[A BÍBLIA DO VBA NO ACCESS]: MACROS E PROGRAMAÇÃO VBA NO ACCESS - CURSO COMPLETO

Páginas: 1164 | Autor: Júlio Battisti | 50% de Desconto e 21 Super Bônus

Você está em: PrincipalArtigosWindows 2003 Server › Capítulo 07 : 03
Quer receber novidades e e-books gratuitos?
›››
« Lição anterior Δ Página principal ¤ Capítulos Próxima lição »
WINDOWS 2003 SERVER - CURSO COMPLETO
Autor: Júlio Battisti


Promoção: Livro Windows Server 2012 R2 e Active Directory - Curso Completo, 2100 Páginas. Tudo para você se tornar um administrador de redes altamente qualificado para o mercado de trabalho e levar a sua carreira para o próximo nível!

Promoção: Livro Windows Server 2012 R2 e Active Directory

Curso Completo, 2100 páginas. Tudo para você se tornar um administrador de redes altamente qualificado para o mercado de trabalho e levar a sua carreira para o próximo nível!


Lição 075 - Capítulo 07 - Fundamentos em: Consoles instalados com o Windows Server 2003

Pré-Requisitos: Conhecimento dos conceitos de MMC e Snap-in.

Metodologia: Apresentar os consoles instalados com o Windows Server 2003.

Técnica: Descrição básica de cada um dos consoles.

Ao instalar o Windows Server 2003, é instalado um conjunto de consoles pré-configurados, os quais são utilizados para uma variedade de tarefas administrativas. Neste tópico descreverei brevemente os consoles instalados com o Windows Server 2003 e indicarei o capítulo onde as funções associadas com cada console serão estudadas em mais detalhes.

Todos os consoles de administração, instalados com o Windows Server 2003, estão disponíveis através do menu Iniciar -> Ferramentas administrativas (Start -> Administrative tools), conforme indicado na Figura 7.10


Figura 7.10 Consoles instalados durante a instalação do Windows Server 2003.

A seguir apresento uma breve descrição de cada um destes consoles:

  • Certification Authority: Este console é utilizado para gerenciar servidores com o Microsoft Certification Services instalado. Com o Microsoft Certification Services, as empresas podem criar e gerenciar seus próprios certificados digitais, sem depender de uma autoridade certificadora externa. O Microsoft Certification Services fornece todos os recursos necessários para a implementação de uma estrutura de segurança baseada em certificados digitais. O uso de certificados digitais é recomendado para ambientes altamente seguros, onde questões como autenticação de usuários são fatores preponderantes. No Capítulo 19 falarei sobre as configurações de segurança relacionadas a certificados digitais.
  • Cluster administrator: Um cluster é um conjunto de dois ou mais servidores que atuam em conjunto, aparecendo para os usuários como se fossem um único servidor. Cluster de servidores são utilizados para fornecer redundância (quando um dos servidores fica fora do ar, os serviços continuam sendo disponibilizados pelos demais servidores do cluster) e também para balanceamento de carga, onde as requisições dos clientes são distribuídas entre os servidores do cluster para obter um bom desempenho.
  • Component services: Este console é utilizado para o registro e gerenciamento de componentes de software. Toda a estrutura e o modelo do Framework .NET é baseado na criação de programas baseados em componentes. Por exemplo, um componente pode ser criado com o fim específico de fazer a validação de números de cartão de crédito. Este componente pode ser registrado no servidor e utilizado por quaisquer programas que precisem da funcionalidade de validação de números de cartão de crédito. Isso evita que a mesma funcionalidade tenha que ser codificada repetidas vezes, em cada aplicação onde ela for necessária. Isso também simplifica a atualização dos componentes. Os puristas de “orientação a objetos” que me perdoem, mas isso é reaproveitamento de código na prática, um dos pilares fundamentais da orientação a objetos. No Framework .NET, é recomendada a utilização dos chamados Web Services, como infra-estrutura para disponibilização e utilização de componentes de software. No Capítulo 25 falarei um pouco mais sobre o Framework .NET, Web Services e o desenvolvimento de aplicações no Windows Server 2003.

Para informações detalhadas sobre o Framework .NET, seus elementos, o conceito de Web Services e o desenvolvimento de aplicações Web baseadas na linguagem ASP.NET, consulte o livro: “ASP.NET: Uma Nova Revolução na Criação de Sites e Aplicações Web”.

  • Computer management: Este é um dos consoles mais completos e oferece acesso a uma série de opções de configurações do computador. Vou descrever as opções deste console separadamente.

System Tools – Event Viewer: Esta opção fornece acesso aos logs de auditoria do sistema. Nos logs de auditoria ficam uma série de informações, tais como quem fez o logon no computador, quis serviços foram iniciados corretamente. Se houve erros na iniciação de um ou mais serviços também é gravado um evento no log de auditoria. Alguns eventos são salvos automaticamente e outros precisam ser configurados pelo administrador, para que sejam gravados no logo de auditoria. Por exemplo, o acesso a pastas e arquivos não é gravado, por padrão, nos logs de auditoria. O administrador pode configurar para que o acesso a determinadas pastas e/ou arquivos seja auditado. Por padrão estão disponíveis três categorias de log: Application, Security e System. Descreverei os logs de auditoria em detalhes no Capítulo 13.

System Tools – Shared Folders: Esta opção é utilizada para administrar as pastas compartilhadas no servidor. Você tem opção de exibir os compartilhamentos existentes, quais seções foram estabelecidas com cada pasta compartilhada e quais os arquivos estão abertos no momento. Você também tem opção de desconectar os usuários, enviar um aviso aos usuários conectados, etc. Você aprenderá a utilizar esta opção no Capítulo 11.

System Tools – Local Users and Groups: Esta opção dá acesso a lista de contas de usuários e grupos locais do computador. Para computadores configurados como DCs, esta lista não estará acessível. Para DCs somente está acessível a lista de contas de usuários e grupos do domínio ao qual pertence o DC. Para computadores configurados como Member Servers ou como Standalone Servers (servidores que não fazem parte de um domínio), estará disponível uma lista de usuários e grupos locais, lista esta que é administrada através das opções da pasta Local Users and Groups. Você aprenderá a utilizar esta opção no Capítulo 9.

System Tools – Performance Logs and Alerts: Com esta opção você pode coletar dados sobre a desempenho do servidor local ou de um servidor remoto, através da rede. É possível visualizar os dados obtidos usando o Monitor do Sistema (System Monitor), o qual estudaremos no Capítulo 14. Os dados também podem ser exportados para uma planilha de dados como o Excel ou para um banco de dados como o Microsoft Access, o que facilita a criação de relatórios personalizados.

System Tools – Device Manager: Esta opção é o mesmo “Gerenciador de Dispositivos”, utilizado para o gerenciamento dos dispositivos de Hardware do computador. Você pode utilizar esta opção para resolver problemas com drivers que não estão funcionando, para desabilitar/habilitar determinados dispositivos e para fazer com que o Windows Server 2003 faça uma nova detecção de Hardware, na busca de novos dispositivos que tenham sido instalados.

Storage – Removable Storage: Esta opção fornece facilidades para que o administrador possa fazer o gerenciamento das mídias de armazenamento, tais como fitas de backup e discos ópticos, bem como o gerenciamento das bibliotecas de armazenamento em hardware, tais como jukeboxes. Com o uso desta opção é possível fazer com que múltiplos programas que precisam de acesso aos dados, compartilhem as mesmas mídias de armazenamento, o que reduz custos e simplifica a administração.

Storage – Disk Defragmenter: Esta opção dá acesso ao utilitário de desfragmentação de discos e volumes. A medida que arquivos vão sendo gravados e excluídos em um volume, começa um processo conhecido como fragmentação. No processo de fragmentação, partes do mesmo arquivo são gravadas em pontos diferentes do disco rígido. O resultado prático a medida que a fragmentação aumenta é que o desempenho do volume como um todo começa a cair. Com o utilitário de desfragmentação é possível reduzira a fragmentação em um volume, melhorando novamente o desempenho. Você aprenderá a utilizar este utilitário no Capítulo 10.

Storage – Disk Management: Esta opção é utilizada para fazer o gerenciamento de discos e volumes. Com esta opção é possível criar novos volumes, formata-los. Também é possível criar volumes com redundância à falhas, como por exemplo volumes espelhados e volumes do tipo Raid-5. No Capítulo 10 você aprenderá sobre os diferentes tipos de volumes existentes no Windows Server 2003 e aprenderá a utilizar esta opção para criar novos volumes, gerenciar os volumes existentes, formatar volumes e excluir volumes.

Services and Applications – Telephony: O Windows Server 2003 fornece uma API (Application Program Interface) para integração entre o computador e sistemas de telefonia. Esta API é conhecida como TAPI - Telephony Application Programming Interface. Através da opção Services and Applications – Telephony, o administrador pode gerenciar as configurações da TAPI no servidor local ou em um servidor remoto. Através desta opção você também pode gerenciar os dispositivos de comunicação instalados no servidor, como por exemplo uma placa da fax-modem.

Services and Applications – Services: Esta opção fornece acesso aos serviços instalados no computador. Um serviço é um programa que fica ativo na memória do servidor, normalmente com a função de atender requisições dos clientes. Por exemplo, o IIS fornece um serviço de hospedagem de páginas Web, o qual após inicializado, fica respondendo a requisições dos clientes para acesso a páginas Web. Existe um serviço que permite o compartilhamento de arquivos (pastas compartilhadas), outro que permite a resolução de nomes (DNS ou WINS) e assim por diante. Através desta opção você pode configurar os diversos serviços instalados no computador. Por exemplo, um serviço pode ser configurado para inicializar automaticamente uma vez que o servidor seja ligado. Com isso mesmo que não seja feito o logon no servidor, o serviço será inicializado automaticamente e responderá às requisições dos clientes. Em diversos capítulos deste livro você utilizará as opções de gerenciamento de serviços.

Services and Applications – WMI Control: Windows Management Instrumentation (WMI) é um serviço disponível no Windows Server 2003, o qual é utilizado para disponibilizar informações sobre os computadores da rede. Estas informações são utilizadas, normalmente, para funções de gerenciamento e administração remota. Um exemplo de inovação do Windows Server 2003 em relação ao padrão WMI, é a possibilidade de aplicar políticas de segurança (GPOs), com base em filtros WMI. Por exemplo, você pode usar um filtro WMI para obter a lista de estações de trabalho da sua rede, as quais tem processador inferior a Pentium de 350 Mhz e menos de 128 MB de RAM. Com base no resultado do filtro WMI você pode aplicar um conjunto de políticas de segurança para este conjunto de computadores. Falarei sobre Políticas de Segurança no Capítulo 18.

Services and Applications – Indexing Service: Esta opção permite que você faça o gerenciamento do serviço de indexação do Windows Server 2003 – Indexing Service. Este serviço extrai informações de um conjunto de documentos e organiza estas informações para que seja fácil pesquisar o conjunto de documentos, com base nas informações extraídas pelo serviço de indexação. As pesquisas podem ser feitas usando a opção Iniciar -> Localizar (Start -> Search), pode ser um formulário de pesquisa do serviço de indexação ou uma página Web, criada em ASP ou ASP.NET,  programada para pesquisar um conjunto de documentos. As pesquisas podem ser feitas com base no conteúdo dos documentos ou com base em informações tais como data de alteração, nome do autor, etc. Após a criação do índice você pode pesquisar os documentos com base em palavras, expressões, frases ou propriedades dos documentos. Por exemplo, você pode pesquisar todos os documentos que contenham a expressão Access 97 ou que contenham as palavras Macros e Excel. O serviço de indexação retorna uma lista dos documentos que atendem aos critérios pesquisados. Para abrir um deste documentos basta dar um clique duplo no respectivo documento.

  • Configure Your Server Wizzard: Esta opção abre um assistente para configuração do seu servidor. Este assistente é utilizado para definir um conjunto de configurações, com base no papel que o servidor for desempenhar na rede. Por exemplo, as configurações definidas para um servidor Web são diferentes das configurações definidas para um servidor que atuará como servidor de arquivos e de impressão. Para cada função que o servidor irá desempenhar existe um conjunto de configurações otimizadas para a respectiva função. Este assistente define, automaticamente, o conjunto de configurações ideais, com base na função que o servidor irá desempenhar. As funções mais comuns que um servidor Windows Server 2003 pode desempenhar em uma rede, estão descritas a seguir:

Controlador de Domínio – DC

Servidor de arquivos

Servidor de impressão

Servidor de aplicações

Servidor de e-mail

Servidor de banco de dados

Servidor de Terminal Services

Servidor de Acesso Remoto e VPN

Servidor DNS

Servidor DHCP

Servidor WINS

Servidor de conteúdo de mídia

Servidor Web

  • Data Sources (ODBC): Esta opção é utilizada para o gerenciamento de fontes de dados ODBC. O padrão ODBC foi e continua sendo muito utilizado. É uma maneira de facilitar o acesso dos programas a diferentes fontes de dados. O Administrador cria uma fonte ODBC e os programas se comunicam com a fonte ODBC e não diretamente com a fonte de dados. Este padrão vem sendo menos utilizado, após o lançamento do padrão OLE-DB, o qual é o padrão recomendado pela Microsoft e padrão oficial no Framewor .NET. Com a opção Data Sources (ODBC), o administrador pode criar novas fontes ODBC, alterar as fontes existentes e excluir fontes que não sejam mais necessárias.
  • Distributed File System: O Distributed File System (DFS) é utilizado para simplificar e consolidar o acesso a múltiplas pastas compartilhas na rede. Com o DFS é possível através de um único drive de rede, ter acesos a diversos compartilhamentos, localizados em diferentes servidores. Também é possível criar uma ou mais réplicas de um compartilhamento para fornecer redundância. As configurações do DFS são feitas através desta opção e serão vistas no Capítulo 17.
  • Event Viewer: Esta opção fornece acesso aos logs de auditoria do sistema. Nos logs de auditoria ficam uma série de informações, tais como quais usuários  fizeram o logon no computador, quais serviços foram iniciados corretamente e assim por diante. Se houve erros na iniciação de um ou mais serviços também é gravado um evento no log de auditoria. Alguns eventos são salvos automaticamente e outros precisam ser configurados pelo administrador, para que sejam gravados no logo de auditoria. Por exemplo, o acesso a pastas e arquivos não é gravado, por padrão, nos logs de auditoria. O administrador pode configurar para que o acesso a determinadas pastas e/ou arquivos seja auditado. Por padrão estão disponíveis três categorias de log: Application, Security e System. Descreverei os logs de auditoria em detalhes no Capítulo 13. Este é o mesmo console acessado através da opção “System Tools – Event Viewer” do console Computer Management (Gerenciamento do Computador).
  • Licensing: Este console é utilizado para gerenciamento das licenças e do tipo de licenciamento utilizado pelo servidor. Estão disponíveis os tipos de licenciamento Per Server e Per Device. A seguir descrevo as diferenças entre os dois modos de licenciamento:

    - Per Server (Por Servidor): Esta forma de licenciamento é mais indicado para pequenas empresas, nas quais existe um único servidor com o Windows Server 2003 instalado. Com este tipo de licenciamento, o número de licenças define o número máximo de usuários conectados simultaneamente ao servidor. Se o número máximo de conexões for atingido e mais um usuário tentar acessar um recurso no servidor, este último usuário não conseguirá fazer a conexão e receberá uma mensagem de erro. O número de licenças (e conseqüentemente de conexões simultâneas) é definido pelo número de CAL – Client Access Licencio que você adquiriu, Ao comprar o Windows Server 2003 este já vem com um determinado número de licenças. Se você precisar de um número maior de licenças, deverá adquirir mais CALs, de acordo com o número de licenças que for necessário.

    - Per Device (Por Dispositivo): Neste modo de licenciamento, uma CAL é necessária para cada estação de trabalho que faz a conexão com o servidor, independentemente de quantas conexões esta estação de trabalho venha a estabelecer com o servidor. Os clientes podem ser estações de trabalho baseadas no Windows ou em outro sistema operacional, como por exemplo um aplicativo em uma estação de trabalho Linux, acessando dados de um banco de dados SQL Server, em um servidor com o Windows Server 2003. Por exemplo, se a rede da sua empresa tem 1000 máquinas, você deve adquirir 1000 CALs, uma para cada estação de trabalho. O preço de uma CAL para este modo de licenciamento é maior do que para o Per Server, mas em compensação com uma única CAL, a estação de trabalho pode acessar recursos em qualquer servidor que esteja utilizando o licenciamento Per Device

  • Local Security Police: Este console é utilizado para definir as configurações das políticas de segurança locais do servidor. Se o servidor fizer parte de um domínio, ele receberá as políticas de segurança do domínio e também as políticas de segurança locais. Pode até haver conflito entre as duas políticas. Neste caso, qual política irá prevalecer, depende das configurações feitas nas políticas de segurança do domínio. As políticas de segurança local permitem a definição de uma série de configurações de segurança, tais como: quais contas de usuário podem fazer o logon localmente, quais contas de usuário podem acessar o computador através da rede, se o botão Desligar deve estar habilitado ou não durante o logon, quais contas de usuário podem acessar o drive de disquete e assim por diante. São centenas de configurações, as quais serão vistas no decorrer deste livro.
  • Manage Your Sever: Este é um verdadeiro centro de configuração. Através desta opção você pode configurar diversos serviços do seu servidor. Esta opção é aberta, automaticamente, no primeiro logon após a instalação do Windows Server 2003 e continua sendo aberta a menos que você marque a opção Não mostrar esta página durante o logon (Don’t display this page at logon). Nesta página você tem acesso a configurações de impressão, de terminal services, você pode adicionar novas funções ao servidor. Você também tem acesso aos links de ajuda e suporte via Internet do Windows Server 2003.
  • Microsoft .NET Framework 1.1 Configuration e Microsoft .NET Framework 1.1 Wizzards: Estas opções são utilizadas para configuração e administração do Framework .NET. O Framework .NET é que dá suporte ao desenvolvimento de aplicações .NET, baseadas em conceitos tais como Web Services. No Capítulo 25 falarei um pouco mais sobre o Framework .NET.
  • Network Load Balancing Manager: Este console é utilizado para configurar o Software de balanceamento de cargas da Microsoft. Este software normalmente é utilizado em um cluster de servidores para distribuir as requisições dos clientes de uma maneira uniforme entre os diversos servidores do cluster.
  • Performance: Este console é utilizado para coletar dados sobre o desempenho dos elementos de hardware e software do servidor. Por exemplo, posso fazer medidas para saber a taxa de ocupação dos processadores, da memória RAM, do arquivo de paginação, das interfaces de rede e assim por diante. Os dados coletados podem ser exibidos na forma de relatórios e gráficos. Você aprenderá a utilizar este console no Capítulo 14.
  • Remote Desktops: Com este console o administrador pode criar conexões para múltiplos servidores e administra-los remotamente. As conexões podem ser criadas via Terminal Services (Windows 2000 Server e Windows Server 2003) ou utilizando a funcionalidade de Desktop Remoto (Windows Server 2003). Com o uso de Desktop Remoto, o administrador tem acesso a Área de trabalho (Desktop) de um servidor remotamente.
  • Route and Remote Access: Este console permite a administração de um servidor no qual está instalado o serviço Routing and Remote Access (RRAS). Com o uso do RRAS você pode transformar um servidor com o Windows Server 2003 em servidor de comunicação remota. Um usuário com um Notebook e uma linha telefônica pode discar para o servidor RRAS, fazer o logon no domínio e ter acesso a todos os recursos da rede, apenas com a diferença que a velocidade de conexão é definida pela linha que o usuário utilizou para fazer a discagem. No Capítulo 17 você aprenderá mais detalhes sobre a instalação, configuração e administração do RRAS.
  • Services: Esta opção fornece acesso aos serviços instalados no computador. Um serviço é um programa que fica ativo na memória do servidor, normalmente com a função de atender requisições dos clientes. Por exemplo, o IIS fornece um serviço de hospedagem de páginas Web, o qual após inicializado, fica respondendo a requisições dos clientes para acesso a páginas Web. Existe um serviço que permite o compartilhamento de arquivos (pastas compartilhadas), outro que permite a resolução de nomes (DNS ou WINS) e assim por diante. Através desta opção você pode configurar os diversos serviços instalados no computador. Por exemplo, um serviço pode ser configurado para inicializar automaticamente uma vez que o servidor seja ligado. Com isso mesmo que não seja feito o logon no servidor, o serviço será inicializado automaticamente e responderá às requisições dos clientes. Em diversos capítulos deste livro você utilizará as opções de gerenciamento de serviços. Este é o mesmo console que é aberto através da opção Services and Applications – Services, do console Gerenciamento do Computador (Computer Management).
  • Terminal Services Licensing, Terminal Services Configuration e Terminal Services Manager: Estes consoles são utilizados para administração e gerenciamento do Terminal Services. Somente estarão disponíveis se o Terminal Services estiver instalado. No Capítulo 17 você irá estudar o terminal services em detalhes.

A medida que você instala novos serviços, novos consoles são adicionados a opção Administrative tools (Ferramentas administrativas). Por exemplo, quando você instala o DNS, um console DNS é adicionado, quando você instala o DHCP, um console para gerenciamento do DHCP é instalado e assim por diante.

Se você trabalha seguidamente com um determinado console, você pode facilmente adicionar um atalho para o referido console na sua Área de trabalho. Para isso siga os seguintes passos:

1.         Clique em Iniciar -> Ferramentas Administrativas (Start -> Administrative Tolls).

2.         Clique com o botão direito do mouse no console desejado.

3.         No menu de opções que é exibido clique em: Enviar para -> Área de trabalho (Criar atalho) (Send to -> Desktop (Create Shortcut)).


Promoção: Livro Windows Server 2012 R2 e Active Directory - Curso Completo, 2100 Páginas. Tudo para você se tornar um administrador de redes altamente qualificado para o mercado de trabalho e levar a sua carreira para o próximo nível!

Promoção: Livro Windows Server 2012 R2 e Active Directory

Curso Completo, 2100 páginas. Tudo para você se tornar um administrador de redes altamente qualificado para o mercado de trabalho e levar a sua carreira para o próximo nível!


« Lição anterior Δ Página principal ¤ Capítulos Próxima lição »

Best Sellers de Excel do Julio Battisti

Todos com Vídeo Aulas, E-books e Planilhas de Bônus!

Aprenda com Júlio Battisti:
Excel 2010 Básico em 140 Lições - Através de Exemplos Práticos - Passo a Passo

 Aprenda com Júlio Battisti: Excel 2010 Básico em 140 Lições - Através de Exemplos Práticos

 

Autor: Júlio Battisti | Páginas: 540 | Editora: Instituto Alpha

 

[Livro]: Aprenda com Júlio Battisti: Excel 2010 Básico em 140 Lições - Através de Exemplos Práticos

Aprenda com Júlio Battisti: Excel 2010 Avançado, Análise de Dados, Tabelas Dinâmicas, Funções Avançadas, Macros e Programação VBA - Passo a Passo

Livro: Aprenda com Júlio Battisti: Excel 2010 Avançado, Análise de Dados, Tabelas Dinâmicas, Funções Avançadas, Macros e Programação VBA - Passo a Passo

 

Autor: Júlio Battisti | Páginas: 952 | Editora: Instituto Alpha

 

Livro: Aprenda com Júlio Battisti: Excel 2010 Avançado, Análise de Dados, Tabelas Dinâmicas, Funções Avançadas, Macros e Programação VBA - Passo a Passo

Aprenda com Júlio Battisti: Macros e Programação VBA no Excel 2010 Através de Exemplos Práticos e Úteis - Passo a Passo

 

[LIVRO]: Aprenda com Júlio Battisti: Macros e Programação VBA no Excel 2010 Através de Exemplos Práticos e Úteis - Passo a Passo

 

Autor: Júlio Battisti | Páginas: 1124 | Editora: Instituto Alpha

 

[LIVRO]: Aprenda com Júlio Battisti: Macros e Programação VBA no Excel 2010 Através de Exemplos Práticos e Úteis - Passo a Passo

Aprenda com Júlio Battisti: Excel 2010 - Curso Completo - Do Básico ao Avançado, Incluindo Macros e Programação VBA - Através de Exemplos Práticos

 

[A BÍBLIA DO EXCEL]: Aprenda com Júlio Battisti: Excel 2010 - Curso Completo - Do Básico ao Avançado, Incluindo Macros e Programação VBA - Através de Exemplos Práticos Passo a Passo

 

Autor: Júlio Battisti | Páginas: 1338 | Editora: Instituto Alpha

 

[A BÍBLIA DO EXCEL]: Aprenda com Júlio Battisti: Excel 2010 - Curso Completo - Do Básico ao Avançado, Incluindo Macros e Programação VBA - Através de Exemplos Práticos Passo a Passo

Todos os livros com dezenas de horas de vídeo aulas de bônus, preço especial (alguns com 50% de desconto). Aproveite. São poucas unidades de cada livro e por tempo limitado.

Dúvidas?

Utilize a área de comentários a seguir.

Me ajude a divulgar este conteúdo gratuito!

Use a área de comentários a seguir, diga o que achou desta lição, o que está achando do curso.
Compartilhe no Facebook, no Google+, Twitter e Pinterest.

Indique para seus amigos. Quanto mais comentários forem feitos, mais lições serão publicadas.

Quer receber novidades e e-books gratuitos?
›››

Novidades e E-books grátis

Fique por dentro das novidades, lançamento de livros, cursos, e-books e vídeo-aulas, e receba ofertas de e-books e vídeo-aulas gratuitas para download.



Institucional

  • Quem somos
  • Garantia de Entrega
  • Formas de Pagamento
  • Contato
  • O Autor
  • Endereço

  • Júlio Battisti Livros e Cursos Ltda
  • CNPJ: 08.916.484/0001-25
  • Rua Vereador Ivo Cláudio Weigel, 537 Universitário
  • Santa Cruz do Sul/RS
  • CEP 96816-208
  • Todos os direitos reservados, Júlio Battisti 2001-2017 ®

    [LIVRO]: MACROS E PROGRAMAÇÃO VBA NO EXCEL 2010 - PASSO-A-PASSO

    APRENDA COM JULIO BATTISTI - 1124 PÁGINAS: CLIQUE AQUI