[MEU 50º LIVRO]: BANCOS DE DADOS E ACESS - CURSO COMPLETO - DO BÁSICO AO VBA - 1602 páginas

Páginas: 1602 | Autor: Júlio Battisti | 40% de Desconto e 70h de Vídeo Aulas de Bônus

Você está em: PrincipalArtigosWindows 2003 Server › Capítulo 09 : 03
Quer receber novidades e e-books gratuitos?
›››
« Lição anterior Δ Página principal ¤ Capítulos Próxima lição »
WINDOWS 2003 SERVER - CURSO COMPLETO
Autor: Júlio Battisti


Promoção: Livro Windows Server 2012 R2 e Active Directory - Curso Completo, 2100 Páginas. Tudo para você se tornar um administrador de redes altamente qualificado para o mercado de trabalho e levar a sua carreira para o próximo nível!

Promoção: Livro Windows Server 2012 R2 e Active Directory

Curso Completo, 2100 páginas. Tudo para você se tornar um administrador de redes altamente qualificado para o mercado de trabalho e levar a sua carreira para o próximo nível!


Lição 088 - Capítulo 09 - Fundamentos em: Criação e administração de contas de usuários

Pré-Requisitos: Conhecimento dos conceitos teóricos sobre o Active Directory.

Metodologia: Apresentar em detalhes os passos para criação e administração de contas de usuários.

Técnica: Utilização de exemplos práticos, passo-a-passo.

Neste item você aprenderá as ações práticas para a criação e administração de contas de usuários de um domínio. Você aprenderá a criar novas contas, configurar as diversas propriedades das contas já existentes, ativar e desativar contas, desbloquear contas, excluir e renomear contas. Todas estas ações são executadas com o console Usuários e Computadores do Domínio (Active Directory Users and Computers). Vamos iniciar os exemplos pela criação de uma nova conta.

Criando uma nova conta de usuário no domínio:

Para criar uma nova conta de usuário no Active Directory, siga os passos indicados a seguir:

1.         Faça o logon como Administrador (Administrator) ou com uma conta pertencente ao grupo Operadores de Conta (Account Operators).

O grupo Accout Operetors é criado automaticamente durante a instalação do Active Directory. Membros deste grupo podem realizar tarefas relacionadas a criação e administração de contas de usuários no domínio. Mais adiante, no item sobre Grupos, descreverei os grupos que são criados automaticamente quando da instalação do Active Directory, os chamados Built-in Groups.

2.         Abra o console Active Directory Users and Computers (Usuários e Computadores do Domínio): Start -> Administrative Tools -> Active Directory Users and Computers (Iniciar -> Ferramentas Administrativas -> Usuários e Computadores do Domínio).

3.         Será aberto o console Active Directory Users and Computers,indicado na Figura 9.2:


Figura 9.2 O console Active Directory Users and Computers.

4.         Clique no sinal de + ao lado do nome do domínio no qual você irá criar a conta.

5.         Abaixo do nome do domínio é exibida uma lista de opções criadas automaticamente quando o Active Directory é instalado:

  • Builtin: Nesta opção estão os chamados grupos Builtin, ou seja, aqueles grupos criados automaticamente quando o Active Directory é instalado. Estes grupos são utilizados para funções de administração do domínio. Por exemplo, os membros do grupo Administradores (Administrators) tem permissões administrativas em todo o domínio, já membros do grupo Operadores de Conta (Account Operators) tem permissões para criar e administrar contas de usuários no domínio e assim por diante. Os grupos que ficam nesta opção são grupos Locais do domínio. Mais adiante neste capítulo, descreverei as diferenças entre grupos Locais, Globais e Universais.
  • Computers (Computadores): Nesta opção ficam as contas de todos os computadores do domínio, a não ser que tenham sido criadas outras unidades organizacionais e contas tenham sido movidas para estas unidades organizacionais.
  • Domain Controllers (Controladores de Domínio): Nesta opção ficam as contas de computadores dos DCs do domínio.
  • ForeignSecurityPrincipals: Nesta opção ficam objetos relacionados a relações de confiança criadas manualmente pelo administrador.
  • Users: Nesta opção ficam as contas que foram criadas automaticamente pelo Active Directory, bem como os grupos Globais criados automaticamente. Um exemplo de conta criada automaticamente é a conta Administrator (Administrador), a qual tem permissões de administrador em todos os recursos de todos os servidores do domínio. Por padrão é nesta opção que criamos novas contas de usuários. Conforme mostrarei mais adiante você também pode criar novas unidades organizacionais e criar contas de usuários dentro destas unidades organizacionais.

6.         Clique na opção Users (Usuários) para seleciona-la. Serão exibidas as contas e grupos globais criados automaticamente durante a instalação do Active Directory, conforme exemplo da Figura 9.3:


Figura 9.3 A opção Users.

7.         Para criar um novo usuário você pode utilizar uma das seguintes opções:

  • Clicar com o botão direito do mouse em Users (Usuários) e no menu que é exibido clicar em New -> User (Novo -> Usuário).
  • Selecionar o comando Action -> New > User (Ação -> Novo -> Usuário).
  • Clicar no botão New User (Novo Usuário)

8.         Usando qualquer uma das opções indicadas a seguir, será aberta a janela New Object – User (Novo Objeto – Usuário), na qual você deve preencher o nome, sobrenome, nome completo, User name logon (Nome de logon do usuário) e User logon name (pré-windows 2000), conforme exemplo da figura 9.5. O nome de logon (User logon name) é o nome que o usuário utiliza para efetuar o logon no domínio (jsilva, maria, etc.). Já User logon name (pré-Windows 2000) é o nome que o usuário utiliza para efetuar o logon em computadores com versões mais antigas do Windows, tais como o Windows NT Server 4.0. Por simplicidade estes dois nomes devem ser iguais, observe que a medida que você digitar o primeiro, o segundo será automaticamente preenchido. Preencha os dados da nova conta e clique em Next (Avançar).


Figura 9.5 Criando a conta jsilvap.

9.         Nesta etapa você tem que definir a senha e configurar algumas características da conta. Lembre que, por padrão, os requisitos de complexidade para senha estão habilitados, conforme descrito anteriormente. No campo Password (Senha), informe uma senha que atenda aos requisitos de complexidade descritos anteriormente. Digite a senha novamente no campo Confirm password (Confirmar a senha).

10.       Além da senha você pode configurar uma das quatro opções descritas a seguir:

  • User must change password at next logon (O usuário deve alterar a senha no próximo logon) : Se esta opção estiver marcada, a primeira vez que o usuário fizer o logon, será solicitado que ele altere a sua senha. Esta opção é utilizada para que o usuário possa colocar uma senha que somente ele conhece. Quando o usuário é cadastrado, a senha é digitada pelo Administrador, o qual fica sabendo a senha do usuário. No próximo logon o usuário é obrigado a alterar a senha de tal maneira que somente ele saiba qual a senha está definida para a sua conta.
  • User cannot change password (O usuário não pode alterar a senha): Se esta opção estiver marcada, a senha somente pode ser alterada pelo Administrador. Normalmente utilizada para empregados temporários e para estagiários. Para as contas utilizadas pelos funcionários da empresa, esta opção normalmente é desabilitada.
  • Password never expires (A senha nunca expira): Ao marcar esta opção, independente das políticas de segurança do domínio, o usuário nunca precisará trocar a sua senha. Caso contrário de tempos em tempos (conforme configurado nas políticas de segurança do domínio ), o usuário deve trocar a senha.
  • Account is disabled (A conta está desativada): O Administrador marca esta opção para desativar/bloquear a conta de um usuário. Usuários com a conta bloqueada não podem mais efetuar logon e, consequentemente, não podem mais acessar recursos da rede. Esta opção normalmente é utilizada para desativar, temporariamente, a conta de empregados que estão em férias. Quando o empregado retorna ao serviço, o Administrador libera a sua conta, simplesmente desmarcando esta opção.

11.       Defina as opções para a conta que está sendo criada, conforme exemplo da Figura 9.6:


Figura 9.6 Defininda a senha e as opções da nova conta.

12.       Clique em Next (Avançar) para seguir para a próxima etapa.

13.       Esta etapa é apenas informativa. Você pode utilizar o botão Back (Voltar) para voltar a uma determinada etapa e fazer alterações. Clique em Finish (Concluir).

14.       A conta jsilvap será criada e já será listada na opção Users. Observe que o que aparece na listagem é o nome completo do usuário. No nosso exemplo está sendo exibido o usuário José da Silva Pereira, conforme indicado na Figura 9.7. Nesta figura eu ativei o modo de visualização ícones grandes. Para tal utilizei o comando View -> Large Icons (Exibir -> Ícones Grandes) do console Active Directory Users and Computers.


Figura 9.7 O usuário já é exibido na lista de usuários.

Muito bem, agora o usuário José da Silva Pereira foi cadastrado com o nome de logon jsilvap e poderá fazer o logon nas estações de trabalho do domínio. Por padrão, quando uma nova conta de usuário é criada, ela não tem permissão para fazer logon localmente nos member servers e nem nos DCs do domínio. A permissão para fazer o logon localmente nos servidores do domínio é um direito que por padrão somente é atribuído a alguns grupos especiais, tais como Administradores (Administrators), Operadores de Conta (Account Operators) e assim por diante. Em um dos próximos itens você aprenderá a configurar os direitos de usuários e a atribuir estes direitos para uma ou mais contas ou grupos de usuários.

Configurando uma conta de usuário

Durante a criação de uma conta de usuário, apenas algumas propriedades da conta são configuradas. Depois que a conta é criada, você pode acessar as propriedades da conta para configurar dezenas de outras propriedades. Por exemplo, você pode definir em que horas durante o dia é permitido que seja feito o logon, em quais computadores a conta pode ser utilizada para fazer o logon, qual o script de logon associado a conta e assim por diante. Neste item descreverei as principais propriedades que podem ser configuradas para uma conta de usuário do domínio. Vou dividir as configurações em etapas. Em cada etapa mostrarei como configurar determinadas propriedades relacionadas com um tópico específico. Por exemplo, como configurar as horas de logon, como configurar as informações pessoais e assim por diante. Em todos os exemplos, será solicitado que você acesse as propriedades da conta. Para acessar as propriedades de uma conta, você deve seguir os passos que indico logo a seguir. Nos demais exemplos, não irei repetir estes passos, apenas usarei a expressão “Acesse as propriedades da conta a ser configurada”.

Para acessar as propriedades da conta a ser configurada siga os passos indicados a seguir:

1.         Faça o logon como Administrador (Administrator), com uma conta com permissão de Administrador ou com uma conta pertencente ao grupo Operadores de Conta (Account Operators).

2.         Abra o console Active Directory Users and Computers (Usuários e Computadores do Domínio): Start -> Administrative Tools -> Active Directory Users and Computers (Iniciar -> Ferramentas Administrativas -> Usuários e Computadores do Domínio).

3.         Será aberto o console Active Directory Users and Computers.

4.         Clique no sinal de + ao lado do nome do domínio da conta a ser configurada.

5.         Abaixo do nome do domínio é exibida uma lista de opções criadas automaticamente quando o Active Directory é instalado. Clique na opção Users (ou na Unidade Organizacional onde a conta está contida, caso a conta esteja em uma Unidade Organizacional).

6.         Para acessar as propriedades da conta basta dar um clique duplo no nome da conta. A janela de propriedades da conta será exibida, com a guia General (Geral) selecionada, conforme indicado na Figura 9.8:


Figura 9.8 A janela de propriedades de uma conta de usuário do domínio.

7.         Observe que estão disponíveis uma série de guias, com diversas propriedades em cada guia. Após ter configurado as propriedades da conta, clique em OK. Nos exemplos a seguir mostrarei como configurar diversas destas propriedades.

Configurando informações gerais e de endereço para a conta do usuário:

A seguir você acompanhará um exemplo prático sobre a configuração das propriedades da guia General (Geral), Address (Endereço), Telephones (Fones) e Organization (Empresa).

Para configurar informações gerais e de endereço para uma conta de usuário, siga os passos indicados a seguir:

1.         Acesse as propriedades da conta a ser configurada.

2.         A guia General (Geral) será exibida por padrão. Nesta guia, além das informações de nome, sobrenome e nome completo, definidas durante a criação da conta, você pode preencher uma descrição para o usuário (Description), informações sobre a seção/ou empresa (Office), bem como informações de telefone de contato (Telephone number), E-mail e site (Web page), conforme exemplo da Figura 9.9:


Figura 9.9 Definindo propriedades da guia General (Geral).

Você pode informar mais do que um número de telefone ou de página Web. Para isso basta clicar no botão Other... (Mais...) ao lado do respectivo campo. Será aberta uma janela onde você pode adicionar novos valores. No exemplo da Figura 9.10, foram adicionados mais três números de telefone. Para adicionar um novo número basta digitá-lo no campo New Value (Novo Valor) e depois clicar no botão Add (Adicionar). Repita estes passos para cada novo número a ser adicionado. Para finalizar a entrada de novos números é só clicar no botão OK. Para alterar um número clique no respectivo número e depois no botão Edit (Editar). O número a ser editado será selecionado. Faça as alterações desejadas e clique no espaço em branco abaixo do último número. As alterações serão efetuadas. Para remover um número clique no número a ser excluído e depois no botão Remove (Remover). Feitas as configurações desejada clique em OK para fechar a janela para entrada de novos valores.


Figura 9.10 Inserindo mais números de telefone.

3.         Para preencher os campos sobre o endereço do usuário, clique na guia Address (Endereço). Preencha os campos conforme exemplo da Figura 9.11:


Figura 9.11 Inserindo informações do endereço do usuário.

4.         Para preencher os campos com dados sobre telefones de contato do usuário, clique na guia Telephones (Fones). Preencha os campos conforme exemplo da Figura 9.12:


Figura 9.12 Inserindo informações dos telefones de contato.

5.         Para preencher os campos com dados da empresa, clique na guia Organization (Empresa). Preencha os campos conforme exemplo da Figura 9.13:


Figura 9.13 Inserindo informações da empresa.

6.         Preenchida as informações do endereço clique em OK para salva-las.

As informações das guias General, Addres, Telephones e Organization são utilizadas como uma espécie de cadastro, de banco de dados dos usuários cadastrados na rede. Embora não seja obrigatório, é recomendado que sejam preenchidas estas informações. Isso facilita a pesquisa no Active Directory. Por exemplo, é possível fazer uma pesquisa para localizar todos os usuários da seção de Tecnologia da Informação, ou todos os usuários de uma determinada cidade e assim por diante. Mais adiante você aprenderá a utilizar a ferramenta de pesquisa no Active Directory.

Configurando informações sobre a conta do usuário:

Na guia Account (Conta) você tem acesso a uma série de opções relacionadas com a conta do usuário. Por exemplo, nesta guia tem uma opção para bloquear/desbloquear a conta do usuário, outra opção para definir um prazo de expiração para a conta, os horários em que o usuário pode fazer o logon, em quais computadores ele pode fazer o logon e assim por diante. Você aprenderá a utilizar as opções desta guia, no exemplo a seguir:

Para configurar informações da guia Account (Conta), siga os passos indicados a seguir:

1.         Acesse as propriedades da conta a ser configurada.

2.         Dê um clique na guia Account (Conta). Nesta guia estão disponíveis uma série de configurações, conforme indicado na Figura 9.14:


Figura 9.14 Opções de configuração da guia Account (Conta).

Na parte de cima da janela é exibido o nome de logon do usuário, o domínio no qual o usuário foi cadastrado e o nome de logon pré-windows 2000. Observe que para o Windows 2000 Server e para o Windows Server 2003, o nome de logon completo do usuário é composto pelo nome DNS do domínio e a conta do usuário, como no exemplo a seguir: groza.com\jsilvap. Já para versões anteriores, como o NT Server 4.0, que são baseadas no WINS para a resolução de nomes, é usado o nome NetBIOS do domínio, como no exemplo a seguir: ABC\jsilvap. Observe que em ambos os casos o padrão é o nome do domínio (nome DNS no Windows 2000 ou Windows Server 2003 e nome NetBIOS no NT Server 4.0) uma barra invertida e o nome de logon do usuário.

As opções Logon Hours... (Horas de logon) e Log On To... (Logon em), serão explicadas no próximo item.

A opção Account is locked out (A conta está bloqueada): Por padrão, é definido no domínio, um número máximo de tentativas de logon sem sucesso que o usuário pode fazer, dentro de um período de tempo. Se este limite for ultrapassado, a conta será bloqueada automaticamente. Por exemplo, pode ser definido que se o usuário fizer três tentativas de logon sem sucesso, dentro de 20 minutos, a conta fique bloqueada por 24 horas. Ou também é possível definir que, uma vez bloqueada, a conta somente possa ser desbloqueada pelo administrador. Quando uma conta está bloqueada, a opção Account is locked out aparece habilitada e marcada. Para desbloquear a conta, basta que o administrador desmarque esta opção. O Administrador não pode bloquear uma conta. Ele pode desativar a conta, conforme veremos mais adiante, mas a única maneira de bloquear uma conta é fazendo o número definido de tentativas de logon sem sucesso, dentro do período configurado no domínio.

Na lista Account Options (Opções da Conta), o administrador pode configurar uma série de opções, descritas a seguir:

  • User must change password at next logon (O usuário deve alterar a senha no próximo logon) : Se esta opção estiver marcada, a primeira vez que o usuário fizer o logon, será solicitado que ele altere a sua senha. Esta opção é utilizada para que o usuário possa colocar uma senha que somente ele conhece. Quando o usuário é cadastrado, a senha é digitada pelo Administrador, o qual fica sabendo a senha do usuário. No próximo logon o usuário é obrigado a alterar a senha de tal maneira que somente ele saiba qual a senha está definida para a sua conta.
  • User cannot change password (O usuário não pode alterar a senha): Se esta opção estiver marcada, a senha somente pode ser alterada pelo Administrador. Normalmente utilizada para empregados temporários e para estagiários. Para as contas utilizadas pelos funcionários da empresa, esta opção normalmente é desabilitada.
  • Password never expires (A senha nunca expira): Ao marcar esta opção, independente das políticas de segurança do domínio, o usuário nunca precisará trocar a sua senha. Caso contrário de tempos em tempos (conforme configurado nas políticas de segurança do domínio ), o usuário deve trocar a senha.
  • Store passwords using reversible encryption (Gravar senhas usando criptografia reversível): Esta opção somente deve ser marcada se o usuário precisa fazer o logon no domínio, a partir de estações de trabalho padrão Apple.
  • Account is disabled (A conta está desativada): O Administrador marca esta opção para desativar a conta de um usuário. Usuários com a conta bloqueada não podem mais efetuar logon e, consequentemente, não podem mais acessar recursos da rede. Esta opção normalmente é utilizada para desativar, temporariamente, a conta de empregados que estão em férias. Quando o empregado retorna ao serviço, o Administrador libera a sua conta, simplesmente desmarcando esta opção.
  • Smart card is required for interactive logon (Um Smart card é requerido para que o usuário faça o logon interativamente): Se esta opção estiver marcada, o usuário somente poderá fazer o logon se estiver utilizando um Smart card. O uso de Smart card aumenta bastante a segurança no logon, uma vez que mesmo de posse da senha do usuário, outra pessoa não conseguirá fazer o logon se não tiver também o Smart card do usuário. É um nível de segurança adicional. Um dos fatores que impedem (ou estão atrasando) o uso em larga escala de Smart card é o custo dos leitores de Smart card.. Quando esta opção for utilizada, a senha da conta do usuário é automaticamente e aleatoriamente criada pelo Windows Server 2003, usando requisitos de complexidade e a opção Password never expires (A senha nunca expira) é selecionada.
  • Account is trusted for delegation (não me arrisco a traduzir esta opção): Esta é uma opção que deve ser utilizada com muito cuidado, pois pode gerar problemas em relação à segurança. Com esta opção marcada, um hacker poderia tentar fazer se passar por um serviço válido para executar em nome da conta. Com isso o “falso serviço” teria todas as permissões atribuídas a conta. Já imaginou se isso acontecesse com a conta Administrator (Administrador)? O falso serviço simplesmente teria permissões totais em todo o domínio, ou seja, um verdadeiro desastre.
  • Account is sensitive and cannot be delegated (também não me arrisco a traduzir esta opção): Esta opção permite um controle mais rigoroso sobre uma determinada conta, não permitindo que outros serviços executem ações em nome desta conta.
  • Use DES encryption types for this account  (Use criptografia DES para esta conta): Habilita suporte para o tipo de criptografia conhecido como DES, o qual suporta diversos níveis de criptografia, incluindo MPPE Standard (40-bit), MPPE Standard (56-bit), MPPE Strong (128-bit) IPSec DES (40-bit), Ipsc 56-bt DES e IPSec Trible DES (3DES). Falarei mais sobre criptografia e os mecanismos de autenticação do Windows Server 2003, na parte sobre segurança, nos Capítulos 19 e 20.
  • Do not require Kerberos preauthentication (Não exige pré-autenticação Kerberos): O Kerberos é um protocole de autenticação conforme mostrarei nos Capítulos 19 e 20.  Ao marcar esta opção você permite que a conta seja autenticada por servidores utilizando diferentes versões e implementações do protocolo Kerberos.

3.         Selecione as opções desejadas.

Na parte de baixo da janela você pode definir se a conta nunca expira (Never) ou se a conta deve expirar em um determinada data. Expirar significa que a partir da data de expiração, não será mais possível utilizar a conta  que expirou para fazer o logon no domínio, a não ser que o administrador acesse as propriedades da conta e defina uma nova data de expiração. Um exemplo prático onde você utiliza esta opção é para contas utilizadas por estagiários. Vamos supor que você contrata os estagiários por períodos definidos. Com isso você pode cadastrar o estagiário e já configurar esta conta para que expire na data de encerramento do estágio. Com isso exatamente no dia do encerramento do estágio a conta será desativada. Agora vamos supor que um novo estagiário tenha sido contratado para substituir o que saiu. Basta ativar novamente a conta, renomeá-la. Informe a conta renomeada para o estagiário. Com isso não é preciso reconfigurar as permissões de acesso, uma vez que a conta é a mesma (apenas foi renomeada), o estagiário que chega tem exatamente as mesmas permissões de acesso do que o que saiu. O que faz sentido, já que ele está substituindo o anterior.

4.         Para definir um prazo de expiração para a conta clique na opção End of (Finaliza em). A lista ao lado desta opção será exibida. Abra esta lista. Será exibido um calendário com o mês corrente. Você pode clicar no botão com a seta para a esquerda para voltar um mês e no botão com a seta para a direita para avançar um mês, conforme destacado na Figura


Figura 9.15 Definindo a data de expiração da conta.

5.         Para selecionar uma data de expiração basta clicar na respectiva data. A data na qual você clicou é exibida na lista ao lado do campo End of (Finaliza em).

6.         Feitas as configurações desejadas é só clicar em OK para aplica-las.

Definindo o horário de logon e os computadores na qual a conta pode fazer o logon.

Por padrão, ao criar uma conta, é permitido que ela seja utilizada para fazer o logon nas 24 horas do dia, nos sete dias da semana. Também é permitido que ele faça o logon em qualquer estação de trabalho. Conforme descrevi anteriormente, por padrão, as contas de usuários não tem permissão para fazer o logon em servidores e DCs do domínio, a menos que pertençam a um grupo que tem estas permissões. Neste item mostrarei como definir o horário em que uma conta pode fazer o logon, bem como limitar os computadores nos quais a conta pode fazer o logon. Por exemplo, vamos supor que você tem um estagiário (sempre os estagiários) que somente deve poder fazer o logon das 8:00 as 12:00, de segunda a sexta-feira e somente em duas estações de trabalho da seção na qual ele trabalha. Você pode configurar estas limitações, facilmente, através das propriedades da conta de usuário do estagiário.

Para limitar o horário em que uma conta pode fazer o logon, siga os passos indicados a seguir:

1.         Acesse as propriedades da conta a ser configurada.

2.         Dê um clique na guia Account (Conta).

3.         Clique no botão Logon Hours...

4.         Será exibida a janela Logon Hours for [nome da conta]. Conforme indicado na Figura 9.16, por padrão é permitido o logon nas 24 horas do dia e nos sete dias da semana.


Figura 9.16 A janela para definir o horário de logon para a conta.

5.         Quadradinho azul indica horário permitido e quadradinho branco, horário não permitido. Para alterar a cor de um faixa de horário,  basta clicar na primeira hora da faixa, manter o botão esquerdo do mouse pressionado e ir arrastando para selecionar um ou mais quadradinhos. A medida que você vai arrastando os quadradinhos vão sendo selecionados. Depois de selecionados basta dar um clique na opção desejada: Logon Permitted (Logon permitido) ou Logon Denied (Logon Negado), que o Windows Server 2003 altera a cor do quadradinho de acordo com a opção escolhida.

6.         Utilize a técnica de arrastar, para configurar os horários permitidos conforme exemplo da Figura 9.17, onde foi habilitado o logon somente no período das 8:00 as 12:100, de segunda à sexta-feira. Neste exemplo você pode primeiro clicar na palavra domingo. Todas as horas do domingo serão selecionadas. Depois clique em Logon denied para negar o logon em todas as horas do domingo. Repita a operação para o sábado. Em seguida você pode marcar a faixa de horário das 13 as 24 horas de segunda à sexta-feira e depois clicar em Logon Denied. Com isso você está limitando o logon somente ao horário proposto, ou seja, de segunda à sexta-feira, das 8:00 as 12:00.


Figura 9.17 Logon permitido somente de segunda à sexta-feira, das 8:00 às 12:00 hs.

7. Dê um clique no botão OK para aplicar as alterações. Você estará de volta a guia Account (Conta). Clique em OK para fechar a janela de propriedades da conta. Pronto, agora esta conta somente poderá fazer o logon nos horários configurados pelo Administrador.

Para selecionar um dia todo, por exemplo domingo, basta clicar no botão domingo. Isso é muito mais fácil do que arrastar o mouse sobre todos os quadradinhos do domingo. O mesmo é válido para o botão das horas. Se você clicar no botão 8, você selecionará o quadradinho correspondente as 8 horas de todos os dias.

Limitando os computadores nos quais o usuário pode fazer o logon

Agora você aprenderá a limitar os computadores nos quais o usuário pode efetuar o logon. Esse procedimento normalmente é adotado com empregados temporários ou estagiários, de tal forma que o Administrador posso controlar em quais computadores esses usuários podem efetuar o logon. Por padrão, ao ser criada uma conta, não é aplicada restrição em relação as estações de trabalho da rede na qual a conta pode fazer o logon. Neste item você limitará as estações nas quais uma conta pode fazer o logon

Para definir em quais estações uma conta pode fazer o logon, siga os passos indicados a seguir:

1.         Acesse as propriedades da conta a ser configurada.

2.         Dê um clique na guia Account (Conta).

3.         Clique no botão Log On To... (Logon em).

4.         Será exibida a janela Logon Workstations (Estações de trabalho para logon). Conforme indicado na Figura 9.18, por padrão é permitido o logon em todas as estações de trabalho (All computers).


Figura 9.18 Logon permitido, por padrão, em todas as estações de trabalho.

5.         Clique na opção The following computers (Os seguintes computadores). No campo Computer name (Nome do computador) digite o nome da estação de trabalho e clique no botão Add (Adicionar). Repita estes passos para adicionar os demais computadores para os quais a conta terá permissão de logon, conforme exemplo da Figura 9.19, onde foi dada permissão de logon em três computadores: micro01, micro02 e micro03.


Figura 9.19 Definindo permissão de logon em três computadores.

Para remover um computador da lista basta cliar no nome do computador para selecioná-lo e em seguida clicar no botão Remove (Remover). Para alterar o nome de um computador clique no nome a ser alterado, clique no botão Edit (Editar), digite o novo nome e clique em qualquer espaço em branco.

6.         Após ter inserido o nome dos computadores em que a conta terá permissão de logon, clique em OK.

7.         Você estará de volta a guia Account (Conta). Clique em OK para fechar a janela de propriedades da conta e salvar as alterações. Pronto, agora esta limitada a fazer o logon somente nos computadores listados na janela Logon Workstations.

A seguir falarei sobre o conceito de Profile e mostrarei como configurar a profile associada a um usuário, através das propriedades da conta do usuário.


Promoção: Livro Windows Server 2012 R2 e Active Directory - Curso Completo, 2100 Páginas. Tudo para você se tornar um administrador de redes altamente qualificado para o mercado de trabalho e levar a sua carreira para o próximo nível!

Promoção: Livro Windows Server 2012 R2 e Active Directory

Curso Completo, 2100 páginas. Tudo para você se tornar um administrador de redes altamente qualificado para o mercado de trabalho e levar a sua carreira para o próximo nível!


« Lição anterior Δ Página principal ¤ Capítulos Próxima lição »

Best Sellers de Excel do Julio Battisti

Todos com Vídeo Aulas, E-books e Planilhas de Bônus!

Aprenda com Júlio Battisti:
Excel 2010 Básico em 140 Lições - Através de Exemplos Práticos - Passo a Passo

 Aprenda com Júlio Battisti: Excel 2010 Básico em 140 Lições - Através de Exemplos Práticos

 

Autor: Júlio Battisti | Páginas: 540 | Editora: Instituto Alpha

 

[Livro]: Aprenda com Júlio Battisti: Excel 2010 Básico em 140 Lições - Através de Exemplos Práticos

Aprenda com Júlio Battisti: Excel 2010 Avançado, Análise de Dados, Tabelas Dinâmicas, Funções Avançadas, Macros e Programação VBA - Passo a Passo

Livro: Aprenda com Júlio Battisti: Excel 2010 Avançado, Análise de Dados, Tabelas Dinâmicas, Funções Avançadas, Macros e Programação VBA - Passo a Passo

 

Autor: Júlio Battisti | Páginas: 952 | Editora: Instituto Alpha

 

Livro: Aprenda com Júlio Battisti: Excel 2010 Avançado, Análise de Dados, Tabelas Dinâmicas, Funções Avançadas, Macros e Programação VBA - Passo a Passo

Aprenda com Júlio Battisti: Macros e Programação VBA no Excel 2010 Através de Exemplos Práticos e Úteis - Passo a Passo

 

[LIVRO]: Aprenda com Júlio Battisti: Macros e Programação VBA no Excel 2010 Através de Exemplos Práticos e Úteis - Passo a Passo

 

Autor: Júlio Battisti | Páginas: 1124 | Editora: Instituto Alpha

 

[LIVRO]: Aprenda com Júlio Battisti: Macros e Programação VBA no Excel 2010 Através de Exemplos Práticos e Úteis - Passo a Passo

Aprenda com Júlio Battisti: Excel 2010 - Curso Completo - Do Básico ao Avançado, Incluindo Macros e Programação VBA - Através de Exemplos Práticos

 

[A BÍBLIA DO EXCEL]: Aprenda com Júlio Battisti: Excel 2010 - Curso Completo - Do Básico ao Avançado, Incluindo Macros e Programação VBA - Através de Exemplos Práticos Passo a Passo

 

Autor: Júlio Battisti | Páginas: 1338 | Editora: Instituto Alpha

 

[A BÍBLIA DO EXCEL]: Aprenda com Júlio Battisti: Excel 2010 - Curso Completo - Do Básico ao Avançado, Incluindo Macros e Programação VBA - Através de Exemplos Práticos Passo a Passo

Todos os livros com dezenas de horas de vídeo aulas de bônus, preço especial (alguns com 50% de desconto). Aproveite. São poucas unidades de cada livro e por tempo limitado.

Dúvidas?

Utilize a área de comentários a seguir.

Me ajude a divulgar este conteúdo gratuito!

Use a área de comentários a seguir, diga o que achou desta lição, o que está achando do curso.
Compartilhe no Facebook, no Google+, Twitter e Pinterest.

Indique para seus amigos. Quanto mais comentários forem feitos, mais lições serão publicadas.

Quer receber novidades e e-books gratuitos?
›››

Novidades e E-books grátis

Fique por dentro das novidades, lançamento de livros, cursos, e-books e vídeo-aulas, e receba ofertas de e-books e vídeo-aulas gratuitas para download.



Institucional

  • Quem somos
  • Garantia de Entrega
  • Formas de Pagamento
  • Contato
  • O Autor
  • Endereço

  • Júlio Battisti Livros e Cursos Ltda
  • CNPJ: 08.916.484/0001-25
  • Rua Vereador Ivo Cláudio Weigel, 537 Universitário
  • Santa Cruz do Sul/RS
  • CEP 96816-208
  • Todos os direitos reservados, Júlio Battisti 2001-2017 ®

    [LIVRO]: MACROS E PROGRAMAÇÃO VBA NO EXCEL 2010 - PASSO-A-PASSO

    APRENDA COM JULIO BATTISTI - 1124 PÁGINAS: CLIQUE AQUI