Você está aqui: Principal > Artigos > Certificações
  :: Autor: Luciano de Lima   :: Site:     www.guiamcse.com.br/
  :: Data:  24/08/2004   :: e-mail: lucianolima@guiamcse.com.br
 
LIVROS
Access e Banco de Dados
Excel e Word
Negócios e Carreira
Programação
Redes e Segurança
Windows e Linux
VÍDEO-AULAS
Access e Banco de Dados
Concursos Públicos
CSharp
Delphi
Excel
Office
Photoshop
Programação
Redes e TCP/IP
Sistemas Web Prontos
VBA no Excel
Vídeo e Áudio
Webdesign
Windows
E-BOOKS
Access e Banco de Dados
Carreira e Negócios
Excel
Programação
SAP
Windows
Word
CURSOS ONLINE
Access e Bancos de Dados
Excel
Formações Completas
Programação
Redes
SAP
Windows e Linux

COMO PASSAR NO EXAME 70-270- WINDOWS XP PROFESSIONAL

Por: Luciano de Lima

O objetivo desse artigo é mostrar para os futuros MCPs em Windows XP Professional alguns dos tópicos que são necessários para que o candidato se prepare adequadamente para exame 70-270. Para consultar um guia completo com todos os tópicos, assuntos, dicas, e simulados, pertinentes ao exame 70-270, eu recomendo o livro GUIA DE CERTIFICAÇÃO MCSE PARA WINDOWS XP PROFESSIONAL - EXAME 70-270 .

Como são as provas de Certificação da Microsoft

As provas para certificação Microsoft são eletrônicas, isto é, feitas no computador, onde em média o candidato responde 50 questões e ao final do exame, o resultado é mostrado na tela do computador informando se você foi aprovado ou não.

De maneira geral as questões podem ser de múltipla escolha, com uma única resposta correta ou com duas ou mais respostas corretas, ou será necessário realizar as configurações em um simulador para completar a resposta, como por exemplo marcar opções em uma tela de configuração, exibida na questão. Esse simulador mostra uma caixa de diálogo para você completar digitando alguma informação ou selecionando alguma opção.

A Microsoft poderá alterar as provas com o passar do tempo, para garantir a qualidade e a credibilidade com o mercado de informática. Para manter-se atualizado sobre possíveis alterações nas provas para certificação, acesse o seguinte site: http://www.microsoft.com/traincert/mcpexams/prepare/findexam.asp

Onde são realizadas as provas de Certificação da Microsoft?

Você pode realizar os exames de certificação em qualquer CTEC da Microsoft. Uma CTEC é um centro de treinamento autorizado pela Microsoft, a ministrar os cursos oficiais. A Microsoft credenciou duas empresas para desenvolver os exames de certificação, a VUE (http://www.vue.com) e a Prometric (http://www.2test.com). Para localizar um CTEC mais próximo acesse o seguinte site: http://www.microsoft.com/brasil/certifique/exame/locais.asp.

MCP em Windows XP Professional – O Exame 70-270

A credencial MCP (Microsoft Certified Professional) é destinada a indivíduos com habilidades de implementar com sucesso produtos ou tecnologias Microsoft. É o primeiro passo para os futuros MCSAs, MCSEs, MCSDs ouMCDBAs. Para obter a certificação MCP o candidato deverá ser aprovado em um dos exames atuais, de certificação Microsoft, como por exemplo, a certificação para o Windows XP Professional - Exame 70-270.

Na tabela a seguir apresento mais alguns detalhes sobre o Exame 70-270:

Exame

Cursos MOC (curso oficial da Microsoft)

Sistema Operacional Cliente (1 obrigatório)

Exame 70–270 : Installing, Configuring, and Administering Microsoft Windows XP Professional

Curso 2272 : Implementing and Supporting Microsoft Windows XP Professional

Curso 2285: Installing, Configuring, and Administering Microsoft Windows XP Professional

Como devo me preparar para este exame?

Para aqueles que estão iniciando a sua carreira na área de informática eu recomendo um bom curso sobre redes, sistemas operacionais clientes e servidores, e uma boa literatura sobre o produto que você quer se especializar. No caso se você está querendo se preparar para o exame 70-270 ou se você já tem algum conhecimento eu recomendo o livro Windows XP: Home & Professional para Usuários e Administradores, e o livro GUIA DE CERTIFICAÇÃO MCSE PARA WINDOWS XP PROFESSIONAL - EXAME 70-270. O fato de você ter alguns anos de experiência em um determinado produto, como por exemplo, o Windows XP Professional não quer dizer que você não precise se preparar para o exame. Com certeza será bem mais fácil para você na hora de estudar, porque você estará mais familirizado com o produto. O exame irá exigir do candidato a melhor solução de um determinado problema, e será necessário que candidato domine os assuntos requeridos para o exame.

A Microsoft recomenda que antes de o candidato realizar o exame, que ele consulte o Preparation Guide for Exam 70-270 , que está disponível no site http://www.microsoft.com/learning/exams/70-270.asp . Nesse site o candidato terá uma visão geral de todos os tópicos exigidos no exame. A Microsoft recomenda, porém não é obrigatório, que o candidato para esse exame deva ter no mínimo um ano de experiência em implementação e administração em sistemas operacionais de desktop em um ambiente de rede. Eu, particularmente, utilizei os seguintes materiais para me preparar para este exame:

Tópicos Cobrados no Exame 70-270

O exame 70-270 basicamente é composto de sete tópicos centrais, os quais estão descritos a seguir:

  • Installing Windows XP Professional (Instalando o Windows XP Professional).
  • Implementing and Conducting Administration of Resources ( Implementando e conduzindo a Administração de Recursos ).
  • Implementing, Managing, Monitoring, and Troubleshooting Hardware Devices And Drivers (Implementando , Gerenciando, Monitorando, e Solucionando Problemas de Dispositivos de Hardware e Drivers).
  • Monitoring and Optimizing System Performance and Reliability ( Monitorando e Otimizando a Performance de Sistema e a Confiabilidade) .
  • Configuring and Troubleshooting the Desktop Environment ( Configurando e Solucionando Problemas de Ambiente de Desktop).
  • Implementing, Managing, And Troubleshooting Network Protocols And Services (Implementando, Gerenciando, E Solucionando Problemas De Protocolos De Rede E Serviços).
  • Configuring, Managing, and Troubleshooting Security ( Configurando, Gerenciando e Solucionando Problemas de Segurança).

Segue abaixo alguns assuntos pertinentes ao exame 70-270. Para consultar um guia completo com todos os tópicos, assuntos, dicas, e simulados, pertinentes ao exame 70-270, eu recomendo o livro GUIA DE CERTIFICAÇÃO MCSE PARA WINDOWS XP PROFESSIONAL - EXAME 70-270 .

Dicas Para Alguns dos Tópicos Cobrados no Exame 70-270:

No tópico Installing Windows XP Professional (Instalando o Windows XP Professional), você encontrará um dos seguintes assuntos:

USANDO ARGUMENTOS NO WINNT.EXE:

Os argumentos ajudam a automatizar e a alterar o comportamento do programa de Setup, incluindo alguns itens e removendo outros conforme o argumento que você tenha escolhido.

Veja abaixo a lista dos argumentos que você pode usar com o comando winnt.exe:

ARGUMENTO

FUNÇÃO

/a

Ativa as opções de Accessibility (Acessibilidade).

/r [: pasta ]

Especifica uma pasta opcional a ser copiada e salva. A pasta será mantida após ser concluída a instalação.

/rx [: pasta ]

Especifica uma pasta opcional a ser copiada. A pasta será excluída após ser concluída a instalação.

/s [:caminho_origem]

Especifica o local de origem dos arquivos do Windows XP Professional. Deve ser um caminho completo no formato x:\[caminho] ou \\servidor\compartilhamento\[caminho]. O padrão é a localização da pasta atual.

/t [:unidade_temp]

Especifica a unidade que vai conter os arquivos temporários e instala o Windows XP Professional nessa unidade. Se você não especificar um local, o Setup tentará localizar uma unidade para você.

/u [:arquivo_resposta]

Executa uma instalação unattended ( autônoma) usando um arquivo de resposta (requer /s). O arquivo de respostas fornece respostas para algumas ou todas as perguntas geralmente feitas ao usuário final durante a instalação.

/udf:id [,arquivo_UDF]

Indica uma identificação (id) que o Setup usa para especificar como um arquivo UDF Uniqueness Database File (B anco de Dados de Unicidade) que modifica um arquivo de respostas. O parâmetro /udf substitui valores no arquivo de respostas e a identificação determina que valores no arquivo UDF serão usados. Caso não seja especificado um arquivo_UDF, o Setup solicitará a inserção de um disco que contenha o arquivo $Unique$.udb.

Nota No exame você poderá ver algumas questões referentes aos argumentos apresentados acima.

O texto acima faz parte do livro GUIA DE CERTIFICAÇÃO MCSE PARA WINDOWS XP PROFESSIONAL - EXAME 70-270.

TESTE PRÁTICO:

1 - Você é o administrador de rede da sua companhia. Você pretende instalar o Windows XP Professional em um computador de sua rede. Para automatizar a instalação você gostaria que o Setup não fizesse nenhuma pergunta durante a instalação. Qual comando que você deve executar para instalar o Windows XP Professional sem precisar responder as perguntas durante a instalação?

A . winnt.exe /r[:arquivo_resposta]

B . winnt.exe /a[:arquivo_resposta]

C . winnt.exe /u[:arquivo_resposta]

D . winnt.exe /udf:id[:arquivo_resposta]

2 – Você pretende instalar o Windows XP Professional em 1000 computadores. Qual método automático que você pode usar?

A . Remote Installation Services (Serviços de Instalação Remota).

B . Setup Manager (Gerenciador de Instalação do Windows).

C . System Preparation Tools (Ferramenta de Preparação do Sistema).

D . Network Share (Compartilhamento de Rede).

3 - Você pretende usar o Setup Manager (Gerenciador de Instalação) para criar alguns scripts de instalação para os computadores da sua empresa. Para efeito de teste você cria o seu primeiro script de instalação e salva com o nome unattended.txt. Você coloca o CD de instalação no drive de CD-ROM e o disquete com o arquivo unattended.txt no drive A. Porém o Setup não começa de forma automática. Qual é o nome que você deve salvar o script para que ele responda as perguntas durante a instalação do Windows XP Professional?

A . Unattended.exe

B . Unattended.msi

C . Winnt.sif

D . Winnt.ini

RESPOSTAS E EXPLICAÇÕES:

1 - C .Use o comando winnt.exe /u[:arquivo_respostas], o Setup irá executar uma instalação unattended (autônoma) usando um arquivo de resposta.

2 – A . Você pode usar o RIS para automatizar a instalação do Windows XP Professional.

3 - C . Você deve salvar o arquivo com o nome Winnt.sif, para que a instalação possa ser executada através do script que foi criado pelo Setup Manager (Gerenciador de Instalação).

O teste prático acima faz parte do livro GUIA DE CERTIFICAÇÃO MCSE PARA WINDOWS XP PROFESSIONAL - EXAME 70-270. No livro você terá um total de 20 questões separados por capítulo e um total 140 questões em todo o livro.

No tópico Implementing and Conducting Administration of Resources ( Implementando e Conduzindo a Administração de Recursos ), você encontrará um dos seguintes assuntos:

MONITORANDO, GERENCIANDO, ACESSO PARA ARQUIVOS E PASTAS:

Quando você está definindo os acessos aos arquivos e pastas, talvez alguns problemas possam aparecer. Isso acontece porque dependendo de como você definiu os acessos, você pode ter movido um arquivo entre partições e ele pode ter herdado as permissões de destino. Para solucionar esses tipos de problemas você terá que aprender as regras de como a cópia e a movimentação de arquivos e pastas podem influenciar no volume ou entre volumes.

Copiando um arquivo ou pasta para o mesmo volumeNTFS ou entre volumes NTFS

  • O arquivo herda as permissões da pasta de destino.
  • Você deve ter a permissão Write (Gravar) na pasta de destino, para poder copiar o arquivo ou pasta.
  • Você se torna o CreatorOwner (Proprietário Criador) do arquivo ou pasta.

Nota Se você copiar um arquivo ou pasta para um volume FAT, as permissões NTFS serão perdidas, porque volumes FAT não suportam permissões NTFS.

O texto acima faz parte do livro GUIA DE CERTIFICAÇÃO MCSE PARA WINDOWS XP PROFESSIONAL - EXAME 70-270.

TESTE PRÁTICO

1 - Rafael está configurando uma pasta em D:\Faturamento para que o grupo Everyone (Todos) tenha acesso Read (Ler) para pasta. Na raiz do D:\ o grupo Everyone (Todos) tem acesso Full Control (Controle Total). Qual permissão o grupo Everyone (Todos) terá na pasta D:\ Faturamento por padrão, caso você não altere as permissões?

A. Nenhum permissão.

B. Permissão Full Control (Controle Total).

C. Permissão Read (Ler).

D. Permissão Change (Alterar).

2 - Você é o administrador da rede. Você precisa mover alguns arquivos e pastas de um usuário que está mudando de área. No Servidor você tem um pasta em D:\Vendas\usuario001, que tem a permissão NTFS Change (Alterar), você precisa mover para a pasta D:\Projetos\Pessoal que tem a permissão NTFS Read (Ler). Qual permissão NTFS a pasta usuario001 terá?

A . Ela irá herdar as permissões NTFS da pasta de destino.

B . Ela irá somar as permissões NTFS Change (Alterar) e Read (Ler).

C . Ela irá manter as permissões NTFS da pasta de origem.

D . Nenhuma das alternativas.

3 - Você é o Administrador de rede da sua companhia. Jairo é responsável pela equipe de projetos de um novo software que será lançado no mercado. Ele precisa controlar a fila de uma impressora que está em seu departamento, porém ele não pode excluir ou alterar permissões da impressora. Qual permissão que você deve conceder para Jairo?

A . Full Control (Controle Total)

B . Manage Documents (Gerenciar Documentos)

C . Manage Printers (Gerenciar Impressoras)

D . Printer (Imprimir)

RESPOSTAS E EXPLICAÇÕES

1 - B. No Windows XP Professional, por padrão as permissões são herdadas para subpastas. Com isso a pasta Faturamento irá herdar as permissões da raiz do D, onde o grupo Everyone (Todos) tem acesso Full Control (Controle Total).

2 - C. Quando você move um arquivo ou pasta no mesmo volume NTFS, o arquivo ou pasta mantém as permissões originais.

3 - B. Os usuários ou grupos com a permissão Manage Documents (Gerenciar Documentos), podem controlar configurações de documentos além de pausar, recomeçar, reiniciar e excluir documentos da fila de impressão, incluindo documentos submetidos por outras pessoas.

O teste prático acima faz parte do livro GUIA DE CERTIFICAÇÃO MCSE PARA WINDOWS XP PROFESSIONAL - EXAME 70-270. No livro você terá um total de 20 questões separados por capítulo e um total 140 questões em todo o livro.

No tópico Implementing, Managing, Monitoring, and Troubleshooting Hardware Devices And Drivers ( Implementando, Gerenciando, Monitorando, e Solucionando Problemas de Dispositivos de Hardware e Drivers) , você encontrará um dos seguintes assuntos:

MONITORANDO E CONFIGURANDO DISCOS:

No Windows 2000 foram adicionadas novas tecnologias para a configuração e o gerenciamentos dos discos, tornando muito mais fácil à administração. Você pode configurar, re-configurar, e ajustar configurações sem precisar reiniciar o computador. A mesma capacidade também está disponível no Windows XP Professional, usando o Disk Management (Gerenciamento de Disco) no Computer Management (Gerenciamento do Computador).

DISCO BASIC (BÁSICO):

O Windows XP Professional, suporta disco Basic (Básico) e disco Dynamic (Dinâmicos) . O disco Basic é o mesmo disco usado em versões anteriores ao Windows 2000, ele é o disco rígido que suporta as configurações padrão. Um disco Basic pode ter uma partição primária e uma partição estendida composta de drives de disco lógico. Por exemplo, você pode configurar um disco Basic para o drive C como primário e o drive D como estendido. Com um disco Basic, você pode ter até quatro partições primárias ou três partições primárias e uma partição estendida. Uma das partições primárias é considerada ativa a qual é usada para iniciar o computador. Essa partição ativa contém os arquivos de boot e o MBR (Master Boot Record - Registro de Boot Principal).

DISCODYNAMIC (DINÂMICO):

Com o Disco Dynamic (Dinâmico) você pode criar volumes, o qual pode atravessar múltiplos discos. Um volume é a partição de um disco Dynamic. Uma partição sobre um disco Basic não pode ser maior que o disco e o disco Basic não pode exceder 2 Terabytes. Com o disco Dyanmic, você pode ter um volume que exceda 2 Terabyte de limite criando um volume que atravesse múltiplos discos.

Somente a família do Windows 2000 e a família do Windows Server 2003 incluindo o Windows XP Professional podem acessar um disco Dynamic. Se você necessita de um sistema dual-boot, você deve usar um disco Basic.

Nota O disco Dynamic não é suportado sobre computadores portátil, discos removíveis, ou sobre disco usando USB ou interfaces IEEE 1394 (conhecido como FireWire), ou se o setor do disco for menor que 512 bytes ou discos de Clusters.

O texto acima faz parte do livro GUIA DE CERTIFICAÇÃO MCSE PARA WINDOWS XP PROFESSIONAL - EXAME 70-270.

TESTE PRÁTICO:

1 – Quais sistemas operacionais suportam o disco Dynamic (Dinâmico)?

A . Windows 98.

B . Windows NT 4.0 Workstation.

C . Windows 2000 Professional.

D . Windows XP Professional.

E . Nenhuma das alternativas.

2 - Você é o administrador de rede da empresa NovaMarca. Você está configurando um computador Pentium III com um processador Intel, com Windows XP Professional instalado. Você pretende adicionar outro processador na máquina para usar a funcionalidade de multi-processador. Qual dos processadores que você pode adicionar?

A . Alpha

B . Intel

C . MIPS

D . Nenhuma das alternativas

3 – O seu gerente pede para que você crie um script para automatizar a implantação dos discos rígidos nos computadores onde serão instalados o Windows XP Professional. Qual ferramenta que você pode usar para alcançar o objetivo com o mínimo de esforço administrativo?

A . Disk Management(Gerenciamento de Disco).

B . Diskpart.

C . Add Hardware Wizard(Assistente para Adicionar Novo Hardware).

D . Device Manager (Gerenciador de Dispositivos).

RESPOSTAS E EXPLICAÇÕES:

1 - C, D . O Disco Dynamic (Dinâmicos) foi introduzido como um novo tipo de armazenamento no Windows 2000 e também é suportado pelo Windows XP Professional. Todas as versões anteriores ao Windows 2000, suportavam somente um tipo de armazenamento, o disco Basic (Básico).

2 - B. O Windows XP Professional pode suportar até dois processadores baseado em Intel. O Windows XP Professional não suporta outros tipos de processadores, como por exemplo, Alpha ou MIPS, para usar a funcionalidade de multi-processador, você deve ter dois processadores baseado em Intel.

3B. O DiskPart pode ser utilizado como alternativa para gerenciar os discos. Usando o DiskPart , você pode executá-lo diretamente de um prompt de comando ou criar scripts para automatizar as instalações do Windows XP Professional.

O teste prático acima faz parte do livro GUIA DE CERTIFICAÇÃO MCSE PARA WINDOWS XP PROFESSIONAL - EXAME 70-270. No livro você terá um total de 20 questões separados por capítulo e um total 140 questões em todo o livro.

No tópico Monitoring and Optimizing System Performance and Reliability ( Monitorando e Otimizando a Performance de Sistema e a Confiabilidade ), você encontrará um dos seguintes assuntos:

OTIMIZANDO A UTILIZAÇÃO DO PROCESSADOR:

O Windows XP Professional aloca recursos e gerencia os dispositivos de acordo com suas configurações. No entanto, você pode alterar o modo como o Windows XP Professional usa o tempo do processador e a memória do computador para melhorar o desempenho.

O processamento do sistema é gerenciado pelo Windows XP Professional, que pode alocar tarefas entre os processadores e também gerenciar vários processos em um único processador. Mas, você pode configurar o Windows XP Professional para alocar mais tempo do processador para o programa que estiver sendo executado no momento. Isso pode gerar um tempo de resposta mais rápido do programa. Ou, se houver programas em segundo plano, como a impressão ou o backup de disco que você deseja executar enquanto trabalha, é possível configurar o Windows XP Professional para compartilhar recursos do processador igualmente entre os programas de primeiro e segundo plano.

Para solucionar problemas de gargalo no processador utilize o System Monitor (Monitor do Sistema) c om os contadores abaixo:

  • % Processor Time (%Tempo de Processador)Valores acima de 80% representam um gargalo. Este contador indica o tempo que o processador está ocupado.
  • % User Time (%Tempo de Usuário) Pode ser utilizado em conjunto com o % Processor Time% para maior detalhamento. Indica os volumes de requisições de clientes ao processador. Um valor sustentado próximo a 100% pode indicar um gargalo de processador.

O texto acima faz parte do livro GUIA DE CERTIFICAÇÃO MCSE PARA WINDOWS XP PROFESSIONAL - EXAME 70-270.

TESTE PRÁTICO:

1 - você é o administrador de uma companhia de tamanho médio. Gustavo é um usuário do departamento Financeiro. Ele nota que de vez em quando o seu computador está apresentando uma certa lentidão. Você decide monitorar a performance do computador através do Performance Logs and Alerts (Logs e Alertas de Desempenho). Você monitora os contadores relativos à memória, processador, disco, e rede. Para a memória você está monitorando o contador Memory (Memória) > Available Mbytes (Bytes Disponíveis). Quando você analisa os dados do computador do Gustavo, o valor do contador de Memory (Memória) > Available Mbytes (Bytes Disponíveis) está em média 12 MB no período da analise. Baseado nesses dados, qual ação que você deve executar?

A . Adicionar mais memória RAM.

B . Aumentar o tamanho do arquivo de paginação.

C . Dividir o arquivo de paginação sobre dois canais de disco físico.

D . Não executar nenhuma ação.

2 - Você é o administrador de rede de uma grande companhia. Usuários do departamento de Vendas reclamam que a aplicação de Vendas está muito lenta na hora de carregar. Usando o Performance Logs and Alerts (Logs e Alertas de Desempenho), você cria um relatório para um dos computadores, para monitorar a memória, o processador, o disco, e a rede. Você nota que o disco tem uma alta carga de atividade. Qual outro objeto que você deve monitorar antes de você saber com certeza se você tem um gargalo no disco?

A . Memory (Memória).

B . Processor (Processador).

C . Network (Rede).

D . Application (Aplicação).

3 - Você é o administrador de rede de uma grande companhia. Amós é o chefe de segurança de sua empresa. Logo pela manhã ele liga para você informando que o seu computador está bastante lento. Você resolve usar os contadores Memory (Memória), Processor (Processador), e PhysicalDisk, com o System Monitor (Monitor do Sistema), para descobrir qual deles está no gargalo. O Processor (Processador) provavelmente é um dos gargalos na máquina do usuário. Quais contadores você pode usar no System Monitor (Monitor do Sistema) para realmente ter certeza que o processador é o gargalo da máquina?

A . %Processor Default (Padrão do Processador).

B . %Processor Time (%Tempo de Processador).

C . %Processor User (%Usuário do Processador).

D. %User Time (%Tempo de Usuário).

RESPOSTAS E EXPLICAÇÕES:

1 - D. A média do contador para Memory ( Memória) > Available Mbytes (Bytes Disponíveis) mostra mais que 4 MB de memória disponível, o qual não indica ser um gargalo de memória, não sendo necessário nenhuma intervenção. Se o número estiver abaixo de 4 MB, então você deve adicionar mais memória física para o computador, porque ele está sem memória disponível.

2 - A. Você deve verificar o contador Memory (Memória). Se o seu computador não possui uma quantidade de memória suficiente, ele usará o arquivo de paginação, o qual talvez seja percebido como um gargalo do disco.

3 - B,D. Para solucionar problemas de gargalo no processador utilize o System Monitor (Monitor do Sistema) com os contadores %Processor Time (%Tempo de Processador) %User Time (%Tempo de Usuário). As outras opções não existe.

O teste prático acima faz parte do livro GUIA DE CERTIFICAÇÃO MCSE PARA WINDOWS XP PROFESSIONAL - EXAME 70-270. No livro você terá um total de 20 questões separados por capítulo e um total 140 questões em todo o livro.

No tópico Configuring and Troubleshooting the Desktop Environment ( Configurando e Solucionando Problemas de Ambiente de Desktop), você encontrará um dos seguintes assuntos:

CONFIGURANDO E GERENCIANDO PERFIS DE USUÁRIOS E CONFIGURAÇÕES DE DESKTOP:

PERFIS DE USUÁRIOS:

Os perfis de usuários são designados para que mais de uma pessoa possa usar um computador em particular. Um perfil de usuário define ambientes de Desktop (Área de trabalho) personalizados, com configurações individuais de vídeo e de conexões de impressora e de rede e muitas outras configurações. Você ou o administrador do sistema podem definir o ambiente do seu Desktop (Área de trabalho).

O Windows XP Professional inclui os seguintes tipos de perfis de usuário:

  • Local Profile (Perfil Local): É criado quando um usuário faz logon pela primeira vez em um computador, o qual é armazenado no disco rígido local. Qualquer alteração feita no perfil Local Profile é específica do computador em que as alterações foram feitas. Se o usuário efetuar logon em outra máquina, na qual ele não teve efetuado logon antes, será criado um novo perfil sem as configurações que ele criou na outra máquina.
  • Roaming Profile (Perfil Móvel): É criado pelo administrador do sistema e armazenado em um Servidor. Esse perfil está disponível sempre que você faz logon em qualquer computador na rede. Qualquer alteração feita no perfil Roaming Profile será atualizada no Servidor. Se o usuário efetuar logon em outra máquina, todas as configurações e preferências do Desktop (Área de trabalho), como por exemplo, impressoras, papel de parede, configurações de vídeo, etc, estarão disponível para o usuário.
  • Mandatory Profile (Perfil Obrigatório): É um perfil que não é atualizado quando o usuário faz logoff. Ele é descarregado para o Desktop (Área de trabalho) do usuário sempre que o usuário faz logon, ele deve ser criado pelo administrador e atribuído a um ou mais usuários para criar perfis de usuário consistentes ou específicos do trabalho. Somente participantes do grupo Administrators (Administradores) podem alterar perfis. Se o usuário efetuar logon em qualquer máquina da rede, todas as alterações nas configurações do Desktop (Área de trabalho) não serão salvas.

O texto acima faz parte do livro GUIA DE CERTIFICAÇÃO MCSE PARA WINDOWS XP PROFESSIONAL - EXAME 70-270

TESTE PRÁTICO

1 - Você é o administrador de rede da sua empresa. O seu gerente pede para você criar um perfil de usuário que salve todas as alterações feitas pelo usuário no Desktop (Área de Trabalho), para que quando o usuário efetuar logon em outra máquina todas as suas preferências de papel de parede, proteção de tela possa acompanhar o usuário independente da máquina que ele efetou o logon. Qual perfil que você deve utilizar para alcançar esse objetivo?

A . Local Profile (Perfil Local).

B . Mandatory Profile (Perfil Obrigatório)

C . Roaming Profile (Perfil Móvel)

D . Nenhuma das alternativas.

2 - Você é o administrador de rede para sua companhia. O seu gerente gostaria que você desenvolve-se um pacote do Windows Installer para a instalação de alguns programas corporativos da sua empresa. Quais tipos de arquivos o Windows Installer reconhece?

A . MSI.

B . VBS.

C . AAS.

D . ZAP.

E . MSP.

3 - Você é o administrador de rede da sua companhia. Você precisar criar um modelo de perfil para padronizar o Desktop (Área de Trabalho) de todos os usuários do departamento de Vendas. Quando os usuários efetuar logoff todas as alterações feitas no Desktop (Área de Trabalho) não deveram ser salvas. Qual perfil que você deve implementar?

A . Local Profile (Perfil Local).

B . Mandatory Profile (Perfil Obrigatório).

C . Roaming Profile (Perfil Móvel).

D . Default Profile (Perfil Padrão).

RESPOSTAS E EXPLICAÇÕES

1 - C. O Roaming Profile (Perfil Móvel) pode ser armazenado em um Servidor, sendo que este perfil estará disponível sempre que você efetuar um logon em qualquer computador na rede. Qualquer alteração feita no perfil de usuário móvel será atualizada no Servidor. Se o usuário efetuar logon em outra máquina, todas as configurações e preferências do Desktop (Área de trabalho), como por exemplo, impressoras, papel de parede, configurações de vídeo, etc, estarão disponível para o usuário.

2 - A,C,D,E. Os tipos de arquivos que o Windows Installer reconhece são: MSI, MSTMSP, ZAP, AAS.

3 - B. O Mandatory Profile (Perfil Obrigatório) é um perfil que não é atualizado quando o usuário faz logoff. Ele é descarregado para o Desktop (Área de trabalho) do usuário sempre que o usuário faz logon, ele deve ser criado pelo administrador e atribuído a um ou mais usuários para criar perfis de usuário consistentes ou específicos do trabalho. Todas as alterações nas configurações do Desktop (Área de trabalho) não serão salvas.

O teste prático acima faz parte do livro GUIA DE CERTIFICAÇÃO MCSE PARA WINDOWS XP PROFESSIONAL - EXAME 70-270. No livro você terá um total de 20 questões separados por capítulo e um total 140 questões em todo o livro.

No tópico Implementing, Managing, And Troubleshooting Network Protocols And Services (Implementando, Gerenciando, E Solucionando Problemas De Protocolos De Rede E Serviços), você encontrará um dos seguintes assuntos:

OBTENDO O APIPA (AUTOMATIC PRIVATE IP ADDRESSING - ENDEREÇAMENTO IP PARTICULAR AUTOMÁTICO):

A implementação do TCP/IP do Windows XP Professional suporta conceder o endereço IP para configurações de uma rede básica. Esse mecanismo é uma extensão do endereço IP dinâmico concedido para os adaptadores de rede, ativando as configurações do endereço IP sem usar um endereço IP concedido pelo DHCP Server. O APIPA é ativado por padrão no Windows XP Professional para que usuários domésticos ou usuários de pequenas redes possam usar uma única subnet, baseado em uma rede TCP/IP sem ter que configurar o protocolo TCP/IP manualmente ou configurar um DHCP server.

Veja abaixo o processo que o APIPA usa para conceder um e ndereço IP:

  • Quando o Windows XP Professional é inicializado, ele tenta localizar um DHCP Server sobre a rede para obter um e ndereço IP dinamicamente.
  • Na ausência de um DHCP Server durante a inicialização do computador, o cliente não poderá obter um e ndereço IP.
  • O APIPA gera um e ndereço IP no intervalo 169.254.0.0 até 169.254.255.255 , e uma Máscara de Sub-Rede 255.255.0.0 .

Agora o cliente consegue alcançar outros clientes que estejam configurados com o APIPA , limitando-se somente a rede 169.254.0.0.

O texto acima faz parte do livro GUIA DE CERTIFICAÇÃO MCSE PARA WINDOWS XP PROFESSIONAL - EXAME 70-270

TESTE PRÁTICO:

1 - Você tem uma pequena rede em sua casa. Um dos computadores está conectado a Internet através de uma conexão DSL. O seu computador tem um outro adaptador de rede que conecta para sua rede de casa o qual contém cinco computadores que estão executando o Windows XP Professional. Os outros computadores na rede não têm acesso a Internet. Você decide implementar o ICS para que todos os computadores possam acessar a Internet através de uma única conexão DSL. Qual dos seguintes requerimentos deve ser encontrado para usar o ICS?

A . Você deve ter uma conexão VPN.

B . Os clientes da rede devem estar configurados para usar o WINS.

C . Os clientes da rede devem estar configurados para Obter um Endereço IP Automaticamente.

D . Os clientes da rede devem ter o serviço do ICS instalado.

2 – Você é o administrador de rede da sua companhia. Você está definindo qual classe de endereço IP você deve usar na sua rede. Atualmente a sua rede está configurada com o intervalo de 128.0.0.1 até 128.0.0.254. Qual classe que esse intervalo de endereço IP pertence?

A . Classe A.

B . Classe B.

C . Classe C.

D . Clasee D.

3 – Qual endereço de Default Gateway (Gateway Padrão) é concedido quando um computador está usando o APIPA?

A . 169.254.1.1

B . 131.107.2.200

C . 10.0.0.1

D . O Default Gateway (Gateway Padrão) não é concedido.

RESPOSTAS E EXPLICAÇÕES

1 – C . Para usar o ICS, os clientes da rede devem estar configurados para Obter um Endereço IP Automaticamente.

2 – B . O intervalo de endereço IP 128.0.0.1 até 191.255.255.254 pertence à classe B. Onde os dois primeiros octetos indicam o endereço da rede e os dois últimos indicam o endereço do host.

3 – D. O APIPA é designado para pequenos grupos de computadores usando uma única subnet IP, quando um DHCP Server está ausente. O Default Gateway (Gateway Padrão) não é concedido com o APIPA.

No tópico Configuring, Managing, and Troubleshooting Security ( Configurando, Gerenciando e Solucionando Problemas de Segurança) você encontrará um dos seguintes assuntos:

CIPHER:

Uma outra forma de criptografar um arquivo ou pasta é usando a ferramenta de linha de comando cipher . Ele exibe ou altera a criptografia de pastas e arquivos em volumes NTFS. Quando utilizado sem parâmetros, o cipher exibe o estado de criptografia da pasta atual e de quaisquer arquivos que ela contenha.

Sintaxe

CIPHER [/E | /D] [/S:pasta] [/A] [/I] [/F] [/Q] [/H] [/K] [/R:nome_arquivo] [/U [/N]] [/W:pasta] [nome_caminho [...]]

Parâmetros

/e Criptografa as pastas especificadas. As pastas serão marcadas para que os arquivos adicionados a elas posteriormente também sejam criptografados.

/d Descriptografa as pastas especificadas. As pastas serão marcadas para que os arquivos adicionados a elas posteriormente não sejam criptografados.

/s: pasta Efetua a operação selecionada na pasta especificada e em todas as subpastas.

/a Efetua a operação nos arquivos e pastas.

/i Continua a efetuar a operação especificada mesmo após a ocorrência de erros.

Por padrão, cipher é interrompido quando um erro é encontrado.

/f Força a criptografia ou descriptografia de todos os objetos especificados. Os objetos já criptografados são ignorados por padrão.

/q Reporta somente as informações mais essenciais.

/h Exibe arquivos com atributos de sistema ou ocultos. Por padrão, esses arquivos não são criptografados ou descriptografados.

/k Cria uma nova chave de criptografia de arquivo para o usuário que estiver executando o comando cipher. Se você usar esta opção, o cipher ignorará todas as outras opções.

/u Atualiza a chave de criptografia de arquivo do usuário ou a chave do agente de recuperação, utilizando as mais atuais em todos os arquivos criptografados nas unidades locais (isto é, se as chaves tiverem sido alteradas). Esta opção só funciona com /n.

/n Evita que as chaves sejam atualizadas. Use esta opção para localizar todos os arquivos criptografados nas unidades locais. Esta opção só funciona com /u.

/r: nome_de_caminho_sem_extensão Gera um novo Private Key (Chave Particular) e um novo certificado de agente de recuperação e grava os mesmos nos arquivos com o nome de arquivo especificado em nome_de_caminho_sem_extensão. Se você usar esta opção, o cipher ignorará todas as outras opções.

/w: nome_de_caminho Remove os dados que se encontram em partes não utilizadas de um volume. O nome_de_caminho pode indicar qualquer pasta no volume desejado. Se você usar esta opção, o cipher ignorará todas as outras opções.

/? Exibe informações de ajuda no prompt de comando.

TESTE PRÁTICO

1 - Qual das seguintes afirmações é verdadeiro concernente a EFS?

A . O usuário deve manualmente descriptografar um arquivo encriptografado quando ele precisar usar o arquivo.

B . Um usuário deve ter direitos administrativos para descriptografar um arquivo.

C . O usuário que encriptografou o arquivo pode abrir o arquivo normalmente sem precisar descriptografar o arquivo para poder usá-lo.

D . Os arquivos são encriptografados com as senhas dos usuários.

2 - Um computador executando o Windows XP Professional está dentro de uma OU em um domínio do Windows Server 2003. Um administrador configurou um local policy (diretiva local) o qual é aplicada para os usuários que acessam o computador. Porém, o administrador nota que uma parte do local policy (diretiva local) não está sendo aplicado corretamente. Qual é a explicação mais provável desse problema?

A . A policy (diretiva) está configurada incorretamente.

B . A policy (diretiva) não está sendo aplicado para o Windows XP Professional.

C . A policy (diretiva) está em conflito com outro configuração de policy (diretiva) local.

D . Uma Ou, Domain (Domínio), ou Site está sobrescrevendo a policy (diretiva) local.

3 - Você é o administrador de rede da sua companhia. Você pretende implementar uma diretiva de segurança para a sua rede. Quais as configurações de segurança que você pode controlar com o Security Configuration (Configuração de Segurança)? (Escolha todas que se aplicam).

A . Como os usuários são autenticados em uma rede ou computador.

B . Quais recursos os usuários estão autorizados a usar.

C . Se as ações de um usuário ou grupo serão ou não registradas no log de eventos.

D . Membros do grupo.

RESPOSTAS E EXPLICAÇÕES

1 - C . Quando um usuário encriptografa um arquivo, o usuário pode abrir e ler o arquivo da mesma forma que qualquer outro arquivo. O usuário não precisar descriptografar o arquivo para poder usá-lo.

2 - D . Nesse caso, Uma policy (diretiva) na OU, Domain (Domínio), ou Site está sobrescrevendo a policy (diretiva) local.

3 - A,B,C,D . Você pode controlar como os usuários são autenticados em uma rede ou computador, quais recursos os usuários estão autorizados a usar, se as ações de um usuário ou grupo serão ou não registradas no log de eventos, e os membros do grupo.

LUCIANO DE LIMA

MCP + MCSA + MCSE +MVP

www.guiamcse.com.br

Dica do Júlio Battisti: “Sem dúvidas um excelente livro. Aborda todos os tópicos para o Exame 70-270, com explicações claras e detalhadas. Ao final de cada unidade, você encontra um teste prático, com 20 questões. O teste prático é uma excelente forma de revisar e consolidar o que foi estudado em cada unidade. Eu recomendo este livro a todos os candidatos que estão se preparando para fazer o Exame 70-270”

O Guia de Certificação MCSE destina-se àqueles que estão preparando-se para os exames de certificação da Microsoft. Tem como objetivo reforçar e esclarecer informações com as quais o estudante já está familiarizado, oferecendo orientações, testes práticos e resumos de tópicos-chave para o exame. Abrangendo a totalidade dos objetivos do Exame de Certificação 70-270 da Microsoft, o livro apresenta 20 questões por capítulo separadas por assunto, em um total de 140 questões, além de dicas e notas sobre os assuntos mais importantes. O leitor poderá conferir: como instalar o Windows XP Professional; como implementar e conduzir a administração de recursos; como implementar, gerenciar, monitorar e solucionar problemas de dispositivos de hardware e drivers; como monitorar e otimizar a performance do sistema e a confiabilidade; como configurar o ambiente de desktop e solucionar problemas; como implementar, gerenciar e solucionar problemas de protocolos de rede e serviços; além de como configurar, gerenciar e solucionar problemas de segurança.

Editora:   Ciência Moderna
ISBN:  8573933321
Ano:  2004
Edição: 1
Número de páginas: 320
Acabamento:  Brochura
Formato: Médio

 

Simulados Gratuitos On Line em Português
Exame Simulados
70-210 Exame 01 :: Exame 02 :: Exame 03
70-215 Exame 01 :: Exame 02 :: Exame 03
70-216 Exame 01 :: Exame 02 :: Exame 03
70-217 Exame 01 :: Exame 02 :: Exame 02
70-218 Exame 01 :: Exame 02
70-228 Exame 01 :: Exame 02
70-290 Exame 01 :: Exame 02 :: Exame 03
Exame Artigos
Geral Preparando-se Para o Exame 70-290 - Parte 3
Geral Preparando-se Para o Exame 70-290 - Parte 2
Geral Preparando-se Para o Exame 70-290 - Parte 1
Geral Mais 10 Dúvidas Freqüentes Sobre Certificações
Geral 10 Dúvidas Freqüentes Sobre Certificações
Geral MCDST – Microsoft Certified Desktop Support Technician
Geral O caminho para as certificações da Microsoft
Geral Como se tornar um MCSE para Windows 2000
Geral Novos tipos de questões para o MCSE 2000 - Parte 1
Geral Novos tipos de questões para o MCSE 2000 - Parte 2
Geral Novos tipos de questões para o MCSE 2000 - Parte 3
Geral Como se tornar um MCSD
Geral Tudo sobre a nova Certificação MCAD
Geral 50 Dicas para os Exames da Microsoft
Geral Saiba Tudo sobre o MCSE - 2003
70-100 70-100: Um exame diferente
70-175 O desafio do exame 70-175
70-176 Exame 70-176: uma prova 'light'?
70-210 Certificando-se em Windows 2000 Professional - Parte 1
70-210 Certificando-se em Windows 2000 Professional - Parte 2
70-210 Certificando-se em Windows 2000 Professional - Parte 3
70-210 Certificando-se em Windows 2000 Professional - Parte 4
70-210 Certificando-se em Windows 2000 Professional - Parte 5
70-215 A hora do exame 70-215 - Parte 1
70-215 A hora do exame 70-215 - Parte 2
70-215 A hora do exame 70-215 - Parte 3
70-218 Como passar no exame do MCSA - 70-218
70-228 Dicas: Exame de Admin. SQL Server: 70-228
70-240 O desafio do exame 70-240
 

VÍDEO-AULAS E-BOOKS LIVROS CURSOS ONLINE CONTEÚDO GRATUITO
  • Access e Banco de Dados
  • Administração e Negócios
  • CAD
  • Concursos Públicos
  • Excel
  • Internet
  • Office
  • Photoshop
  • PowerPoint
  • Programação
  • VBA no Excel
  • Redes e TCP/IP
  • Sistemas Web Prontos
  • VBA no Excel – Sistemas Prontos
  • Hardware e Montagem
  • Vídeo e Áudio
  • CSharp
  • Delphi
  • Webdesign
  • Windows
  • Access e Banco de Dados
  • Área Gráfica
  • BrOffice
  • CAD
  • Carreira e Negócios
  • Certificações Microsoft
  • Concursos Públicos
  • Cultura e Interesse Geral
  • Finanças
  • Excel
  • Formação Pessoal
  • Internet
  • Linux
  • Literatura e Outros
  • Matemática e Física
  • PowerPoint
  • Programação
  • Redes e TCP/IP
  • SAP
  • Vìdeo
  • Webdesign
  • Windows
  • Word e PowerPoint
  • Access e Banco de Dados
  • Aplicativos
  • AutoCAD
  • Carreira e Trabalho
  • Concursos Públicos
  • Criação de Sites e Design
  • Cultura e Interesse Geral
  • Exames de Certificação
  • Excel e Word
  • Finanças e Investimentos
  • Gerenciamento de Projetos
  • Gráficos e CorelDraw
  • Hardware e Montagem
  • Internet
  • Matemática e Física
  • Negócios e Carreira
  • Office 2007
  • PowerPoint
  • Programação
  • Redes e Segurança
  • Segurança
  • Windows e Linux
  • Word
  • Access e Bancos de Dados
  • Carreira e Trabalho
  • Computação Gráfica e Editoração
  • Criação de Lojas Virtuais
  • Criação de Sites e Webdesign
  • Excel
  • Formações Completas
  • Gerenciamento de Projetos
  • Hardware Montagem e Manutenção
  • Programação
  • Redes
  • SAP
  • Windows e Linux
  • Word
  • INSTITUCIONAL

  • Quem somos
  • Garantia de entrega
  • Contato
  • +1500 Artigos e Tutoriais
  • ASP 3.0
  • ASP.NET
  • Access Básico
  • Access Avançado
  • Excel Básico - 120 lições
  • Excel Avançado - 120 lições
  • SQL Server 2005
  • Windows 7
  • Windows XP
  • Windows 2003 Server
  • Windows 2008 Server