[A BÍBLIA DO VBA NO ACCESS]: MACROS E PROGRAMAÇÃO VBA NO ACCESS - CURSO COMPLETO

Páginas: 1164 | Autor: Júlio Battisti | 50% de Desconto e 21 Super Bônus

Você está em: PrincipalTutoriaisRodrigosfreitas : Conhecendocontabilidade027
Quer receber novidades e e-books gratuitos?
›››

FILTRO DE TUTORIAIS:




Operações com Mercadorias – 2.ª Parte

 

Introdução:

 

No tutorial passado aprendemos o principio básico do inventário periódico, no presente tutorial vamos aprofundar um pouco mais sobre tal tipo de inventario.

 

Correção do Exercício:

 

No tutorial passado ficaram os seguintes exercícios, vamos corrigi-lo.

 

1 – Uma empresa fez compras durante um mês que totalizaram R$ 1.000,00, ao elaborar o inventario periódico encontrou-se que o estoque final era de R$ 150,00. Qual foi o custo das mercadorias vendidas no mês?

 

Resposta: Se a empresa comprou R$ 1.000,00 em mercadorias, e ao elaborar o seu inventário periódico percebeu que ainda lhe restaram o equivalente a RS 150,00, ou seja, ela não vendeu o equivalente a R$ 150,00. Logo a diferença R$ 1.000,00 – R$ 150,00 = R$ 850,00 é o que a empresa vendeu, ou seja, o seu CMV ou Custo das Mercadorias Vendidas.

 

2 – Uma empresa tem 420,00 de estoque final, sabendo que cada mercadoria custou R$ 8,00. Quantas unidades de mercadorias a empresa possui em seu estoque?

 

Resposta: se a empresa possui R$ 420,00 em mercadorias, e cada mercadoria custa R$ 8,00. Podemos dizer que a empresa tem em estoque a quantidade 52,5, ou seja, 52 unidades e meia. Mas como isso pode acontecer ?????

 

Imagine que você tenha uma distribuidora de bebidas, e que no inventário periódico você percebeu que lhe sobraram 52 caixas cheias e uma caixa que só tinha a metade das cervejas.

 

Vamos voltar nesse exercício ainda neste tutorial.

 

3 – Considere o seguinte balanço:

 

 

Contabilize as seguintes operações:

 

1 – Recebimento de clientes no valor de R$ 200,00

2 – Compra de 20 unidades de mercadorias por R$ 2.000,00 a prazo.

3 – Venda no valor de R$ 200,00 a vista.

4 – Venda no valor de R$ 600,00 a prazo.

5 – Venda no valor de R$ 300,00 a prazo.

6 – Venda no valor de R$ 500,00 a vista.

 

OBSERVAÇÂO: Na elaboração do inventário periódico, sobraram em estoque 5 unidades de mercadorias. (Lembrem-se que cada unidade de mercadoria custou R$ 100,00, logo temos que apurar quanto tem de estoque final).

 

Façam as contabilizações acima e apurem o CMV de acordo com os dados do inventário periódico acima. Após façam o Balanço Patrimonial da empresa no período.

 

 

Até esse ponto temos contabilizada todas as nossas operações.

 

Para efetuarmos o encerramento do período (também conhecido como zeramento das contas de resultado), precisaríamos saber quanto foi o Custo das Mercadorias Vendidas (CVM), como não sabemos diretamente esse valor (nos exercícios anteriores era passado o mesmo), temos que chegar a ele através dos dados do inventário.

 

O primeiro passo seria saber quanto nós temos em estoque final, pelo enunciado acima sabemos que temos 5 unidades. Sabendo que a empresa comprou 20 unidades por R$ 2.000,00, sabemos que cada unidade custou a empresa R$ 100,00.

 

De posso dos dados acima, podemos chegar ao CMV de duas maneiras, a primeira pela quantidade das mercadorias, e a segunda pelo valor.

 

Vamos achar o CMV pelas quantidades primeiros:

 

Tínhamos 20 unidades, e agora temos 5, significa que foram vendidas 15 unidades, se cada unidade custou R$ 100,00 o Custo das Mercadorias Vendidas foi de R$ 1.500,00

 

Achando o CMV pelo valor, seria assim:

 

Temos 5 unidades em nosso estoque, que totalizam R$ 500,00. Se tínhamos R$ 2.000,00 em mercadorias, significa que R$ 1.500,00 em mercadorias foram vendidas. Ou seja, nosso CMV foi de R$ 1.500,00.

 

Feito isso já sabemos o valor do nosso CMV, podemos fazer o lançamento e zerar as contas de resultados que ficaria da seguinte forma:

 

 

Feito isso podemos fazer o balanço patrimonial que ficaria da seguinte forma:

 

 

Vamos continuar nosso estudo sobre o inventário permanente.

 

Avaliação do Estoque:

 

No exercício acima disse que iríamos voltar a falar dele, para melhor compreensão segue ele abaixo.

 

2 – Uma empresa tem 420,00 de estoque final, sabendo que cada mercadoria custou R$ 8,00. Quantas unidades de mercadorias a empresa possui em seu estoque?

 

Resposta: se a empresa possui R$ 420,00 em mercadorias, e cada mercadoria custa R$ 8,00. Podemos dizer que a empresa tem em estoque a quantidade 52,5, ou seja, 52 unidades e meia. Mas como isso pode acontecer ?????

 

Imagine que você tenha uma distribuidora de bebidas, e que no inventário periódico você percebeu que lhe sobraram 52 caixas cheias e uma caixa que só tinha a metade das cervejas.

 

Vamos voltar nesse exercício ainda neste tutorial.

 

Percebam que eu disse que a empresa tinha R$ 420,00 de estoque final em mercadorias, só que na verdade isso não é assim, ou seja, a pessoa conta as mercadorias e diz: - “olha eu tenho 52,5 caixa de cerveja em estoque”. E cabe ao contador avaliar tal estoque, isso porque existem regras claras quanto a avaliação dos estoques, as quais veremos mais adiante.

 

Mas como o contador faz a avaliação do estoque? Acima eu disse que cada mercadoria custava R$ 8,00, mas como se chega a esse valor?

 

Para complicar ainda mais a situação imagine que uma empresa fez as seguintes compras, e todas as compras são referentes a um único tipo de mercadoria, por exemplo, caixa de cervejas:

 

No dia 02 – Compra de 100 caixas de mercadorias por R$ 1.000,00

No dia 03 – Compra de 300 caixas de mercadorias por R$ 3.500,00

No dia 05 – Compra de 100 caixas de mercadorias por R$ 1.200,00

No dia 10 – Compra de 400 caixas de mercadorias por R$ 3.800,00

No dia 20 – Compra de 100 caixas de mercadorias por R$ 1.300,00

No dia 25 – Compra de 80 caixas de mercadorias por R$ 640,00.

 

Podemos perceber que em cada compra cada caixa de cerveja teve um valor diferente, na compra do dia 02 cada caixa custou R$ 10,00, na compra do dia 03 cada caixa custou R$ 11,67, na compra do dia 10, cada caixa custou R$ 9,50 e assim por diante até a ultima.

 

Quando fazemos o inventário periódico consideramos que as ultimas unidades são referentes as ultimas compras, fazemos assim basicamente por dois motivos, a primeira é por uma imposição legal, ou seja, somos obrigados (vamos entender por que disso nos próximos tutoriais) e o outro motivo é por facilidade, pois basta que você ache a ultima nota de compra do mês, para que você possa avaliar o seu estoque (imagine uma empresa com mais de 1.000 notas ficais durante um mês, é muito mais fácil você achar a ultima nota do que a uma nota fiscal no meio ou do inicio do mês).

 

Bom, já sabendo que no inventário periódico o estoque é avaliado pelo ultima compra, no exercício acima eu disse que tinha sobrado R$ 420,00 em mercadorias, e que cada mercadoria custava R$ 8,00, igual ao exemplo de compras acima, 80 caixas dividido pelo preço que é de R$ 640,00 que resulta em R$ 8,00 cada caixa (será assim que será calculado o inventário a partir de agora).

 

Na contagem física do estoque chegamos a quantidade de 52 caixa e meia, sabendo que cada caixa custa R$ 8,00, 52 caixa é igual a R$ 416,00 e se cada caixa custa 8, meia caixa custa R$ 4,00, a soma dos dois é igual a R$ 420,00.

 

Agora vamos considerar que sobraram 100 caixas, como vamos avalia-la?

 

Se sobraram 100 caixas, de acordo com a regra acima podemos dizer que as 80 caixas da ultima compra ainda estão no estoque, ou seja, ainda não foram vendidas, já identificamos 80 caixas das 100 faltam 20 caixas, que serão avaliadas pela penúltima compra que foi 100 caixas por R$ 1.300,00, nessa ultima compra cada caixa custou 13,00.

 

Bom sabendo que da última compra não foi vendido nada, podemos dizer as 80 caixas avaliadas a R$ 640,00 ainda estão no estoque e que 20 caixas a R$ 13,00 cada totalizam R$ 260,00. Logo nosso estoque final é de R$ 900,00 que é igual a soma de R$ 640,00 mais R$ 260,00. Certo?

 

Para complicar ainda mais, de acordo com os dados das compras acima, imagine que cada caixa possui 20 garrafas de cervejas, e que sobraram em estoque 210 caixas e mais 4 unidades (garrafas) quanto seria o nosso estoque final?

 

Bom, 80 caixas custaram R$ 640,00.

100 caixas custaram R$ 1.300,00.

 

Já temos 180 caixas avaliadas. Faltam 30 caixas e 4 unidades.

 

Temos que ir então até a compra do dia 10 que foi de 400 caixas por 3.800,00, logo cada caixa custou R$ 9,50, 30 caixas dessa compra equivale a R$ 285,00.

 

Falta ainda as 4 unidades, simples, sabendo que cada caixa possui 20 garrafas e que cada caixa custou R$ 9,50, se dividirmos a quantidade de 20 garrafas pelo preço de cada caixa temos o valor de cada unidade que é igual a R$ 0,48 (aproximadamente), logo, 4 unidades é igual a R$ 1,92.

 

Nosso estoque final é de R$ 2.226,92 (640,00 + 1.300,00 + 285,00 + 1,92).

 

O importante é lembrar que temos que ir avaliando cada unidades ou grupo (caixa) de mercadoria de acordo com a ultima compra, se for necessário temos que ir retroagindo a penúltima, antepenúltima compra e assim por sucessivamente até conseguirmos avaliarmos todo o nosso estoque. Ok?

 

Afim de terminarmos o presente tutorial, vamos aprender a calcular o CMV, considerando agora a situação de quando a empresa já possui um estoque inicial.

 

Considere o seguinte:

 

Uma empresa não tinha nada de estoque, e num determinado mês uma empresa comprou R$ 2.000,00 em mercadorias, de acordo com os dados levantados no inventário periódico no final do mesmo mês, o contador chegou a conclusão de que o estoque final era de R$ 100,00. Podemos chegar a conclusão de que o CMV no período foi de R$ 1.900,00.

 

No outro mês as compras da mesma mercadoria foi de R$ 1.000,00, e o estoque final foi avaliado por R$ 200,00. Quanto foi o CMV desse mês?

 

O CMV desse mês foi de R$ 900,00.

 

Mas porque?

 

Para explicar isso vamos exemplificar de duas maneiras, a primeira fazendo a contabilização num razonete e a segunda utilizando unidades ao invés de valores, vamos a primeira exemplificação:

 

Inicialmente a empresa não tinha nada de estoque, logo nosso razonete ficaria da seguinte forma:

 

 

Ai ela fez uma compra de R$ 2.000,00, nosso razonete ficaria da seguinte forma:

 

 

No final do primeiro mês, chegamos a conclusão de que só haviam R$ 100,00 em estoque, chamamos tal valor de estoque final ou Ef, de acordo com o inventário periódico, logo o nosso CMV foi de R$ 1.900,00, assim nosso razonete ficaria da seguinte forma:

 

 

Os R$ 100,00 acima de Estoque Final, é o resultado das compras (R$ 2.000,00) menos o CMV (R$ 1.900,00).

 

Agora já no outro mês a primeira operação que aconteceu foi a compra de mais R$ 1.000,00 em mercadorias, nosso razonete ficaria da seguinte forma:

 

 

Percebam que o nosso estoque inicial agora é de R$ 100,00 que é o mesmo valor do estoque final do mês anterior. O total de mercadorias que temos em estoque agora é de R$ 1.100,00.

 

Chega o final do mês e chegamos a conclusão que temos R$ 200,00 de estoque final desse mês. Bom se tínhamos R$ 1.100,00 de mercadorias em estoque e sobraram somente R$ 200,00, chegamos a conclusão de que o nosso CMV do período foi de R$ 900,00 (1.100 – 200 = 900).

 

Certo?

 

Outro modo de explicar isso seria usando unidades de mercadorias, imagine que você não tenha nenhuma unidade de mercadoria, comprou 20, ai você vendeu algumas dessas unidades e no final do mês percebe que só lhe sobraram 1 unidades, logo você vendeu 19 unidades.

 

Você tem 1 unidades comprou mais 10, ficou com 11 unidades, no final do mês você tem somente 2 unidades, quer dizer que você vendeu 9 unidades.

 

Certo?

 

Tentem resolver o seguinte exercício, no próximo tutorial faremos a correção:

 

Exercício:

 

1 – Uma empresa fez as seguintes compras durante um mês:

 

100 unidades por R$ 300,00

50 unidades por R$ 250,00

40 unidades por R$ 500,00

80 unidades por R$ 600,00

 

Responda as seguintes questões:

  1. Se só sobraram 20 unidades quanto é o valor do estoque final?
  2. Considerando os dados da questão A, de quanto foi o CMV do período?
  3. Sobraram 140 unidades, quanto é o estoque final e quanto foi o CMV?
  4. Sobraram 173 unidades, quanto é o estoque final e quanto foi o CMV?

 

2 – Uma empresa fez as seguintes compras durante o mês?

 

100 unidades por R$ 300,00

50 unidades por R$ 250,00

50 unidades por R$ 500,00

80 unidades por R$ 600,00

  1. O CMV do período foi de 950,00, quanto foi o estoque final?
  2. No outro mês a empresa fez mais as seguintes compras:

50 unidades por R$ 120,00

40 unidades por R$ 180,00

60 unidades por R$ 120,00

80 unidades por R$ 150,00

  1. O estoque final desse outro mês foi de R$ 190,00, quanto foi o CMV?
  2. E quantas unidades de mercadorias sobraram?

Até a próxima.

Best Sellers de Excel do Julio Battisti

Todos com Vídeo Aulas, E-books e Planilhas de Bônus!

Aprenda com Júlio Battisti:
Excel 2010 Básico em 140 Lições - Através de Exemplos Práticos - Passo a Passo

 Aprenda com Júlio Battisti: Excel 2010 Básico em 140 Lições - Através de Exemplos Práticos

 

Autor: Júlio Battisti | Páginas: 540 | Editora: Instituto Alpha

 

[Livro]: Aprenda com Júlio Battisti: Excel 2010 Básico em 140 Lições - Através de Exemplos Práticos

Aprenda com Júlio Battisti: Excel 2010 Avançado, Análise de Dados, Tabelas Dinâmicas, Funções Avançadas, Macros e Programação VBA - Passo a Passo

Livro: Aprenda com Júlio Battisti: Excel 2010 Avançado, Análise de Dados, Tabelas Dinâmicas, Funções Avançadas, Macros e Programação VBA - Passo a Passo

 

Autor: Júlio Battisti | Páginas: 952 | Editora: Instituto Alpha

 

Livro: Aprenda com Júlio Battisti: Excel 2010 Avançado, Análise de Dados, Tabelas Dinâmicas, Funções Avançadas, Macros e Programação VBA - Passo a Passo

Aprenda com Júlio Battisti: Macros e Programação VBA no Excel 2010 Através de Exemplos Práticos e Úteis - Passo a Passo

 

[LIVRO]: Aprenda com Júlio Battisti: Macros e Programação VBA no Excel 2010 Através de Exemplos Práticos e Úteis - Passo a Passo

 

Autor: Júlio Battisti | Páginas: 1124 | Editora: Instituto Alpha

 

[LIVRO]: Aprenda com Júlio Battisti: Macros e Programação VBA no Excel 2010 Através de Exemplos Práticos e Úteis - Passo a Passo

Aprenda com Júlio Battisti: Excel 2010 - Curso Completo - Do Básico ao Avançado, Incluindo Macros e Programação VBA - Através de Exemplos Práticos

 

[A BÍBLIA DO EXCEL]: Aprenda com Júlio Battisti: Excel 2010 - Curso Completo - Do Básico ao Avançado, Incluindo Macros e Programação VBA - Através de Exemplos Práticos Passo a Passo

 

Autor: Júlio Battisti | Páginas: 1338 | Editora: Instituto Alpha

 

[A BÍBLIA DO EXCEL]: Aprenda com Júlio Battisti: Excel 2010 - Curso Completo - Do Básico ao Avançado, Incluindo Macros e Programação VBA - Através de Exemplos Práticos Passo a Passo

Todos os livros com dezenas de horas de vídeo aulas de bônus, preço especial (alguns com 50% de desconto). Aproveite. São poucas unidades de cada livro e por tempo limitado.

Dúvidas?

Utilize a área de comentários a seguir.

Me ajude a divulgar este conteúdo gratuito!

Use a área de comentários a seguir, diga o que achou desta lição, o que está achando do curso.
Compartilhe no Facebook, no Google+, Twitter e Pinterest.

Indique para seus amigos. Quanto mais comentários forem feitos, mais lições serão publicadas.

Quer receber novidades e e-books gratuitos?
›››

Novidades e E-books grátis

Fique por dentro das novidades, lançamento de livros, cursos, e-books e vídeo-aulas, e receba ofertas de e-books e vídeo-aulas gratuitas para download.



Institucional

  • Quem somos
  • Garantia de Entrega
  • Formas de Pagamento
  • Contato
  • O Autor
  • Endereço

  • Júlio Battisti Livros e Cursos Ltda
  • CNPJ: 08.916.484/0001-25
  • Rua Vereador Ivo Cláudio Weigel, 537 Universitário
  • Santa Cruz do Sul/RS
  • CEP 96816-208
  • Todos os direitos reservados, Júlio Battisti 2001-2017 ®

    [LIVRO]: MACROS E PROGRAMAÇÃO VBA NO EXCEL 2010 - PASSO-A-PASSO

    APRENDA COM JULIO BATTISTI - 1124 PÁGINAS: CLIQUE AQUI