[MEU 50º LIVRO]: BANCOS DE DADOS E ACESS - CURSO COMPLETO - DO BÁSICO AO VBA - 1602 páginas

Páginas: 1602 | Autor: Júlio Battisti | 40% de Desconto e 70h de Vídeo Aulas de Bônus

Você está em: PrincipalArtigosWindows 2003 Server › Capítulo 04 : 13
Quer receber novidades e e-books gratuitos?
›››
« Lição anterior Δ Página principal ¤ Capítulos Próxima lição »
WINDOWS 2003 SERVER - CURSO COMPLETO
Autor: Júlio Battisti


Promoção: Livro Windows Server 2012 R2 e Active Directory - Curso Completo, 2100 Páginas. Tudo para você se tornar um administrador de redes altamente qualificado para o mercado de trabalho e levar a sua carreira para o próximo nível!

Promoção: Livro Windows Server 2012 R2 e Active Directory

Curso Completo, 2100 páginas. Tudo para você se tornar um administrador de redes altamente qualificado para o mercado de trabalho e levar a sua carreira para o próximo nível!


Lição 049 - Capítulo 04 - Fundamentos em: O centro de comando do Windows Server 2003: O Painel de controle

Pré-Requisitos: Conhecimento da interface básica do Windows Server 2003.
Metodologia: Apresentar das principais opções do Painel de controle.
Técnica: Exemplos práticos que mostram como são feitas as configurações.

O Painel de controle existe desde o Windows 95 (sinceramente não lembro se havia um “Painel de controle no Windows 3.x e não tenho mais os disquetes de instalação do Windows 3.x para instalar e verificar se existia o Painel de controle). Ele representa um centro de controle/configuração do Windows. A partir do Painel de controle você tem acesso a uma série de aplicativos/utilitários que permitem que sejam configurados elementos tais como o teclado, o mouse, as opções regionais e de idioma e assim por diante. A maioria das opções que são alteradas através do Painel de controle, se refletem para todos os programas instalados no Windows. Por exemplo, se você trocar o símbolo da moeda de Real (R$) para dólar (U$), todos os programas que trabalham com valores em moeda, passarão a exibir o símbolo do dólar ao invés do Real.

Nas versões anteriores do Windows abríamos o Painel de controle através do seguinte comando: Iniciar -> Configurações -> Painel de controle. No Windows Server 2003 temos um atalho para o Painel de controle diretamente no menu Iniciar, ou seja, para abrir o Painel de controle basta utilizar o seguinte comando: Iniciar -> Painel de controle. Porém ao apontar para a opção Painel de Controle, é exibido um menu com todas as opções do Painel de controle. Nas versões anteriores você clicava em Painel de controle e uma nova janela era aberta, exibindo todas as opções do Painel de controle. Você pode configurar o Windows Server 2003 para que as opções como o Painel de Controle e Impressoras sejam abertos em uma nova janela. Veja o item anterior para uma descrição de como fazer estas configurações. Na Figura 4.28 temos a tela inicial do Painel de controle no Windows Server 2003.


Figura 4.28 A nova interface do Painel de controle no Windows Server 2003.

Observe, na Figura 4.28, que, por padrão, são exibidos todos os ícones/atalhos do Painel de controle. Ao invés disso, você pode fazer com que seja mostrada uma divisão por categorias de tarefas, tais como: Aparências e temas, Impressoras e outros itens de Hardware, Conexões de rede e de Internet, Adicionar ou remover programas, Data, hora, idioma e opções regionais, etc Para fazer uma exibição por categorias, clique no atalho Mostrar exibição por categorias (Show to Category View), no painel da esquerda. Será exibida uma visão por Categorias, conforme indicado na figura 4.29:


Figura 4.29 Visualização por categorias.

Ao clicar em uma destas categorias, como por exemplo “Data, hora, idioma e opções regionais”, será exibida uma lista de tarefas ligadas a categoria. Além da lista de tarefas são exibidos os ícones do painel de controle, através dos quais é possível realizar as tarefas da categoria escolhida. No nosso exemplo, se clicarmos na categoria “Data, hora, idioma e opções regionais”, serão exibidas as tarefas: Alterar data e hora, Alterar o formato de número, data e hora e Adicionar idiomas adicionais; além dos ícones Data e hora e Opções regionais e de idioma, conforme indicado na Figura 4.30.


Figura 4.30 A lista de tarefas e ícones da categoria: Data, hora, idioma e opções regionais.

Para voltar a tela inicial do painel de controle basta dar um clique no botão Voltar (primeiro botão da barra de botões, com uma seta para a esquerda). Estando na tela inicial do painel de controle, você pode clicar na opção “Alternar para o modo de exibição clássico”, para fazer com que o painel de controle exiba as configurações tradicionais, onde são exibidos uma série de ícones/atalhos para as diversas ferramentas de configuração do Windows Server 2003. No modo de exibição clássico você tem opções tais como: Adicionar hardware, Adicionar ou remover programas, Barra de tarefas e menu iniciar, Conexões de rede, Contas de usuário e assim por diante. As opções, neste modo de exibição, estão em ordem alfabética.

Quando está no modo de exibição tradicional, no painel da esquerda surge a opção “Alternar para o modo de exibição por categoria”. Ao clicarmos nesta opção, voltamos para o modo de exibição indicado na Figura 4.29.

Nota: Para o usuário acostumado com as versões anteriores do Windows, podem parecer desnecessárias e improdutivas todas estas mudanças na interface do Windows. Posso garantir que, apesar de uma pequena dificuldade de adaptação inicial, depois que você se acostumar com a nova interface é muito mais fácil e produtivo realizar as tarefas diárias com a utilização da nova interface e das novas opções disponibilizadas pelo Windows Server 2003. Eu mesmo tive um certa resistência no início, mas hoje não volto, “de jeito nenhum”, a utilizar a interface das versões anteriores. Esta resistência inicial é normal e esperada. Aconteceu na migração do Windows 3.x para o Windows 95, apesar de todas as vantagens da nova interface do Windows 95 e não haveria de ser diferente agora, na migração para o Windows Server 2003 e sua interface “a la Windows XP”.

Agora que você já sabe como abrir e utilizar o Painel de controle, você irá utilizar as diversas opções disponíveis, para fazer uma série de configurações/personalizações do Windows Server 2003.

Configurando opções do vídeo.

Existem diversas propriedades do vídeo que podem ser configuradas. É possível alterar, por exemplo, a resolução (quanto maior a resolução, menor os elementos aparecem na tela, porém cabem mais elementos ao mesmo tempo – ícones, atalhos, janelas, etc), cores ( quanto maior o número de cores, melhor a qualidade das imagens exibidas ), proteção de tela, segundo plano, etc. Neste tópico você aprenderá a alterar as principais opções de configuração do vídeo.

Acessando as propriedades do vídeo.

Existem dois caminhos para acessar as propriedades do vídeo:

  • Dê um clique com o botão direito do mouse em qualquer local na área de trabalho. No menu de opções que surge dê um clique em propriedades.

Ou

  • Abra o Painel de controle: Iniciar -> Painel de controle. Selecione o modo de exibição tradicional, conforme descrito no tópico anterior e dê um clique duplo no ícone Vídeo (Display).

Independente do método que você utilizar, será exibida a janela indicada na Figura 3.3, através da qual temos acesso a todas as propriedades do vídeo.


Figura 4.31 A janela Propriedades do Vídeo.

A guia Temas (Themes).

Esta guia lista os temas disponíveis da área de trabalho. Um tema da área de trabalho determina a aparência geral dessa área ao fornecer um conjunto predefinido de ícones, fontes, cores, ponteiros de mouse, sons, imagens de plano de fundo, proteções de tela e outros elementos da janela. Em outras palavras um tema representa um conjunto de configurações visuais. Através do uso de temas fica muito mais fácil aplicar um determinado conjunto de configurações, pois ao invés de aplicar cada configuração individualmente, você aplica apenas o respectivo tema, com isso o Windows Server 2003 aplica todas as configurações relacionadas.

A guia Área de trabalho.

Conforme descrito anteriormente, a Área de trabalho representa a tela inicial do Windows e todos os seus elementos. Por padrão, vimos que logo após a instalação do Windows Server 2003 temos uma área de trabalho mais “limpa”, onde além do menu iniciar e da barra de tarefas, temos apenas um ícone para a lixeira. Na guia Área de trabalho é possível configurar a figura que é exibida na área de trabalho do Windows Server 2003. Esta figura é conhecida como Plano de fundo.

O Windows Server 2003 disponibiliza uma série de figuras como opções para Plano de fundo. Você pode utilizar uma das opções disponibilizadas pelo Windows Server 2003 ou qualquer outro arquivo gráfico que desejar. Você pode utilizar arquivos com a extensão .bmp, .jpg, .gif entre outros. Para que seja possível utilizar um arquivo como Plano de fundo você gravar este arquivo na pasta onde está instalado o Windows. Por exemplo, se o Windows Server 2003 estiver instalado na pasta C:\Windows, e você gravar um arquivo chamado minhatela.bmp, na pasta C:\Windows, será adicionada uma opção minhatela, na lista de opções de Plano de fundo. O arquivo gráfico pode ser uma foto do seu filho, do seu namorado/namorada, por exemplo. Foto esta que você escaneou e salvou na pasta onde está instalado o Windows Server 2003.

Dica: Se você está navegando na Internet e achou uma imagem ou foto que  você gostaria de utilizar como Plano de fundo, basta fazer o seguinte: Clique com o botão direito do mouse na figura desejada, no menu de opções que surge dê um clique na opção Definir como plano de fundo. Feito isso o Windows Server 2003 define a figura como Plano de fundo da área de trabalho. Alguns sites desabilitam o uso do botão direito do mouse, para que você não possa copiar as figuras do site. Este assunto envolve questões de direitos autorais que estão fora do escopo deste livro.
Pode acontecer de a figura que você escolher como Plano de fundo, ser menor do que o tamanho da tela utilizado pelo Windows Server 2003. Neste caso você pode utilizar a lista Posição para definir como o Windows Server 2003 irá exibir a figura. A opção Estender faz com que a figura seja redimensionada para ocupar todo o espaço da tela. Com esta opção pode acontecer de a figura ficar distorcida. A opção Centralizar, centraliza a figura em relação a tela, tanto horizontal quanto verticalmente. A opção Lado a lado repete a figura várias vezes, até que a tela fique toda preenchida.

Na guia Área de trabalho você também pode definir quais ícones devem aparecer na Área de trabalho. Por exemplo, podemos fazer com que os ícones para o Meu computador e Meus documentos sejam exibidos na área de trabalho. Para efetuar estas configurações, dê um clique no botão Personalizar área de trabalho... (Customize Desktop) Será exibida a janela indicada na Figura 4.32.


Figura 4.32 Personalizando a Área de trabalho.

Na parte de cima da janela você pode marcar quais ícones devem ser exibidos na Área de trabalho: Meus documentos, Meus locais de rede, Meu computador e Internet Explorer. No meio da janela você tem a opção de selecionar o ícone associado a cada um dos atalhos. Por exemplo, para alterar o ícone padrão do Meu computador, basta dar um clique no ícone Meu computador (no meio da janela) e depois clicar no botão Alterar ícone... Será aberta uma janela com vários ícones para você selecionar. Basta clicar no ícone desejado e dar um clique no botão OK. Você estará de volta à janela da Figura 4.32 e o ícone do Meu computador terá sido alterado. Você pode restaurar o ícone padrão, clicando no botão Restaurar padrão. Na parte de baixo da janela você tem a opção de configurar uma tarefa de limpeza automática da Área de trabalho. Este assistente de limpeza será executado a cada 60 dias e irá retirar os ícones que não foram utilizados neste período.

A guia Proteção de tela (Screen Saver).

Na Figura 4.33 é exibida a guia Proteção de tela.


Figura 4.33 A guia Proteção de tela.

O conceito de proteção de tela nasceu na época do Windows 3.11, onde a tecnologia de monitores ainda não havia evoluído muito. A exibição de uma imagen gráfica por longos períodos causava um maior desgaste nos monitores da época, o que fazia com que a vida útil do monitor diminuísse drasticamente. Com a tecnologia atual de monitores, não se justifica o uso de proteção de tela, pelos motivos anteriormente expostos. Acontece que a proteção de tela acabou caindo no gosto dos usuários, principalmente aquelas proteções de telas bem criativas, cheio de animações, desenhos e efeitos gráficos. Na Internet é possível encontrar milhares de proteções de telas diferentes, com os mais variados efeitos.

O Windows Server 2003 já vem com várias proteções de telas diferentes, as quais são acessíveis através da lista Proteção de tela (Screen saver). Algumas proteções de tela tem configurações adicionais. Estas configurações podem ser acessadas através do botão Configurações. Uma das configurações mais conhecidas é o Letreiro digital. Esta configuração fica exibindo um texto que “percorre” a tela e fica repetindo, como se fosse aqueles letreiros luminosos tradicionais. Ao selecionar a proteção Letreiro digital e clicar no botão Configurações, é aberta uma janela onde você pode definir o texto do letreiro, a cor da fonte e a cor de segundo plano, a velocidade de letreiro e outras configurações relacionadas. Muitas revistas de informática são vendidas com um CD-ROM. É comum no CD-ROM destas revistas vir uma ou mais proteções de tela para você instalar. Ao instalar uma nova proteção de tela, esta passará a estar disponível na lista Proteção de tela. Ao selecionar uma opção nesta lista, uma visualização é mostrada na miniatura de monitor que aparece na guia Proteção de tela. Você pode visualizar a proteçaõ clicando no botão Visualizar.

A proteção de tela é automaticamente iniciada após um determinado tempo que o usuário está sem utilizar o mouse e o teclado. Este tempo é configurado no campo Aguardar (Wait). A opção “Ao reiniciar, protegido por senha” é muito importante. Se esta opção estiver marcada, quando o usuário usar o mouse ou o teclado, a proteção de tela é finalizada, e o usuário terá que fornecer a senha para voltar a usuar o computador e os aplicativos que ele estava utilizando, antes de “entrar” a proteçãod e tela. Esta é uma proteção interessante, pois evita que qualquer usuário utilize o seu computador na sua ausência, utilizando a sua conta de usuário. Por exemplo, você fez o logon como jsilva e forneceu a senha do jsilva. Agora você sai para o almoço. A proteção de tela é ativada. Alguem chega e mexe no mouse ou no teclado e a proteção de tela é encerrada. Se a opção de proteção por senha não estiver marcada, o Windows volta para a área de trabalho como usuário jsilva, sem pedir a senha do jsilva. Neste momento o “alguém” que chegou terá acesso aos programas e arquivos que você estava utilizando. Se você estiver trabalhando em rede, tudo o que o “alguem” fizer ficará registrado como feito pelo jsilva, pois é este o usuário logado. Já se a opção de proteção por senha estiver marcada”, quando o alguem usar o mouse, será solicitada a senha do jsilva. O máximo que o “alguem” pode fazer é fazer o logon com a sua própria conta e não como jsilva. Com isso o usuário jsilva está protegido.

Nota: Na guia Proteção te tela também é exibido o botão Energia (Power). Este botão dá acesso as configurações de energia do comuptador. Falarei sobre estas configurações mais adiante.

A guia Aparência.

Na guia Aparência é possível controlar os aspectos visuais do Windows, tais como cor da letra dos menus, cor de fundo da barra de títulos, tamanho da fonte dos menus e assim por diante. Na Figura 4.34 é exibida a guia Aparência. Na guia Esquema de cores é possível aplicar diferentes definições pré-configuradas de cores, as quais afetam uma série de elementos do Windows. Na guia Tamanho da fonte, você define o tamanho das fontes para os diversos elementos das janelas do Windows. O tamanho Extra grande é normalmente utilizado para usuários que tem deficiências visuais graves. Os botões Efeitos... e Avançada dão acesso a uma série de detalhes sobre os aspectos visuais do Windows Server 2003.


Figura 4.34 A guia Proteção Aparência.

Para que você tenha uma idéia das diferenças entre as configurações da guia Aparência, o mais indicado é que você teste algumas opções. Por exemplo, na lista Esquema de cores selecione a uma das opções. Dê um clique no botão Aplicar e observe os resultados. Observe que a própria janela Propriedades de Vídeo já se modifica para refletir as configurações do novo esquema de cores. Agora selecione a opção Padrão Windows (Windows Standard) e dê um clique no botão Aplicar. Observe que as configurações originais do Windows Server 2003, em relação ao esquema de cores, foram restauradas.

A guia Configurações

Na Figura 4.35 é exibida a guia Configurações. Neste guia é possível definir a resolução do vídeo. Quanto maior a resolução, maior a qualidade da imagem que é exibida no vídeo, porém menores ficam os elementos que são exibidos, tais como ícones, atalhos, etc. Uma resolução maior também ocupa mais memória. A resolução mais utilizado hoje em dia é a resolução 800 x 600 ou superior. Para definir a resolução desejada, basta clicar no controle que aparece abaixo da opção Resolução de tela e arrastar o controle para a direita, para aumentar a resolução ou para a esquerda, para diminuir a resolução. As resoluções máxima e mínima dependem da placa de vídeo e do monitor que você está utilizando. Quanto maior a memória da placa de vídeo, maior será a resolução suportada. A opção Qualidade da cor também influencia na qualidade da imagem que é exibida na tela. As opções disponíveis nesta lista também dependem da placa de vídeo e do monitor que você tem instalados no seu computador. O botão Avançadas é, normalmente, utilizado por técnicos de Hardware para resolver problemas com as configurações do monitor ou com o driver da placa de vídeo. Não é aconselhável que você altere estas configurações, a não ser que você tenha conhecimentos sobre Hardware de computadores.


Figura 4.35 A guia Configurações.

Após ter definido as configurações desejadas é só clicar no botão OK para aplicá-las.

Configurando opções do mouse.

O ícone “Mouse” do Painel de controle, fornece opções de configuração para o mouse do computador. É possível alterar opções tais como a velocidade do clique duplo, ou inverter os dois botões do mouse, de tal forma que o esquerdo passe a atuar como se fosse o direito e vice-versa. Esta opção normalmente é utilizada por pessoas que usam, preferencialmente, a mão esquerda para operar o mouse.

Exemplo: Alterando e testando as configurações do mouse.

1.         Abra o Painel de controle: Iniciar -> Painel de controle.
2.         Se estiver sendo exibido o modo por categorias, descrito anteriormente, dê um clique na opção “Alternar para o modo de exibição clássico”. Serão exibidos todos os ícones do painel de controle.
3.         Dê um clique duplo no ícone Mouse, para abrir as configurações do mouse, conforme indicado na Figura 4.36:


Figura 4.36. Opções da guia Botões para configuração do mouse.

Na guia Botões você pode fazer as seguintes configurações:

  • Alternar entre botões primários e secundários: Marque esta opção para inverter os botões do mouse, de tal forma que o esquerdo passe a se comportar como o direito e vice-versa. Isso é ideal para pessoas que utilizam o mouse com a mão esquerda.
  • Configurar a velocidade do clique duplo, quando no modo de clique duplo. Para usuários que não possuem grande experiência com o mouse, é indicado uma velocidade de clique duplo mais baixa. Você pode testar a velocidade do clique duplo, dando um duplo clique na figura da pasta que aparece ao lado desta opção. Ao dar um clique duplo sobre a pasta, se o Windows  “entender” como sendo um clique duplo, pasta será aberta. Outro clique duplo e a pasta se fecha.
  • Ativar a trava do clique: Trava o botão do mouse após um clique simples, permitindo selecionar ou arrastar sem ter que manter o botão do mouse pressionado. Basta pressionar e manter pressionado por um momento qualquer botão do mouse para que o clique seja "travado. Com a Trava do clique é possível arrastar objetos, selecionar blocos de texto e abrir menus. Clique novamente para liberar a Trava do clique. Para ajustar o tempo necessário para manter pressionado um botão do mouse antes que ele trave, clique em Configurações e selecione Curto ou Longo, ou um valor intermediário. Se você marcar esta opção, a maneira de arrastar objetos no Windows Server 2003 será modificada. Na maneira tradicional você clica, mantém o botão esquerdo do mouse pressionado e arrasta. Com esta opção selecionada você clica, segura o botão pressionando um instante e larga. A medida que você move o mouse o objeto clicado “vai junto”. Aponte o mouse para o local desejado e clique. Pronto, o objeto será movido para a nova localização. Eu, sinceramente, não achei vantagem nesta nova maneira de arrastar. Mas esta é uma questão pessoal de cada usuário. Sugiro que você teste esta nova opção.

Na guia Ponteiros você define um esquema de ponteiros. O ponteiro do mouse assume diferentes formatos. O formato tradicional é uma seta para a esquerda. Quando o Windows Server 2003 está processando alguma informação o ponteiro se transforma em uma ampulheta, quando apontamos o mouse para as bordas de uma janela o mouse se transforma em uma seta de ponta dupla e assim por diante. Na guia Ponteiros é possível definir diferentes formatos para o mouse em diferentes situações.

Na guia Opções do ponteiro, indicada na Figura 4.37, você pode definir algumas opções relacionadas com o comportamento do ponteiro do mouse.


Figura 4.37. Opções da guia Opções do ponteiro.

O controle Velocidade do ponteiro define a velocidade de deslocamento na tela, a medida que você movimenta o mouse. A opção Apontar para o botão padrão especifica se o ponteiro do mouse deve apontar para o botão padrão (como OK ou Aplicar) nas caixas de diálogo. Em alguns programas, Apontar para o botão padrão pode fazer com que o ponteiro se mova automaticamente para o centro da caixa de diálogo em vez de se mover para o botão padrão. Também não sou muito fã desta funcionalidade.

No grupo Visibilidade estão disponíveis as seguintes opções:

  • Exibir o rastro do ponteiro: Adiciona um rastro ao ponteiro do mouse, o que facilita sua exibição em telas de cristal líquido (LCD), normalmente utilizadas em Notebooks. Para alterar o comprimento do rastro do ponteiro, arraste o controle deslizante. O controle deslizante somente será habilitado quando esta opção for marcada.
  • Ocultar o ponteiro ao digitar: Oculta o ponteiro quando você digita. O ponteiro reaparece quando você move o mouse.
  • Mostrar o local do ponteiro quando CTRL for pressionada: Mostra o local do ponteiro do mouse quando você pressiona a tecla CTRL.

A guia Roda (Wheel) somente aparece está instalado um mouse que apresenta um pequeno botão entre os dois botões tradicionais. Este pequeno botão é utilizado para a rolagem de tela. Na guia Roda você define o comportamento deste pequeno botão de rolagem. Eu, particularmente, gosto muito deste tipo de mouse, principalmente para navegar na Internet.

A guia Hardware traz informações sobre o tipo/modelo de mouse e sobre o driver do mouse. Esta guia  é, normalmente, utilizada por técnicos de Hardware para resolver problemas com as configurações do mouse ou com o driver do mouse. Não é aconselhável que você altere estas configurações, a não ser que você tenha conhecimentos sobre Hardware de computadores.

Configurando opções do teclado.

O ícone Teclado (Keyboard) do Painel de controle, fornece opções de configuração para o teclado do computador. Pode ser que a pessoa/técnico que instalou o Windows Server 2003 não configurou o teclado corretamente. Por exemplo, se ao invés do layout de teclado Brasileiro, for escolhido o layout americano, teclas como o “ç” e os acentos estarão fora de lugar ou não irão funcionar. Um caso típico é com a tecla “ç”. Você pressiona esta tecla e ao invés do “ç”, aparece o ponte e vírgula ( ; ). Isso acontece porque ao invés do layout brasileiro, foi escolhido o layout padrão americano. Nesta lição você aprenderá a corrigir problemas deste tipo, através das opções do ícone Teclado, do painel de controle.

Exemplo: Utilizando o ícone Teclado do painel de controle.

1.         Abra o Painel de controle: Iniciar -> Painel de controle.
2.         Certifique-se de que você esteja no modo tradicional de visualização, conforme descrito anteriormente. Dê um clique duplo no ícone Teclado, para abrir as configurações do teclado, conforme indicado na Figura 4.38.


Figura 4.38. Janela com opções de configuração para o teclado.

3.         Esta guia apresenta três opções:

  • Intervalo de repetição : Ajusta a quantidade de tempo decorrida antes que um caractere comece a ser repetido quando você mantém uma tecla pressionada. Para alterar o intervalo de repetição, arraste o controle deslizante. Para arrastar o controle deslizante aponte o mouse, clique com o botão esquerdo, mantenha pressionado e arraste na direção desejada.
  • Taxa de repetição: Ajusta a velocidade de repetição de um caractere quando você mantém uma tecla pressionada. Para alterar a taxa de repetição, arraste o controle deslizante.
  • Taxa de intermitência do cursor: Ajusta a velocidade com que o cursor (ou o ponto de inserção) pisca. Para alterar a taxa de intermitência do cursor, arraste o controle deslizante. Para evitar que o cursor pisque, arraste o controle deslizante para a extremidade esquerda da barra.

A guia Hardware traz informações sobre o tipo/modelo de teclado e sobre o driver que controla o teclado. Esta guia  é, normalmente, utilizada por técnicos de Hardware para resolver problemas com as configurações do teclado ou com o driver do teclado. Não é aconselhável que você altere estas configurações, a não ser que você tenha conhecimentos sobre Hardware de computadores.

Configurando opções regionais e o idioma.

Através do ícone Opções regionais e idioma (Regional and language options), você tem acesso a um série de configurações que “se refletem” em todos os programas instalados no computador. Por exemplo, se for definido um formato de data padrão, nas opções regionais, este formato será adotado por todos os programas instalados no computador.

As opções configuradas através do ícone Opções regionais e idioma,  afetam a maneira como os números, datas e hora e valores monetários são exibidos e formatados. Esta disponível também uma opção para configurar o layout do teclado.

Por exemplo, no Brasil é utilizado o relógio de 24 horas, isto é, não escrevemos 4 horas da tarde e sim 16 horas. Já em países como os Estados Unidos, é utilizado um relógio de 12 horas mais as expressões AM – para antes do meio dia e PM – para depois do meio dia. Outro exemplo de configuração que é diferente dependendo do país é quanto aos números. No brasil é utilizado o ponto para separar o milhar, e a vírgula para separar as casas decimais. Já nos Estados Unidos é justamente o contrário. Todas estas opções são configuradas através do ícone Opções regionais e idioma.

Você pode estar se perguntando, mas uma vez que estou utilizando o Windows Server 2003 com as configurações para o Brasil, porque haveria necessidade de alterá-las. Por exemplo, vamos supor que você precisa instalar um programa que ainda não foi adaptado para o padrão brasileiro e ainda utiliza as configurações padrão para os Estados Unidos. Neste caso, o programa somente irá trabalhar corretamente se você fizer as devidas alterações no ícone Opções regionais e idioma do Painel de controle.

Exemplo: Apresentando as opções de configuração regionais e de idioma.

1.         Abra o Painel de controle: Iniciar -> Painel de controle. Certifique-se de que você está no modo de exibição tradicional, conforme descrito anteriormente.
2.         Dê um clique duplo no ícone Opções regionais e de idioma, para abrir as opções regionais, conforme indicado na Figura 4.39.


Figura 4.39. Opções de configurações para a localidade Português (Brasil).

3.         Na guia “Opções regionais” é exibido o nome das configurações que estão sendo utilizadas. No exemplo da Figura 4.39: Portuguese (Brazil). Abaixo desta lista são exibidos exemplos de representação para Número, Unidade monetária, Hora, Data abreviada e Data por extenso. Para cada localização, existe um conjunto de definições diferentes.
4,         Você pode alterar as definições para a localidade que está em uso. Para isso basta dar um clique no botão Personalizar... (Customize...)
5.         Será exibida a janela Personalizar opções regionais. Nesta janela estão disponíveis guias para personalizar Números, Unidade monetária, data e hora.
6.         Dê um clique na guia Números.  Nesta guia você pode configurar uma série de opções, tais como o separador decimal, o Sistema de medidas, formato dos números negativos, exibir zeros a esquerda, separador de lista, etc. Verifique se as suas configurações estão iguais as listadas na Figura 4.40, as quais são as configurações corretas para a localidade Português (Brasil).


Figura 4.40 Configurações de Números para a localidade Português (Brasil).

7.         Se alguma destas configurações estiver incorreta, você terá problemas em programas que utilizam números, com por exemplo, uma planilha do Microsoft Excel.
8.         Dê um clique na guia Unidade monetária (Currency). Nesta guia você pode configurar uma série de opções relativas a valores monetários. Uma das principais é o símbolo da moeda, que no caso de Real é: R$ . Muitas das configurações são semelhantes as configurações para a guia Números. Verifique se as suas configurações estão iguais as listadas na Figura 4.41, as quais são as configurações corretas para a localidade Português (Brasil).


Figura 4.41 Configurações para Unidade monetária para a localidade Português (Brasil).

9.         Dê um clique na guia Hora. Nesta guia você pode configurar uma série de opções relativas ao formato da hora. Verifique se as suas configurações estão iguais as listadas na Figura 4.42, as quais são as configurações corretas para a localidade Português (Brasil).


Figura 4.42 Configurações para a Hora para a localidade Português (Brasil).

10.       Dê um clique na guia Data. Nesta guia podemos configurar uma série de opções relativas ao formato da data. Verifique se as suas configurações estão iguais as listadas na Figura 4.43, as quais são as configurações corretas para a localidade Português (Brasil).


Figura 4.43 Configurações para a Data para a localidade Português (Brasil).

11.       Uma vez definidas as opções desejadas, dê um clique no botão OK. A janela Personalizar opções regionais é fechada e você estará de volta a janela Opções regionais e de idioma.
12.       Dê um clique na guia Idiomas. Nesta guia você pode configurar o layout de teclado associado a localidade. Também pode definir se mais de uma configuração de idioma poderá ser utilizada no computador, uma de cada vez.
13.       Dê um clique no botão Detalhes.
14.       Será aberta a janela Serviços de texto e idiomas de entrada, conforme indicado na Figura 4.44.


Figura 4.44 Configurações de idioma.

15.       Na lista Idioma de entrada padrão, você especifica o idioma padrão usado para inserir texto. O idioma padrão será usado sempre que você fizer logon no computador ao iniciá-lo.
Por exemplo, se na maioria das vezes você insere texto no idioma alemão, mas também tiver adicionado o inglês como um idioma de entrada, selecione o alemão como o idioma padrão. Quando desejar inserir texto no idioma inglês, você poderá alternar para esse idioma. Observe que está sendo definindo o idioma Português (Brasil) como o idioma padrão. Para este idioma temos o teclado ABNT-2. Esta é a configuração de teclado correta, para os teclados com a tecla do “Ç”.

Dica: Quando você for comprar um computador, especifique que você quer um teclado padrão ABNT-2, para ter certeza que receberá um teclado padrão brasileiro, inclusive com a tecla do Ç. Em teclados que não tem a tecla do Ç, você pode obter esta letra pressionando o acento agudo e depois a letra C, o que embora funcione, é um tanto desconfortável e improdutivo.

Na lista Serviços Instalados (no meio da janela), é exibida a relação de todos os idiomas instalados no computador. É possível adicionar idiomas utilizando o botão Adicionar. Dependendo do idioma que está sendo adicionado, pode ser que seja solicitado o CD de instalação do Windows Server 2003. Para remover um idioma basta marcá-lo e clicar no botão Remover.

Quando existe mais de um idioma instalado, você pode fazer com que o sistema exiba, na barra de tarefas, a barra de ferramentas Idioma, através da qual é possível, facilmente, alterar o idioma em uso. Para definir se a barra de Idiomas será exibida ou não, utilize o botão Barra de idiomas (Language bar...), na opção Preferências.  Este botão somente estará habilitade se houver dois ou mais idiomas instalados.

Importante: Ao alternar de um idioma para o outro, as telas do Windows não serão traduzidas para o novo idioma. Apenas as configurações relacionadas a teclado, data, hora, número, etc é que serão alteradas para refletir o novo idioma selecionado.

16.       Uma vez selecionadas as opções de Idioma desejadas, dê um clique no botão OK para
aplicá-las. Você estará de volta à janela Opções regionais e de idioma.
17.       A guia Avançado traz opções de configuração para a utilização de programas que não utilizam o padrão Unicode para a representação de caracteres. A opção mais importante desta guia é a opção “Aplicar todas as configurações à conta de usuário atual e ao perfil de usuário padrão”. Marque esta opção para aplicar as configurações feitas em Opções regionais e de idiomas na sua conta de usuário e em todas as contas novas de usuário criadas neste computador.
18.       Uma vez definidas as opções desejadas, dê um clique no botão OK para aplicar as alterações e fechar a janela Opções regionais e de idioma.

Configurando opções de pastas/supbastas.

Esse ícone do painel de controle (Folder options) oferece controle sobre uma série de opções relativas a maneira como são exibidas as Pastas e os arquivos de cada pasta. Também é possível configurar o modo de clique simples ou o modo de clique duplo, se o Windows Server 2003 deve ou não exibir arquivos ocultos e do sistema, se as extensões dos arquivos devem ser exibidas ou apenas o nome, etc. Estas opções também podem ser acessadas através do comando Ferramentas -> Opções de pasta do Meu computador ou do Windows Explorer.

Mostrarei como utilizar as principais opções e exemplos do efeito de cada uma delas. Para demonstrar o efeito sobre as pastas e arquivos, utilizarei como exemplo a pasta raiz do Disco rígido (C:\). Isso porque existem alguns arquivos ocultos e de sistema nesta pasta que servem para demonstrar as mudanças que iremos fazer nas configurações.

Exemplo: Testando as principais opções de configurações de pasta.

1.         Neste exemplo, testarei algumas das principais configurações de pasta. Você executará o seguinte procedimento: Abrir a pasta raiz do Drive C (C:\). Dentro da raiz do drive C:, utilizar o menu Ferramentas para abrir as Opções de pasta, este é um atalho para abrir as Opções de pasta, sem que seja necessário abrir o Painel de controle. Cada vez que uma opção for alterada, você irá observar a janela onde está sendo exibida a pasta raiz do disco rígido para verificar os resultados. Então mãos a obra.

1.         Abra o Meu computador e dê um clique duplo na opção C:\ , para abrir a pasta raiz do Drive C:
2.         Observe que além das pastas (indicadas pelo desenho de uma pastinha amarela ao lado do nome ), um pequeno número de arquivos está sendo exibido. Neste momento não devem estar sendo exibidos os arquivos ocultos e de sistema. Estes arquivos ficam ocultos por padrão, pois são arquivos de fundamental importância para o funcionamento do Windows Server 2003. Estes arquivos são ocultados para evitar que sejam acidentalmente eliminados ou alterados, evitando desta maneira, maiores problemas.
3.         Para certificar-se de que os arquivos ocultos e de sistema não estão sendo exibidos, basta verificar se na listagem existe um arquivo chamado boot.ini. Caso este arquivo não apareça na listagem é porque os arquivos ocultos e de sistema não estão sendo exibidos.
4.         Selecione o comando Ferramentas -> Opções de pasta. Ira surgir a janela indicada na Figura 4.45.


Figura 4.45 Janela de configuração para Opções de pasta.

5.         Na guia Geral temos diversas opções, conforme descrito a seguir.

  • Tarefas: Neste grupo temos as seguintes opções:

Mostrar tarefas comuns em pastas (Show common tasks in folders): Especifica que os atalhos (links) para tarefas comuns de pasta e para outros locais do computador serão exibidos nas pastas. Esses links aparecem no painel do lado esquerdo da janela de pastas. Por exemplo, quando você abre uma determinada pasta, usando o Meu computador, são exibidas uma série de comandos relacionados ao objeto selecionado, como por exemplo Renomear, Copiar e assim por diante. Estes comandos são exibidos no painel da esquerda, dentro da janela do meu computador. Estas opções foram descritas anteriormente e somente estarão disponíveis se a opção Mostrar tarefas comuns em pastas estiver marcada.

Usar pastas clássicas do Windows (Use Windows clssic folders) : Exibe os arquivos e pastas da maneira tradicional, com um número menor de informações e sem a lista os atalhos para as tarefas mais comuns, no painel da esquerda.

  • Procurar nas pastas (Browse folders):

Abrir as pastas na mesma janela : Esta opção normalmente mantém o trabalho com pastas e arquivos mais organizado. Por exemplo, se você está na pasta raiz e abre a pasta Meus documentos, o conteúdo da pasta Meus documentos será exibido na mesma janela, sem que uma nova janela seja aberta. Isso evita que um grande número de janelas seja aberto, deixando a área de trabalho cheia de janelas. Esta é a configuração padrão.

Abrir cada pasta em sua própria janela: Quando está configuração é selecionada, cada nova pasta é aberta em uma nova Janela. Por exemplo, se você abre o Meu computador, depois a raiz do Disco rígido ( já temos duas janelas), dentro do disco rígido a pasta C:\winnt ( a qual já será aberta em uma terceira janela) e dentro da pasta C:\winnt você abre a pasta System32 (a qual será aberta em uma quarta janela), teremos quatro janelas abertas, uma sobre a outra.

DICA: Quando você está no modo de Cada pasta em sua própria janela, existe um atalho para fechar todas as janelas abertas, sem ter que fechar uma a uma. Basta segurar a tecla Shift pressionada, enquanto clica no botão fechar (x) da última janela aberta, com isso o Windows Server 2003 fecha todas as janelas abertas, desde a primeira.

  • Clicar nos itens da seguinte maneira (Click item as follows):

Clicar uma vez para abrir um item (apontar para selecionar): Ativa o modo de clique simples, descrito anteriormente. Quando esta opção é selecionada, duas novas opções são habilitadas, conforme descrito a seguir:

Sublinhar títulos de ícones consistentes com o navegador : Sublinha o nome dos ícones, pastas e arquivos quando exibidos em uma janela.

Sublinhar títulos de ícones somente quando apontados: Sublinha o nome dos ícones, pastas e arquivos somente quando apontamos o mouse para o referido item.

Clicar duas vezes para abrir um item (uma vez para selecionar) : Ativa o modo de clique duplo, conforme descrito anteriormente.

6.         Dê um clique na Guia Modo de exibição, serão exibidas diversas opções, conforme indicado na Figura 4.46.


Figura 4.46 Diversas opções da guia Modo de exibição.

7.         Nesta guia você fará duas alterações básicas.
8.         Se a opção “Ocultar extensões de tipos de arquivos conhecidos” (Hide extensions for know file types) estiver marcada, desmarque-a. Se esta opção estiver marcada, o Windows não exibe as extensões dos arquivos. Por exemplo, um arquivo com o nome memorando.doc, é exibido apenas como memorando.
9.         Se a opção “Ocultar arquivos protegidos do sistema operacional (recomendado)” (Hide protected operating system files (Recommended)) estiver marcada, desmarque-a  O Windows Server 2003 emite uma mensagem avisando que é aconselhável que esta opção esteja marcada e pergunta se você realmente deseja desmarcá-la. Dê um clique em Sim para confirmar a alteração.
10.       Na guia Tipos de arquivo nos temos a associação dos tipos de arquivos (de acordo com a extensão), com os respectivos programas. Por exemplo, todo arquivo .doc é associado com o Word, isto significa que ao darmos um clique duplo em um arquivo .doc, o Word será aberto e o arquivo será carregado. Você não deve fazer alterações nesta guia, a não ser que você tenha conhecimentos avançados do Windows.
11.       A guia Arquivos off-line é utilizada para que os usuários possam utilizar arquivos da rede, mesmo quando não estão conectados a rede. O Windows Server 2003 faz uma cópia local dos arquivos (off-line) e quando o usuário volta a se conectar na rede, é feita uma sincronização entre as alterações feitas localmente e os arquivos originais no servidor. O uso de arquivos off-line é especialmente recomendado para quem utiliza Notebook. A funcionalidade de arquivos Off-line será descrita no Capítulo 11.
12.       Dê um clique no botão OK para aplicar as alterações efetuadas (caso você tenha feito alguma alteração).
13.       Você deve ter voltado a janela que exibe a pasta raiz do Disco rígido ( C:\). Caso ela esteja minimizada, restaure-a.
14.       Se você fez as configurações propostas você notará a seguinte mudança:

  • Um número maior de arquivos está sendo exibido, inclusive o arquivo boot.ini. Isso é porque configuramos o Windows Server 2003 para que exibisse os arquivos ocultos e de sistema. Isso foi feito no passo 9. Observe que o ícone dos arquivos ocultos e de sistema, aparece um pouco cinza, mais apagado.

15.       Feche a janela atual, onde está sendo exibida a pasta raiz do disco rígido C:\.

Instalando e desinstalando aplicativos.

Quando você instala um novo programa no Windows Server 2003, uma série de informações sobre o novo programa, é gravada no disco rígido do computador, para que quando necessário, o programa possa ser desinstalado, sem deixar arquivos que não são mais necessários, e ficariam apenas ocupando espaço no Disco rígido. Através da opção “Adicionar ou remover programas” (Add or remove programs) do Painel de controle, você tem acesso aos programas instalados no computador. Com esta opção é possível desinstalar programas que não são mais necessários, adicionar componentes aos programas já instalados ou alterar a instalação do Windows Server 2003, adicionando novos componentes e serviços, ou removendo componentes e servições que não são mais necessários, conforme veremos no próximo tópico.

Como um exemplo prático de alteração na instalação de um programa,  imagine que você instalou o Microsoft Office 2000 e na hora da instalação adicionou apenas o Word e o Excel. Agora você está precisando utilizar o Microsoft Access. Não é necessário reinstalar todo o Microsoft Office 2000, basta entrar na opção Adicionar ou remover programas e alterar a instalação do Microsoft Office 2000, solicitando que seja adicionado o Microsoft Access.

Exemplo: Desinstalando programas que não são mais necessários.

1.         Inicialmente irei desinstalar um programa. Para exemplificar o processo, desinstalarei o programa “Adobe Acrobat Reader”. Caso você não tenha este programa instalado, pode praticar com algum outro programa. Porém cuidado para não desinstalar um programa que você ainda precisa utilizar, pois se isso for feito, você terá que reinstalar o programa.

NOTA = O Programa Adobe Acrobat Reader é utilizado para ler e imprimir arquivos com a extensão .pdf,  que são documentos criados com o Adobe Acrobat. O formato .pdf é muito utilizado para a criação de documentos.

1.         Abra o Painel de controle: Iniciar -> Painel de controle.
2.         Dê um clique duplo na opção Adicionar ou remover programas. Surge a janela Adicionar ou remover programas, indicada na Figura 4.47. Nesta tela, é exibida uma listagem com todos os programas instalados no Windows Server 2003.


Figura 4.47 Listagem dos programas instalados.

  1. Nesta janela, você tem acesso a três grupos de opções distintos.
  • Alterar ou remover programas : Já vem selecionado por padrão. Permite que sejam desinstalados programas, ou adicionados e removidos componentes dos programas já instalados.
  • Adicionar novos programas : Permite que sejam instalados novos programas a partir do Disquete, do CD-ROM ou de um drive da rede, quer sejam programas da Microsoft ou de qualquer outro fabricante.
  • Adicionar ou remover componentes do Windows : Permite que sejam alterados os componentes instalados do Windows Server 2003. É possível adicionar novos componentes, bem como remover aqueles que não são mais necessários.

4.         Neste exemplo utilizarei a primeira opção Alterar ou remover programas, uma vez que quero desinstalar o Adobe Acrobat Reader.
5.         Na listagem de programas, dê um clique na opção Adobe Acrobat 5.0 , ou caso esteja removendo um outro programa, clique no programa a ser removido. Observe que a opção clicada fica em destaque.
6.         O Windows Server 2003 informa o tamanho ocupado pelo programa, se este é utilizado com freqüência ou ocasionalmente e a última vez que o programa foi utilizado.
7.         Para desinstalar o Adobe Acrobat 5.0, dê um clique no botão Remover. O Windows Server 2003 pergunta se você tem certeza que quer remover o programa, dê um clique em Sim. Durante o processo de desinstalação, dependendo do programa que você está desinstalando, podem ser emitidas outra mensagens com perguntas sobre a desinstalação. Dependendo do programa que está sendo removido, esta etapa pode demorar um pouco. Ao final do processo de desinstalação o Windows Server 2003 emite uma mensagem avisando que a desinstalação foi realizada com sucesso, dê um clique em OK para fechar esta janela de aviso.
8.         Observe que ao finalizar a remoção, o nome do programa já não é mais exibido na listagem.
9.         Dê um clique na opção “Adicionar novos programas”, no lado esquerdo da janela. Irá surgir a janela indicada na Figura 4.48. Conforme descrito anteriormente, nesta janela você tem a opção de instalar novos programas a partir de um disquete, drive da rede ou CD-ROM ( Por exemplo, um CD-ROM com a última versão daquele jogo que você tanto aprecia), ou pode adicionar novos recursos do Windows através do botão Windows Update. Para utilizar a opção Windows Update, você precisa ter uma conexão com a Internet, uma vez que esta opção busca diretamente no site da Microsoft, através da Internet, as últimas atualizações para o Windows Server 2003. É importante você utilizar a opção Windows Update regularmente, pois sempre que são descobertos problemas, principalmente de segurança, no Windows Server 2003, a Microsoft disponibiliza as atualizações/correções no seu site, atualizações/correções estas que podem ser instaladas utilizando a opção Windows Update.


Figura 4.48 Instalando novos Programas e utilizando o Windows Update.

10.       Após ter feito as alterações desejadas dê um clique no botão Fechar.

Alterando as opções de instalação do Windows Server 2003.

Agora você aprenderá a alterar a instalação do Windows Server 2003, adicionando ou removendo componentes do Windows Server 2003. Muitas vezes um determinado componente, não é necessário quando da instalação do Windows Server 2003. Porém mais tarde pode-se necessitar do componente. Para isso não é necessário reinstalar todo o sistema, basta adicionar o componente/serviço que está faltando. Também é possível remover um determinado componente que não esteja mais sendo utilizado.

Vamos supor que você queira remover um determinado componente do Windows Server 2003, o qual não será mais necessário.

Exemplo: Removendo componentes do Windows Server 2003.

1.         Abra o Painel de controle: Iniciar -> Painel de controle.
2.         Dê um clique duplo na opção Adicionar ou remover programas. Surge a janela Adicionar ou remover programas. Dê um clique na opção Adicionar/Remover componentes do Windows. Surge uma janela pedindo que você aguarde alguns instantes e depois é exibida a janela Assistente de Componentes do Windows, indicada na Figura 4.49.


Figura 4.49 Janela para adicionar ou remover componentes do Windows Server 2003.

3.         Os diversos componentes do Windows Server 2003 estão divididos por categorias. Por exemplo existe a categoria  Acessórios e utilitários, existe a categoria de Ferramentas de gerenciamento e monitoramento e assim por diante. Dentre de cada categoria existem uma ou mais opções.
4.         Para remover um componente do Windows Server 2003, desmarque esta opção na lista de opções que é exibida. Dê um clique no botão Próximo (Next). O Windows Server 2003 remove o componente que foi desmarcado e exibe uma tela informando que a remoção foi efetuada com sucesso. Clique no botão Concluir (Finish).
5.         Você irá voltar para a Janela Adicionar ou remover programas. Dê um clique no botão Fechar para sair desta janela.

Configurando opções de gerenciamento de energia.

O Gerenciamento de Energia, permite que alguns elementos de hardware do computador sejam desligados ou entrem em um estado de economia de energia, quando não forem utilizados por um determinado período de tempo, período este que pode ser configurado pelo usuário. Por exemplo, você pode configurar para que o vídeo entre em um estado de baixo consumo de energia, se não for utilizado por um determinado período, por exemplo 10 minutos.

Pode parecer pouca economia para um computador isoladamente, porém somando a economia de milhões de computadores espalhados pelo mundo inteiro, isso pode resultar em uma economia significativa de energia. Você pode configurar as opções para economia de energia, através do ícone Opções de energia (Power options), do Painel de controle. Vamos a um exemplo prático.

Exemplo: Acessando as configurações de energia

1.         Abra o Painel de controle: Iniciar -> Painel de controle.
2.         Dê um clique duplo na ícone Opções de energia. Irá surgir a janela indicada na Figura 4.50.


Figura 4.50 Configurando algumas opções de gerenciamento de energia.

3.         Nesta janela, temos quatro guias, conforme descritas abaixo:

  • Esquemas de energia : Um Esquema de energia, está associado a um conjunto de valores para as opções de energia. Por exemplo, o esquema Sempre ligado, apresenta opções diferentes do esquema Portátil/Laptop e assim por diante.  Você seleciona um determinado esquema através da lista Esquemas de energia. A medida que você seleciona um esquema, os valores associados são exibidos na parte de baixo da janela.
  • Avançado:  Permite que você configure se um ícone deve ser adicionado à Bandeja do sistema, de tal forma que as opções de configuração de energia, possam ser acessadas através deste ícone. Relembrando, a Bandeja do sistema, é o espaço onde é exibida a hora. Nesta guia você pode marcar a opção “Solicitar senha quando o computador sair do modo de espera”, para que seja solicitada a senha do usuário logado, quando o computador sair do modo de economia de energia.
  • Hibernar : Permite que você ative a hibernação, isto é , quando o computador Hiberna, o conteúdo da memória RAM é gravada no disco rígido e o computador é desligado. Quando o computador sai da Hibernação, retorna ao estado anterior. Para que isso seja possível, o espaço livre no disco rígido deve ser no mínimo igual a memória do computador.
  • APM: Esta guia somente está disponível em computadores em que o Hardware tem suporte ao padrão APM – Advanced Power Management (Gerenciamento Avançado de Energia).
  • No-Break (UPS): No-Break é um equipamento que continua fornecendo energia para o computador, durante um certo período, após ter havido uma queda da rede elétrica. Existem No-Breaks inteligentes, capazes de se comunicar com o computador através de um cabo ligado na porta serial. Por exemplo, o No-Break pode avisar quando está com pouca carga e enviar um comando para que o computador seja desligado e os dados salvos. Nesta guia, caso você tenha um No-Break instalado,  você pode configurar diversas opções do No-Break.

4.         Após ter feito as alterações necessárias dê um clique no botão OK para  aplicar as novas configurações.
5.         Você estará de volta ao Painel de controle.
6.         Feche o Painel de controle.

Informações sobre o computador – Informações do sistema.

Existem maneiras diferentes de obter informações sobre o computador. Por exemplo, você pode obter informações sobre a quantidade de memória RAM instalada, a edição do Windows Server 2003 instalada, o tamanho do disco rígido, informações sobre todo o Hardware instalado e assim por diante. Neste tópico mostrarei como obter estas e outras informações sobre o computador.

É possível obter diversas informações através do ícone Sistema do Painel de controle. Uma maneira rápida de acessar o ícone Sistema é clicando com o botão direito do mouse na opção Meu computador do menu Iniciar. No menu de opções que surge, dê um clique em Propriedades. Feito isso será exibida a janela Propriedades do Sistema. Esta janela apresenta oito guias de configurações. Falarei sobre algumas gias neste tópico, as demais opções serão vistas nos próximos capítulos.

Na guia Geral são exibidas informações sobre a versão do Windows Server 2003, informações de registro e informações sobre a velocidade do processador, conforme indicado na Figura 4.51.


Figura 4.51 A guia Geral das Propriedades do sistema.

Na guia Nome do computador são fornecidas informações sobre o nome do computador, podemos definir uma Descrição para o computador, descrição esta que facilita a localização do computador quando este estiver conectado em rede.

A guia Hardware será tratada no próximo tópico.

As opções da guia Avançado serão vistas ao longo deste livro. Por exemplo, no Capítulo sobre Recuperação a desastres, veremos as opções desta guia.

Um aplicativo que concentra uma série de informações sobre o computador é o aplicativo Informações do sistema. Para abrir este aplicativo utilize o seguinte comando: Iniciar -> Todos os programas -> Acessórios -> Ferramentas do sistema -> Informações do sistema. Ao selecionar este comando será aberta a janela Informações do sistema, indicada na Figura 4.52. Observe que a opção Resumo do sistema, selecionada no painel da esquerda, fornece uma série de informações sobre o computador, informações estas exibidas no painel da direita.


Figura 4.52 O aplicativo Informações do sistema.

A utilização deste aplicativo é idêntica a utilização do Windows Explorer. É exibido um painel do lado esquerdo, na forma de uma árvore de opções. Através deste painel você pode navegar por diversas categorias de informações, tais como: Recursos de hardware, Componentes, etc. Para abrir uma destas categorias é só clicar no sinal de + ao lado do nome da Categoria, exatamente como no Windows Explorer.

Na categoria Recursos de hardware existem subcategorias tais como Conflitos/compartilhamento, DMA, Hardware forçado, E/S, IRQs e Memória. Estas são opções e termos técnicos. Estas informações são úteis para técnicos de Hardware que estão tentando solucionar problemas de hardware no seu computador.

Na categoria Componentes, você tem acesso a todos os dispositivos de Hardware do computador, divididos por categorias, tais como: Multimídia, CD-ROM, Entrada, Rede, etc, conforme indicado na Figura 4.53, onde estão sendo exibidas informações sobre o Adaptador de rede (placa de rede) instalado no computador.


Figura 4.53 Informações sobre o Adaptador de rede.

A categoria Ambiente de software contém informações sobre a configuração do sistema, incluindo detalhes sobre drivers de sistema, variáveis de ambiente e trabalhos de impressão atuais. Nessa categoria, você pode exibir informações sobre os seguintes itens:

  • Drivers do sistema: Exibe informações sobre os drivers do sistema que estão instalados, incluindo nome, descrição, tipo, estado e status. Por exemplo, você pode verificar a coluna Estado no painel de detalhes para saber quais drivers estão sendo executados e quais não estão sendo executados. Os drivers do sistema são componentes de Software fundamentais para o funcionamento do Windows Server 2003. Em situações mais graves, problemas com algum driver do sistema pode impedir que o Windows Server 2003 inicialize com sucesso.
  • Drivers assinados: Ele exibe informações sobre os drivers assinados que estão instalados no sistema, incluindo nome, descrição, tipo, estado e status. Os drivers assinados são os que foram certificados pela Microsoft. O mecanismo de assinatura de drivers tem por objetivo garantir que um driver foi testado e irá funcionar sem problemas no Windows Server 2003.
  • Variáveis de ambiente: Exibe as variáveis de ambiente, que podem conter informações sobre o ambiente do seu computador, incluindo o número de processadores, o caminho do sistema operacional e o local das pastas temporárias. Por exemplo, a variável de ambiente Windir, contém o caminho completo para a pasta de instalação do Windows Server 2003.
  • Trabalhos de impressão: Apresenta informações sobre os trabalhos que estão na fila de impressão. Quando mandamos vários arquivos para a impressão, o Windows Server 2003 coloca-os em fila. Quando a impressão de um arquivo termina, a impressão do próximo da fila inicia.
  • Conexões de rede: Informações sobre as conexões de rede estabelecidas com o computador.
  • Módulos carregados: exibe informações sobre programas que estão sendo executados no sistema, incluindo suas DLLs associadas. Você pode usar o item Módulos carregados para verificar a versão de uma DLL no sistema, além da data e do caminho do arquivo correspondente.
  • Serviços: Informa quais os serviços que estão rodando no Windows Server 2003. Um serviço é um programa que é inicializado junto com o Windows Server 2003 e fica residente na memória até que o computador seja desligado ou que o serviço seja parado pelo usuário. Não é preciso que o usuário faça o logon para que os serviços sejam inicializados.
  • Grupos de programas: Exibe informações sobre grupos de programas no sistema, incluindo o nome do grupo, o nome e caminho do sistema e o nome de usuário atribuído ao grupo. Esses programas aparecem no menu Iniciar. Você pode gerenciar os grupos de programas usando a opção Barra de tarefas e menu Iniciar no Painel de controle ou clicando com o botão direito do mouse em algum espaço livre na barra de tarefas e selecionando o comando Propriedades.
  • Programas de inicialização: Ele exibe informações sobre programas que são iniciados automaticamente no sistema, mesmo que estejam ocultos.
  • Registro do OLE: Informações sobre a instalação de programas e o registros dos componentes de cada programa.
  • Relatórios de erros do Windows: Contém informações sobre as falhas geradas no log de eventos, que você pode exibir através de Visualizar eventos. Trataremos de log de eventos e do Visualizador de eventos no Capítulo 12.

A categoria Configurações da Internet fornece informações sobre a versão do Internet Explorer instalada, sobre as configurações de cache do Internet Explorer, informações sobre Segurança, Certificados pessoais, etc.

Além de exibir informações, você também pode pesquisar nas informações disponíveis. Para isso digite as palavras a serem pesquisadas no campo Localizar (Find what:), na parte de baixo da janela. Você tem a opção de pesquisar apenas em uma Categoria selecionada.

Você também tem a opção de exportar todas as informações disponíveis para um arquivo de texto (.txt). Para isso basta utilizar o comando Arquivo -> Exportar e definir a pasta e o nome do arquivo a ser gerado.

Também é possível gerar um relatório em um formato específico a ser enviado para a equipe de Suporte Técnico da Microsoft. Este relatório é analisado por técnicos especializados e ajuda na solução de problemas com o Windows Server 2003. Para gerar um relatório para o suporte técnico da Microsfot utiliza o comando Arquivo -> Salvar. Depois você define a pasta onde o relatório será gravado e o nome do arquivo. Você pode imprimir as informações do sistema utilizando o comando Arquivo -> Imprimir. Você pode imprimir apenas as informações de uma categoria ou item selecionado ou todas as informações disponíveis.

Através do menu Ferramentas, temos acesso a uma série da utilitários do Windows Server 2003, tais como: Utilitário para verificação de assinatura de drivers, Diagnóstico de rede, etc.

Sem dúvidas o aplicativo Informações do sistema, fornece muitas informações, que são especialmente úteis para os técnicos de suporte que estão tentando resolver algum problema que impede o correto funcionamento do Windows Server 2003.


Promoção: Livro Windows Server 2012 R2 e Active Directory - Curso Completo, 2100 Páginas. Tudo para você se tornar um administrador de redes altamente qualificado para o mercado de trabalho e levar a sua carreira para o próximo nível!

Promoção: Livro Windows Server 2012 R2 e Active Directory

Curso Completo, 2100 páginas. Tudo para você se tornar um administrador de redes altamente qualificado para o mercado de trabalho e levar a sua carreira para o próximo nível!


« Lição anterior Δ Página principal ¤ Capítulos Próxima lição »

Best Sellers de Excel do Julio Battisti

Todos com Vídeo Aulas, E-books e Planilhas de Bônus!

Aprenda com Júlio Battisti:
Excel 2010 Básico em 140 Lições - Através de Exemplos Práticos - Passo a Passo

 Aprenda com Júlio Battisti: Excel 2010 Básico em 140 Lições - Através de Exemplos Práticos

 

Autor: Júlio Battisti | Páginas: 540 | Editora: Instituto Alpha

 

[Livro]: Aprenda com Júlio Battisti: Excel 2010 Básico em 140 Lições - Através de Exemplos Práticos

Aprenda com Júlio Battisti: Excel 2010 Avançado, Análise de Dados, Tabelas Dinâmicas, Funções Avançadas, Macros e Programação VBA - Passo a Passo

Livro: Aprenda com Júlio Battisti: Excel 2010 Avançado, Análise de Dados, Tabelas Dinâmicas, Funções Avançadas, Macros e Programação VBA - Passo a Passo

 

Autor: Júlio Battisti | Páginas: 952 | Editora: Instituto Alpha

 

Livro: Aprenda com Júlio Battisti: Excel 2010 Avançado, Análise de Dados, Tabelas Dinâmicas, Funções Avançadas, Macros e Programação VBA - Passo a Passo

Aprenda com Júlio Battisti: Macros e Programação VBA no Excel 2010 Através de Exemplos Práticos e Úteis - Passo a Passo

 

[LIVRO]: Aprenda com Júlio Battisti: Macros e Programação VBA no Excel 2010 Através de Exemplos Práticos e Úteis - Passo a Passo

 

Autor: Júlio Battisti | Páginas: 1124 | Editora: Instituto Alpha

 

[LIVRO]: Aprenda com Júlio Battisti: Macros e Programação VBA no Excel 2010 Através de Exemplos Práticos e Úteis - Passo a Passo

Aprenda com Júlio Battisti: Excel 2010 - Curso Completo - Do Básico ao Avançado, Incluindo Macros e Programação VBA - Através de Exemplos Práticos

 

[A BÍBLIA DO EXCEL]: Aprenda com Júlio Battisti: Excel 2010 - Curso Completo - Do Básico ao Avançado, Incluindo Macros e Programação VBA - Através de Exemplos Práticos Passo a Passo

 

Autor: Júlio Battisti | Páginas: 1338 | Editora: Instituto Alpha

 

[A BÍBLIA DO EXCEL]: Aprenda com Júlio Battisti: Excel 2010 - Curso Completo - Do Básico ao Avançado, Incluindo Macros e Programação VBA - Através de Exemplos Práticos Passo a Passo

Todos os livros com dezenas de horas de vídeo aulas de bônus, preço especial (alguns com 50% de desconto). Aproveite. São poucas unidades de cada livro e por tempo limitado.

Dúvidas?

Utilize a área de comentários a seguir.

Me ajude a divulgar este conteúdo gratuito!

Use a área de comentários a seguir, diga o que achou desta lição, o que está achando do curso.
Compartilhe no Facebook, no Google+, Twitter e Pinterest.

Indique para seus amigos. Quanto mais comentários forem feitos, mais lições serão publicadas.

Quer receber novidades e e-books gratuitos?
›››

Novidades e E-books grátis

Fique por dentro das novidades, lançamento de livros, cursos, e-books e vídeo-aulas, e receba ofertas de e-books e vídeo-aulas gratuitas para download.



Institucional

  • Quem somos
  • Garantia de Entrega
  • Formas de Pagamento
  • Contato
  • O Autor
  • Endereço

  • Júlio Battisti Livros e Cursos Ltda
  • CNPJ: 08.916.484/0001-25
  • Rua Vereador Ivo Cláudio Weigel, 537 Universitário
  • Santa Cruz do Sul/RS
  • CEP 96816-208
  • Todos os direitos reservados, Júlio Battisti 2001-2017 ®

    [LIVRO]: MACROS E PROGRAMAÇÃO VBA NO EXCEL 2010 - PASSO-A-PASSO

    APRENDA COM JULIO BATTISTI - 1124 PÁGINAS: CLIQUE AQUI