar o sistema ao estado normal.
  • FORMAT: O bom e velho format, utilizado para formatar volumes e disquetes.
  • HELP: Exibe uma lista de todos os comandos disponíveis no console de recuperação. Para obter ajuda sobre um comando específico, digite help nome_do_comando e tecle Enter. Por exemplo para obter ajuda sobre o comando enable, digite help enable e pressione enter.
  • LISTSVC: Exibe uma lista dos serviços e drivers instalados no servidor, bem como o status de cada um.
  • LOGON: Exibe uma lista de todas as instalações disponíveis, para as seguintes versões do Windows: NT, XP, 2000 e Server 2003. É exibido um menu, você digita o número da instalação que você quer acessar. Será solicitada a senha de acesso. Se você digitar a senha incorretamente três vezes, o servidor será reinicializado.
  • MAP: Exibe uma lista das letras de drives em uso, o sistema de arquivos de cada drive e o tamanho de cada partição.
  • MD (MKDIR): Ele mesmo, velho conhecido. Utilizado para criar pastas e subpastas.
  • MORE: Mais um velho conhecido. É utilizado para paginar a saída de um comando, quando a saída que é exibida na tela é muito extensa. Usando o comando more em conjunto com outros comandos, os resultados são exibidos uma tela por vez. Para exibir a próxima tela basta pressionar a barra de espaços.
  • RD (RMDIR): Outro velho conhecido. Utilizado para excluir uma pasta. A pasta deve estar vazia para que o comando seja executado com sucesso.
  • REN (RENAME): Utilizado para renomear um arquivo.
  • SET: Permite que sejam definidas características de execução do console de recuperação. Com o comando SET você pode definir as seguintes características:

-           AllowWildCards: Define se será permitido o uso de caracteres coringa (*, ?) no console de recuperação.

-           AllowAllPaths: Define se será permitido acesso a todas as pastas do disco rígido.

-           AllowRemovableMedia: Define se será permitida a cópia de arquivos para mídias móveis, tais como um disquete ou um Zip Drive.

-           NoCopyPrompt: Permite a utilização do comando copy, para sobrescrever arquivos, sem que seja exibida uma mensagem de aviso.

  • SYSTEMROOT: Altera para a pasta definida como %systemroot%, ou seja, a pasta onde o Windows Server 2003 está instalado.
  • TYPE: É utilizado para exibir o conteúdo de um arquivo de texto.

A opção Roll Back Driver.

Outra opção útil é a opção para reinstalar a versão anterior do driver de um dispositivo de hardware. Esta opção é útil quando a instalação de uma nova versão de um driver está causando problemas. Desde problemas como por exemplo consumo excessivo de memória e processador, até problemas mais graves, como simplesmente fazer com que o dispositivo de hardware deixe de funcionar após a atualização do driver. Nestas situações, você pode orientar o Windows Server 2003 a voltar a versão anterior do driver, versão esta que estava funcionando corretamente. No exemplo a seguir, listo os passos para fazer o Roll Back de um driver.

Exemplo: Para fazer o Roll Back de um driver de dispositivo, siga os passos indicados a seguir:

1.         Faça o logon como administrador ou com uma conta com permissão de administrador.
2.         Abra o console Computer Management (Gerenciamento do computador): Start -> Administrative Tools -> Computer Management (Iniciar -> Ferramentas Administrativas -> Gerenciamento do computador).
3.         Acesse a opção System Tools -> Device Manager (Ferramentas do Sistema -> Gerenciador de Dispositivos).
4.         Localize o dispositivo cujo drive está com problemas e clique com o botão direito nele. No menu de opções que é exibido clique em Properties (Propriedades).
5.         Na janela de propriedades que é exibida, clique na guia Driver. Em seguida clique no botão Roll Back Driver, conforme indicado na Figura 22.21. Pronto, será instalada a versão anterior do driver.

Windows 2003 Server - Curso Completo - Julio Battisti
Figura 22.21 A opção Roll Back Driver.


Promoção: Livro Windows Server 2012 R2 e Active Directory - Curso Completo, 2100 Páginas. Tudo para você se tornar um administrador de redes altamente qualificado para o mercado de trabalho e levar a sua carreira para o próximo nível!

Promoção: Livro Windows Server 2012 R2 e Active Directory

Curso Completo, 2100 páginas. Tudo para você se tornar um administrador de redes altamente qualificado para o mercado de trabalho e levar a sua carreira para o próximo nível!


« Lição anterior Δ Página principal ¤ Capítulos Próxima lição »

Best Sellers de Excel do Julio Battisti

Todos com Vídeo Aulas, E-books e Planilhas de Bônus!

Aprenda com Júlio Battisti:
Excel 2010 Básico em 140 Lições - Através de Exemplos Práticos - Passo a Passo

 Aprenda com Júlio Battisti: Excel 2010 Básico em 140 Lições - Através de Exemplos Práticos

 

Autor: Júlio Battisti | Páginas: 540 | Editora: Instituto Alpha

 

[Livro]: Aprenda com Júlio Battisti: Excel 2010 Básico em 140 Lições - Através de Exemplos Práticos

Aprenda com Júlio Battisti: Excel 2010 Avançado, Análise de Dados, Tabelas Dinâmicas, Funções Avançadas, Macros e Programação VBA - Passo a Passo

Livro: Aprenda com Júlio Battisti: Excel 2010 Avançado, Análise de Dados, Tabelas Dinâmicas, Funções Avançadas, Macros e Programação VBA - Passo a Passo

 

Autor: Júlio Battisti | Páginas: 952 | Editora: Instituto Alpha

 

Livro: Aprenda com Júlio Battisti: Excel 2010 Avançado, Análise de Dados, Tabelas Dinâmicas, Funções Avançadas, Macros e Programação VBA - Passo a Passo

Aprenda com Júlio Battisti: Macros e Programação VBA no Excel 2010 Através de Exemplos Práticos e Úteis - Passo a Passo

 

[LIVRO]: Aprenda com Júlio Battisti: Macros e Programação VBA no Excel 2010 Através de Exemplos Práticos e Úteis - Passo a Passo

 

Autor: Júlio Battisti | Páginas: 1124 | Editora: Instituto Alpha

 

[LIVRO]: Aprenda com Júlio Battisti: Macros e Programação VBA no Excel 2010 Através de Exemplos Práticos e Úteis - Passo a Passo

Aprenda com Júlio Battisti: Excel 2010 - Curso Completo - Do Básico ao Avançado, Incluindo Macros e Programação VBA - Através de Exemplos Práticos

 

[A BÍBLIA DO EXCEL]: Aprenda com Júlio Battisti: Excel 2010 - Curso Completo - Do Básico ao Avançado, Incluindo Macros e Programação VBA - Através de Exemplos Práticos Passo a Passo

 

Autor: Júlio Battisti | Páginas: 1338 | Editora: Instituto Alpha

 

[A BÍBLIA DO EXCEL]: Aprenda com Júlio Battisti: Excel 2010 - Curso Completo - Do Básico ao Avançado, Incluindo Macros e Programação VBA - Através de Exemplos Práticos Passo a Passo

Todos os livros com dezenas de horas de vídeo aulas de bônus, preço especial (alguns com 50% de desconto). Aproveite. São poucas unidades de cada livro e por tempo limitado.

Dúvidas?

Utilize a área de comentários a seguir.

Me ajude a divulgar este conteúdo gratuito!

Use a área de comentários a seguir, diga o que achou desta lição, o que está achando do curso.
Compartilhe no Facebook, no Google+, Twitter e Pinterest.

Indique para seus amigos. Quanto mais comentários forem feitos, mais lições serão publicadas.

Quer receber novidades e e-books gratuitos?
›››

Novidades e E-books grátis

Fique por dentro das novidades, lançamento de livros, cursos, e-books e vídeo-aulas, e receba ofertas de e-books e vídeo-aulas gratuitas para download.



Institucional

  • Quem somos
  • Garantia de Entrega
  • Formas de Pagamento
  • Contato
  • O Autor
  • Endereço

  • Júlio Battisti Livros e Cursos Ltda
  • CNPJ: 08.916.484/0001-25
  • Rua Vereador Ivo Cláudio Weigel, 537 Universitário
  • Santa Cruz do Sul/RS
  • CEP 96816-208
  • Todos os direitos reservados, Júlio Battisti 2001-2017 ®

    [LIVRO]: MACROS E PROGRAMAÇÃO VBA NO EXCEL 2010 - PASSO-A-PASSO

    APRENDA COM JULIO BATTISTI - 1124 PÁGINAS: CLIQUE AQUI