[A BÍBLIA DO VBA NO ACCESS]: MACROS E PROGRAMAÇÃO VBA NO ACCESS - CURSO COMPLETO

Páginas: 1164 | Autor: Júlio Battisti | 50% de Desconto e 21 Super Bônus

Você está em: PrincipalArtigosWindows 2003 Server › Capítulo 06 : 06
Quer receber novidades e e-books gratuitos?
›››
« Lição anterior Δ Página principal ¤ Capítulos Próxima lição »
WINDOWS 2003 SERVER - CURSO COMPLETO
Autor: Júlio Battisti


Promoção: Livro Windows Server 2012 R2 e Active Directory - Curso Completo, 2100 Páginas. Tudo para você se tornar um administrador de redes altamente qualificado para o mercado de trabalho e levar a sua carreira para o próximo nível!

Promoção: Livro Windows Server 2012 R2 e Active Directory

Curso Completo, 2100 páginas. Tudo para você se tornar um administrador de redes altamente qualificado para o mercado de trabalho e levar a sua carreira para o próximo nível!


Lição 070 - Capítulo 06 - Fundamentos em: Migração do NT Server 4.0 para o Windows Server 2003

Pré-Requisitos: Conhecimento de Active Directory, domínios, OUs e relações de confiança.

Metodologia: Considerações sobre a migração do NT Server 4.0 para o Windows Server 2003.

Apesar de todas as vantagens do Windows 2000 Server, em relação ao Windows NT Server 4.0, muitas redes ainda são totalmente ou parcialmente baseadas no NT Server 4.0. Por isso é perfeitamente possível que você enfrente situações onde a migração deva acontecer diretamente de uma rede baseada no NT Server 4.0 para o Windows Server 2003. A boa notícia é que é possível fazer a migração do NT Server 4.0 diretamente para o Windows Server 2003. Claro que a migração do Windows 2000 Server para o Windows Server 2003 é bem mais fácil (assunto do próximo tópico), principalmente porque no Windows 2000 Server você já trabalha com o Active Directory, o que não existe no NT Server 4.0.

Neste item apresento algumas considerações e dicas de ferramentas a serem utilizadas na migração do NT Server 4.0 para o Windows Server 2003. As dicas apresentadas tem por objetivo servir como diretivas, apontando o caminho a ser seguido. Nem de longe tenho a pretensão de apresentar um manual completo de migração do NT Server 4.0 para o Windows Server 2003, pois isso seria assunto para um livro inteiro. Você encontra roteiros completos e instruções passo-a-passo para a migração do NT Server 4.0 para o Windows Server 2003, no Deployment Kit do Windows Server 2003, o qual está disponível no endereço a seguir:

Primeiro um projeto do espaço de nomes e do modelo de domínios a ser utilizado.

É importante lembrar que os conceitos e modelos de domínios no NT Server 4.0 são completamente diferentes dos modelos utilizados no Windows 2000 Server e no Windows Server 2003. Para começar não existe o Active Directory, no NT Server 4.0. Os domínios do NT Server 4.0 tem apenas nome NetBios de domínio e nenhuma dependência do DNS.

No NT Server 4.0 normalmente era necessária a criação de domínios adicionais, devido a limitações no tamanho máxima da base chamada SAM. A SAM é a base de dados na qual estão contidos objetos como contas de usuários e grupos. A recomendação da Microsoft é que esta base não deva exceder o tamanho de 40 MB. Outro detalhe importante, no NT Server 4.0, é que em um domínio, existe um controlador de domínio principal, conhecido como PDC (Primary Domain Controllers) e os demais controladores de domínio são chamados de BDCs (Backup Domain Controller). O detalhe fundamental é que somente podem ser feitas alterações, adições e exclusões de objetos, diretamente no PDC, ou seja, a cópia dos objetos do domínio, contida nos BDCs é apenas leitura.

Outras diferenças fundamentais existem, tais como a não existência do Active Directory no NT Server 4.0, o fato das relações de confiança entre domínios serem unidirecionais e não transitivas, além de não serem criadas automaticamente. No NT Server 4.0, o administrador é que tem que criar relações de confiança entre os domínios.

Em resumo, são muitas diferenças do NT Server 4.0 para o Windows Server 2003. Isso implica em um novo projeto, provavelmente uma reestruturação da rede, com a criação de uma nova árvore de domínios e um novo modelo de domínios. Com isso, a primeira coisa a ser feita é um projeto detalhado sobre o novo modelo que será utilizado. Para isso você deve conhecer e ter muito bem documentada a situação atual da rede e ter bem claro qual a situação futura desejada. O restante é planejar e executar os passos para ir de onde se está para onde se quer chegar.

Claro que é muito mais fácil escrever e falar do que fazer. Durante a implementação de um projeto de migração surgem imprevistos, ocorrem erros inexplicáveis e coisas do tipo. Mas com um bom planejamento, a sua equipe estará muito melhor preparada para vencer estes imprevistos. Na parte inicial deste capítulo apresentei dicas sobre o projeto de migração/implementação do Windows Server 2003 e sobre o projeto do espaço de nomes e do modelo de domínios. Esta será a fase inicial do projeto, quer seja de um novo projeto, quer seja um projeto de migração do NT Server 4.0 para o Windows Server 2003 ou do Windows 2000 Server para o Windows Server 2003.

Caminhos para a migração do NT Server 4.0 para o Windows Server 2003.

Existem diferentes caminhos para efetuar a migração do NT Server 4.0 para o Windows Server 2003. Neste tópico apresentarei os caminhos disponíveis, bem como comentários sobre cada um deles. Os caminhos de migração discutidos neste tópico são os seguintes:

  • Migração direta do NT Server 4.0 para o Windows Server 2003.
  • Migração de objetos do NT Server 4.0 para uma nova floresta baseada no Windows Server 2003.
  • Consolidação dos domínios do NT Server 4.0 para um único domínio do Windows Server 2003.

A seguir mais alguns detalhes e comentários sobre cada um dos caminhos de migração.

Migração direta do NT Server 4.0 para o Windows Server 2003.

Ao usar esta opção, os servidores baseados no NT Server 4.0 são migrados para o Windows Server 2003 e a mesma estrutura de domínios é mantida. No final do processo de migração você terá a mesma estrutura de domínios existente anteriormente à migração, porém com todos os servidores baseados no Windows Server 2003 e o Active Directory instalado.

Uma vez concluída a migração você poderá a pensar em um projeto de OUs para cada domínio e de migração de objetos dos containers padrão para as respectivas OUs. Você também terá que planejar a criação de sites (conceito não existente no NT Server 4.0) e a implementação de GPOs e demais configurações de segurança relacionadas ao Active Directory. Este caminho de migração tem vantagens e desvantagens, conforme descrito a seguir.

Vantagens da migração direta do NT Server 4.0 para o Windows Server 2003, mantendo e estrutura de domínios atual:

  • Este caminho é o mais indicado para empresas que desejam manter a sua estrutura de múltiplos domínios atual (ou de domínio único), fazendo uma migração para o Windows Server 2003, para poder usufruir das novas características e, principalmente, dos benefícios do Active Directory.
  • Todas as configurações e serviços instalados em cada servidor são mantidas e não precisam ser refeitas, uma vez que somente será feita uma atualização do NT Server 4.0 para o Windows Server 2003. Este é um ponto que deve ser levado em consideração. Reinstalar e reconfigurar centenas de servidores em uma rede de grande porte, é um trabalho que envolve tempo e muitos custos. Claro que também existe a vantagens em refazer todas as instalações, pois sempre que o sistema operacional é instalado a partir do zero, são eliminados problemas que surgiram com as configurações antigas. Mas o fato é que este é um fator que deve ser considerado e ponderado quando do planejamento para a migração. Teoricamente, após feita a atualização do NT Server 4.0 para o Windows Server 2003, todos os sistemas e serviços instalados no servidor, deverão continuar funcionando normalmente, sem causar interrupções nos serviços. Claro que imprevistos e incompatibilidades podem (e muito provavelmente irão surgir).
  • Após a atualização para o Windows Server 2003, o assistente de instalação do Active Directory irá fazer a migração de todos os objetos do domínio do NT Server 4.0 para o Active Directory. Esse também é um fator que elimina uma boa quantidade de trabalho, dependendo do número de objetos existentes, tais como contas de usuários e grupos. Com isso não é necessário o uso de ferramentas adicionais, normalmente não disponíveis no próprio Windows Server 2003, para a migração de objetos de um domínio do NT Server 4.0 para o Active Directory.
  • As estações de trabalho da rede não precisarão ser reconfiguradas, uma vez que permanecerão no mesmo domínio, apenas que agora é um domínio baseado no Windows Server 2003. Configurações como script de logon, home folders e profiles também serão migradas automaticamente.

Podemos resumir todas estas vantagens em uma única: Bem menos trabalho na migração, para que tudo continue funcionando como estava antes. Pode parecer incrível, mais uma migração bem sucedida é aquela que nem é notada pelos usuários. Porque os usuários somente irão notar que houve alguma mudança se alguns serviços deixarem de funcionar. Se tudo estiver funcionando normalmente, significa que a migração foi bem sucedida.

Claro que não são só vantagens, se fosse nós nem iríamos discutir outros caminhos. A grande desvantagem deste caminho de migração é que ele mantém a estrutura atual de domínios. Uma estrutura que foi projetada tendo por bases as características e funcionalidades do NT Server 4.0. Uma estrutura que muito provavelmente não seja a mais indicada para uso com o Windows Server 2003.

O que se vê, na prática, é que muitas redes baseadas no NT Server 4.0, são baseadas em um modelo de múltiplos domínios, com relações de confiança criadas manualmente entre os domínios, por causa das limitações do NT Server 4.0. Muitas destas redes, que já foram migradas para o Windows 2000 Server, foram migradas para um modelo baseado em domínio único ou em um modelo com um número bem menor de domínios. O pressuposto básico deste caminho de migração é que não haja alteração na estrutura de modelos da rede, se houver já foge do caminho considerado como migração direta.

Nota: Claro que para uma rede que é baseada em um único domínio do NT Server 4.0 este é o caminho de migração a ser seguido. Pois se a rede já é baseada em um único domínio no NT Server 4.0, dificilmente será dividida m dois ou mais domínios quando da migração para o Windows Server 2003. O que acontece, normalmente, é justamente o sentido inverso, consolidar uma estrutura do NT Server 4.0, baseada em muitos domínios, em uma estrutura bem mais “enxuta”, baseada em poucos domínios, no Windows Server 2003.

Migração de objetos do NT Server 4.0 para uma nova floresta baseada no Windows Server 2003.

Este caminho de migração parte do pressuposto básico que será implementada uma nova estrutura de domínios, quando da migração do NT Server 4.0 para o Windows Server 2003. Ou seja, a empresa chega à conclusão que a antiga estrutura de domínios, projetada com base nas limitações do NT Server 4.0, já não atende mais as necessidades da empresa. Então toma-se a decisão de implementar uma nova árvore ou floresta de domínios.

A idéia básica deste modelo é a seguinte:

1. Cria-se a nova floresta de domínios, baseada no Windows Server 2003, separadamente, como se fosse uma estrutura a parte.

2. Faz-se a migração dos objetos e recursos dos domínios antigos, baseados no NT Server 4.0, para os novos domínios, baseados no Windows Server 2003.

Na teoria é tudo muito simples, mas existem muitos fatores a serem levados em consideração para que você possa decidir se este caminho de migração realmente é o mais indicado para a sua empresa.

Uma das vantagens deste caminho é que você pode projetar uma estrutura de domínios completamente nova, levando em consideração apenas o Windows Server 2003, sem precisar preocupar-se com as limitações do NT Server 4.0. Ou seja, você pode projetar a estrutura de domínios como se fosse a criação de uma nova estrutura de rede e não uma migração.

Outra vantagem é que não existe interrupção nos serviços prestados aos usuários. Enquanto está sendo montada a nova estrutura, a antiga, baseada no NT Server 4.0 continua em funcionamento. A migração de objetos e recursos pode ser feita durante um final de semana, o que faz com que o processo todo seja transparente para os usuários. Claro que alguns imprevistos, com interrupção em alguns serviços sempre podem ocorrer.

Com a possibilidade de criação de relações de confiança entre os novos domínios baseados no Windows Server 2003 e os domínios baseados no NT Server 4.0, é possível garantir a continuidade dos serviços, durante o processo de migração. Por exemplo, você já pode ter feito a migração dos usuários e grupos de um domínio baseado no NT Server 4.0 para um domínio baseado no Windows Server 2003, porém os recursos, tais como pastas e impressoras compartilhadas, podem ainda estar em servidores com o NT Server 4.0 em um domínio da estrutura antiga. Com a criação de relações de confiança entre os dois domínios, o administrador pode atribuir permissões aos usuários que foram migrados para o novo domínio, baseado no Windows Server 2003, em recursos nos servidores do antigo domínio, baseado no NT Server 4.0.

Com este caminho, a migração de objetos e recursos, entre os domínios baseados no NT Server 4.0 e no Windows Server 2003, pode ser feita gradualmente, na medida do necessário e de acordo com a capacidade de mão de obra disponível. Isso tudo sem descontinuidade nos serviços. Os objetos podem ir sendo migrados dos domínios baseados no NT Server 4.0 para os novos domínios, baseados no Windows Server 2003 e, na medida do necessários, já sendo movidos para unidades organizacionais, dentro do novo domínio.

Evidentemente que nenhum dos caminhos tem somente vantagens. Este caminha não é diferente. Algumas vantagens que devem ser consideradas são as seguintes:

  • Provavelmente seja necessária a compra de servidores adicionais, para criar a estrutura dos novos domínios, enquanto o processo de migração não for completado. Pode acontecer de, ao final do processo de migração, alguns servidores estarem sem uso imediato, o que pode ser um problema, principalmente em épocas que a necessidade por mais recursos computacionais, tais como memória e processador, tornamos equipamentos obsoletos em poucos anos. Claro que com um bom planejamento esta hipótese, se não eliminada, será minimizada.
  • Todas as configurações e instalações de serviços terão que ser refeitas nos novos servidores. Embora seja trabalhoso, este processo pode trazer algumas vantagens adicionais. Por exemplo, como será feita uma instalação a partir do zero, nos novos servidores, problemas de configurações, de conflitos de software e de arquivos corrompidos, nos servidores atuais, serão, teoricamente, eliminados com a instalação a partir do zero.

Para migrar objetos (usuários, grupos, etc) de um domínio baseado no NT Server 4.0 para o Active Directory (quer seja no Windows 2000 Server, quer seja no Windows Server 2003), você pode utilizar a ferramenta: ADMT – Active Directory Migration Tool. Esta ferramenta é fornecida pela Microsoft. O Download do ADMT pode ser feito a partir do seguinte endereço:

http://www.microsoft.com/windows2000/downloads/tools/admt/default.asp

Você encontra informações sobre o uso do ADMT, no seguinte endereço:

http://www.microsoft.com/windows2000/techinfo/planning/activedirectory/admt.asp

Consolidação dos domínios do NT Server 4.0 para um único domínio do Windows Server 2003.

Este, provavelmente, será um caminho a ser adotado em muitas empresas de pequeno e médio porte. Estas empresas acabaram por criar um modelo de múltiplos domínios, no NT Server 4.0, devido às restrições e limitações do NT Server 4.0. Com o Windows Server 2003, onde a maioria destas limitações não existe mais, é muito provável que estas empresas optem por utilizar uma estrutura de modelo único, mais fácil de gerenciar e administrar.

Este caminho pode ser considerado uma combinação dos dois anteriores. Pois, inicialmente, é feita a migração de um dos domínios baseados no NT Server 4.0 para o Windows Server 2003. Esta é uma migração direta, onde cada servidor do domínio será migrado para o Windows Server 2003. Ao final deste processo, este domínio estará com o Active Directory, baseado no Windows Server 2003 e com todos os objetos que existiam no domínio anterior.

O próximo passo é migrar os objetos dos demais domínios baseados no NT Server 4.0, para o domínio que foi migrado para o Windows Server 2003. Ou seja, todos os objetos de todos os domínios ainda baseados no NT Server 4.0, serão migrados para o domínio que já foi migrado para o Windows Server 2003. O resultado final será a existência de um único domínio, baseado no Windows Server 2003, contendo todos os objetos e recursos dos antigos domínios.

Evidentemente que o processo de migração de objetos não acontece da noite para o dia. Durante a fase de migração, para que não haja descontinuidade dos serviços, o administrador pode criar relações de confiança entre os domínios baseados no NT Server 4.0 e o novo domínio, já migrado para o Windows Server 2003. Com isso será possível que os usuários (quer já tenham sido migrados ou não), continuem acessando os recursos que normalmente acessavam.

Uma das desvantagens deste caminho de migração, é que as estações de trabalho da rede terão que ser reconfiguradas, a medida que forem sendo migradas para o novo domínio, baseado no Windows Server 2003.

A grande vantagem é que é o caminho mais indicado se o modelo de domínio único for adequado a rede da sua empresa. A migração de objetos dos domínios baseados no NT Server 4.0 para o Active Directory pode ser feito usando a ferramenta ADMT, descrita anteriormente. Após feita as migrações para o novo domínio, o administrador pode montar uma estrutura de OUs para delegar tarefas administrativas em partes específicas da rede e para aplicar diferentes configurações, usando o mecanismo de GPO (que será estudado no Capítulo 18).

Preparativos para migrar um domínio do NT Server 4.0 para o Windows Server 2003.

Uma vez decidido qual o caminho de migração a ser utilizado é hora de partir para as ações práticas, para implementar o caminho de migração que foi decidido.

Compatibilidade de hardware e software.

Existem importantes questões, relacionadas com compatibilidade de hardware e software que devem ser levadas em consideração. Por exemplo, você deve verificar se o hardware dos servidores é compatível com o Windows Server 2003. Pode haver compatibilidade de elementos específicos de hardware, como por exemplo uma placa de implementação de RAID em hardware ou uma placa controladores SCSI. Elementos estes dos quais depende o funcionamento do servidor. Se houver incompatibilidades, você terá que pesquisar para ver se é possível fazer a substituição por um modelo que seja compatível ou se será necessário providenciar um novo servidor. Esta análise tem que ser feita em cada servidor que será migrado para o Windows Server 2003.

Os softwares e serviços instalados nos servidores também tem que ser analisados e testados para verificar a compatibilidade com o Windows Server 2003. Nesta seção falarei sobre algumas ferramentas que podem ser utilizadas para ajuda-lo nesse processo de verificação da compatibilidade de hardware e software, do ambiente atual, com o Windows Server 2003.

O Windows Server 2003 vem com uma ferramenta bem útil, para verificação da compatibilidade de hardware e software de um computador. Esta ferramenta é, simplesmente, uma opção do comando de instalação do Windows Server 2003.  O comando winnt32, localizado na pasta i386, do CD de instalação do Windows Server 2003, pode ser utilizado para fazer a verificação de compatibilidade. Este comando deve ser utilizado com a opção checkupgradeonly, conforme ilustrado a seguir:

1.         Faça o logon com a conta de administrador ou com uma conta com permissão de administrador.

2.         Abra um prompt de comando.

3.         Certifique-se de que o CD de instalação do Windows Server 2003 esteja no drive de CD.

4.         Alterne para a pasta i386 do CD de instalação. Por exemplo, se o drive de CD for o D:, utilize o seguinte comando:

D:\i386

5.         Execute o comando winnt32 com a opção checkupgradeonly, conforme indicado a seguir:

winnt32 /checkupgradeonly

Outra maneira de fazer a verificação é utilizando diretamente o CD de instalação do Windows Server 2003. A seguir mostro os passos para que você execute um teste de compatibilidade em um servidor que   você pretende atualizar para o Windows Server 2003:

1.         Inicialize o servidor e faça o logon com uma conta com permissão de Administrador.

2.         Insira o CD do Windows Server 2003 no drive de CD.

3.         Será exibida a tela inicial do assistente de instalação do Windows Server 2003, conforme indicado na Figura 6.17:


Figura 6.17 A tela inicial do assistente de instalação

4.         Clique na opção Checar compatibilidade do sistema (Check System Compatibility).

5.         Será exibida uma segunda tela com três opções: Checar o sistema automaticamente (Check my system automatically), Visitar o Web site de compatibilidade (Visit Web site compatibility) ou voltar. Clique na opção Checar o sistema automaticamente (Check my system automatically).

6.         Ao final é exibido um tela com informações resumidas. No exemplo da Figura 6.18, nenhuma incompatibiliade foi verificada.


Figura 6.18 Nenhuma incompatibiliade foi verificada.

7.         Clique em Concluir (Finish) para fechar o teste de compatibilidade.

8.         Caso alguma incompatibilidade tenha sido detectada, a lista de incompatibilidades será exibida na tela final do sistema. Você pode clicar em uma das incompatibilidades e depois no botão Detalhes (Details), para ver uma explicação sobre a incompatibilidade selecionada e recomendações para solucionar a incompatibiliade.

9.         Clique no botão Salvar como (Save As), para salvar o relatório de incompatibilidades em um arquivo .txt. Por padrão o assistente sugere o nome upgrade.txt. Selecione a pasta e o nome do arquivo e clique em salvar.

Outro importante instrumento para verificação da compatibilidade de hadware é a chamada HCL – Hardware Compatibility List. A HCL é uma lista de todos os dispositivos de hardware que foram testados e são perfeitamente compatíveis com o Windows Server 2003.

Para que possa ser feita a migração do Windows NT Server 4.0 para o Windows Server 2003, cada edição do NT Server 4.0, deve atender a requisitos específicos em termos do Service Pack instalado, conforme descrito a seguir:

  • Windows NT Server 4.0: deve estar com Service Pack 5.0 ou superior.
  • Windows NT 4.0 Terminal Server Edition: deve estar com Service Pack 5.0 ou superior.
  • Windows NT 4.0 Enterpriese Edition: deve estar com Service Pack 5.0 ou superior.

Outro detalhe importante a ser lembrado é que o Active Directory demanda recursos adicionais de hardware em relação ao NT Server 4.0. Por exemplo, se você tiver BDCs no NT Server 4.0, que já estão no limite de desempenho, em termos de hardware, ao instalar o Windows Server 2003 e o Active Directory, é certo que estes servidores apresentarão sérios problemas de desempenho. Você deve fazer um levantamento detalhado do hardware dos servidores (aliás esta é a primeira etapa do projeto de migração, descrito no início do capítulo, ou seja, se você ainda não tem um bom inventário de hardware é software está mais do que na hora de providenciá-lo). O mais indicado é que sejam feitos testes piloto, em laboratório, para ver o impacto da migração do NT Server 4.0 para o Windows Server 2003, em termos de demanda adicional de recursos de hardware, tais como memória RAM, processadores, sistemas de disco e interfaces de rede.

Outra questão que deve ser levada em consideração é em relação ao gerenciamento de discos e volumes. No NT Server 4.0 é possível implementar, através de software, arranjo de partições tais como Disk Mirror, Stripe set sem paridade, Stripe set com paridade e Volume set.

Para detalhes sobre estes tipos de partições e as características de cada uma, consulte o Capítulo 10.

Acontece que as implementações do NT Server 4.0 não são compatíveis com o sistema de gerenciamento de discos e volumes do Windows Server 2003. Ou seja, você não poderá fazer uma migração direta do NT Server 4.0 para o Windows Server 2003, se estiver utilizando um destes tipos de partições no NT Server 4.0 (o que é bastante provável). Mas existe solução. Dependendo do tipo de partição que está sendo utilizado, diferentes soluções devem ser adotadas.

Se você está utilizando uma partição do tipo Disk Mirror, basta desfazer o espelhamento. Para detalhes sobre como desfazer um espelhamento, consulte o Capítulo 10. Com isso você ficará com uma partição simples, a qual poderá ser migrada, sem problemas, para o Windows Server 2003. Depois de feita a migração, você poderá reestabelecer o espelhamento, depois de ter convertido o disco de disco básico para disco dinâmico. Para detalhes sobre o coneito de disco básico e disco dinãmico e da conversão de disco básico para dinâmico, consulte o Capítulo 10. Embora não seja obrigatório, é altamente recomenado que você faça um ou mais backup (preferencialmente mais de um) dos dados que estão na partição espelhada.

Para os demais tipos e volumes você deve utilizar um bom sistema de backup. As partições do tipo volume set, stripe set sem paridade e stripe set com paridade deverão ser excluídas e recriadas como volumes no Windows Server 2003. Em seguida os dados devem ser restaurados a partir do backup.

A etapa final antes de iniciar a migração propriamente dita é fazer uma revisão geral em todos os objetos de todos os domínios do NT Server 4.0. Você deve fazer uma auditoria de contas e grupos, para verificar se não existem contas de usuários e de computadores que podem ser excluídas, ou seja, que não estão mais sendo utilizadas. Outro detalhe importante a verificar é quando você optou por fazer a consolidação de vários domínios do NT Server 4.0 em um único domínio do Windows Server 2003. Lembre-se de que não podem haver dois objetos do mesmo tipo (por exemplo duas contas de usuários ou dois grupos) com o mesmo nome, dentro do mesmo domínio. Neste caso, você precisa verificar se não existem usuários com o mesmo nome, porém em domínios diferentes, no NT Server 4.0. Quando estes usuários, com o mesmo nome, forem migrados para o domínio único, no Windows Server 2003, haverá um conflito de nomes. Com antecedência você tem que defiinir uma metodologia e regras para tratar destas questões. Como será feito este tratamento? Mantem-se os nomes mais antigos e renomeia-se os mais novos? Mantem-se os nomes de um determinado domínio e renomeia-se os dos demais domínios, em caso de conflito? Bem, o importante é que você tem que levar esta hipótese em consideração.

Após ter feito esta depuração da base de dados de cada um dos domínios, é indicado que seja feita uma sincronizção de todos os BDCs do domínio com o PDC. Se ainda lembro bem do NT Server 4.0, isto é feito com o utilitário Server Manager. Seleciona-se o nome do BDC, na lista de servidores e utiliza-se o comando Arquivo -> Sincronizar com o PDC. Após ter certeza que a sincronização de todos os BDCs foi efetuado com sucesso, é aconselhável desconectar um dos BDCs da rede. Este BDC terá uma cópia total dos dados do domínio, no NT Server 4.0 e poderá ser utilizado, caso algo dê errado e você tenha que voltar para o NT Server 4.0. Neste caso o BDC poderá ser promovido a PDC e este será o ponto de partida para restaurar o domínio, no NT Server 4.0.

Agora sim, já fizemos bastante considerações é hora de começar a migração efetivamente. No próximo tópico apresento a seqüência de ações para efetuar a migração, juntamento com comentários relacionados a cada situação específica.

Executando uma migração direta do NT Server 4.0 para o Windows Server 2003.

Para fazer o upgrade de um domínio baseado no NT Server 4.0, para um domínio baseado no Windows Server 2003 e no Active Directory, existe uma seqüência de ações que deve ser executada, seqüência esta que é descrita a seguir:

1.         O primeiro passo é fazer a migração do PDC do domínio. Ao fazer esta migração, todos os objetos do domínio serão migrados para o Windows Server 2003 e para o Active Directory.

2.         A próxima etapa é fazer a migração dos BDCs do domínio. Estes servidores, após a migração, tornar-se-ão DCs do domíno e terão uma cópia completa dos objetos do domínio, cópia esta armazenada no Active Directory.

3.         O passo final é fazer a migração dos member servers e dos demais servidores (caso exista algum servidor que não faça parte do domínio e esteja configurado como stand alone server).

Pode acontecer situações em que o DNS não era utilizado no NT Server 4.0. Porém com o Active Directory é obrigatória a utilização do DNS. Ao fazer a migração de um BDC para o Windows Server 2003, tornando-o um DC, o servidor que está sendo migrado terá que acessar um serivodor DNS para que o Active Directory possa ser instalado e a migração possa ser efetuada com sucesso. Neste caso, antes de fazer a migração para o Windows Server 2003, você deverá configurar as propriedads do TCP/IP, nos BDCs que serão migrados, para incluir o número IP de um servidor DNS suportado pelo Active Directory.

A migração do PDC.

O processo de upgrade do PDC para o Windows Server 2003 é bastante simples. Basta inserir o CD de instalação do Windows Server 2003 e iniciar a instalação. O único cuidado que você deve ter é de selecionar a opção Upgrade (Recommended) [Upgrade (Recomendado)] ao invés de nova instalação. Uma vez selecionada a opção de Upgrade, o assistente de instalação irá guiá-lo pelas etapas de instalação, que são, em sua maioria, semelhantes as etapas de uma nova instalação, descritas no Capítulo 3.

Após completar a atualização para o Windows Server 2003, o sistema será reinicializado e após a inicialização o assistente para instalação do Active Directory (Active Directory Installation Wizard) será automaticamente inicializado. Nesta etapa é só seguir as etapas do assistente para completar o processo de migração do NT Server 4.0 para o Windows Server 2003 com Active Directory. Em uma das etapas do assistente você terá que informar se já existe um servidor DNS compatível com o Windows Server 2003 (BIND 8.1.2 ou superior) ou sej você deseja que o assistente de instalação do Active Directory instale e configure o DNS no servidor que está sendo atualizado. Se você informar que já existe um servidor DNS compatível, será aberta a janela de propriedades do protocolo TCP/IP para que você informe o número IP do servidor DNS.

Em uma das etapas do assistente você terá que informar o nível de funcionalidade a ser definido para a floresta que está sendo criada. Consulte o Capítulo 5 para saber detalhes sobre cada nível de funcionalidae e escolher o nível mais adequado para a rede que você está trabalhando. Em uma das últimas etapas será pedido que você informe uma conta e uma senha para entrar no modo de restauração do Active Directory (assunto do Capítulo 21). Esta conta é utilizada para evitar que outros usuários possam entrar no modo de restauração do Active Directory e restaurar uma cópia corrompida, propositadamente para causar danos no Active Directory. A conta definida para entrar no modo de restauração do Active Directory não tem nenhuma relação com a conta de Administrador ou com os grupos Domain Admins e Enterprise Admins. Esta conta é definida, separadamente, em cada DC instalado no domínio. É recomendado que você anote esta conta e senha em um papel, guarde o papel em um envelope lacrado e guarde os envelopes, com as senhas de cada DC do domínio em um cofre. É aconselhável que haja um procedimento formal de solicitação e registro, para que se tenha acesso a esta senha. É uma medida de segurança e de prevenção.

Após ter sido finalizado o assistente de instalação do Active Directory, é recomendado que você utilize o console Active Directory Users and Computers (Usuários e Computadores do Domínio), descrito no Capítulo 9, para verificar se todos os objetos do domínio baseado no NT Server 4.0, foram corretamente migrados para o Active Directory. Também é aconselhável que você utilize o Event Viewer (veja Capítulo 13) para revisar os logs de auditoria do servidor, para verificar se houve algum problema, ou foi registrada alguma mensagem de erro durante o processo de atualização.

O problema mais comum, que impede a conclusão do assistente de instalação do Active Directory, é quando ele não consegue se conectar com um servidor DNS compatível com o Windows Server 2003 ou não consegue instalar e configurar o DNS no servidor que está sendo atualizado.

A migração dos demais servidores do domínio.

Feita a migração do PDC (e tudo tendo corrido normalmente) é hora de fazer a migração dos demais servidores: BDCs e Member servers.

Um detalhe importante é que ao fazer a migração de um BDC ou de um Member Server, com o NT Server 4.0 para o Windows Server 2003, é possível alterar o papel de cada servidor. Por exemplo, você pode fazer a migração de um BDC do NT Server 4.0 e transformá-lo em um member server no Windows Server 2003. Também pode ser feito o contrário, ou seja, fazer a migração de um member server do NT Server 4.0, transformando-o em um DC no novo domínio, baseado no Windows Server 2003. É tudo uma questão de utilizar ou não o assistente de instalação do Active Directory, assistente que é lançado apoós a primeira inicialiação, após a migração ter sido concluída.

Embora não existam regras rígidas em relação a quais servidores migrar em primeiro lugar, é aconselhável que você faça primeiro, a migração de servidores que hospedam serviços importantes da rede, tais como DHCP, WINS, RAS, IIS e assim por diante.

O processo de upgrade do BDC para o Windows Server 2003, a exemplo do que acontece na migração do PDC,  é bastante simples (quando tudo dá certo). Basta inserir o CD de instalação do Windows Server 2003 e iniciar a instalação. O único cuidado que você deve ter é de selecionar a opção Upgrade (Recommended) [Upgrade (Recomendado)] ao invés de nova instalação. Uma vez selecionada a opção de Upgrade, o assistente de instalação irá guiá-lo pelas etapas de instalação, que são, em sua maioria, semelhantes as etapas de uma nova instalação, descritas no Capítulo 3.

Concluído o processo de atualiação, após a primeira inicialização será aberto, automaticamente, o assistente de instalação do Active Directory. Na primeira etapa da instalação, você deve definir se o servidor será um member server ou um DC adicional no domínino. Você pode escolher qualquer uma das opções, independentemente do papel que o servidor desempenhava anteriormente. Ou seja, se antes ele erá um BDC, nada impede que agora você opte por configurá-lo como um member server e vice-versa.

Nas próximas etapas do assistente de instalação do Active Directory você terá que informar se deseja utilizar um serivodor DNS já existente ou se deseja que o assistente instale e configure o DNS, no servidor que está sendo atualizado. Caso você opte por utilizar um servidor DNS já existente e não tenha informado o número do serividor DNS, nas propriedades do protocolo TCP/IP, o assistente abrirá a janela de propriedades do protocolo TCP/IP, para que você informe o número IP de um ou mais servidores DNS, compatíveis com o Windows Server 2003 (BIND 8.1.2 ou superior).

Em uma das últimas etapas será pedido que você informe uma conta e uma senha para entrar no modo de restauração do Active Directory (assunto do Capítulo 21). Esta conta é utilizada para evitar que outros usuários possam entrar no modo de restauração do Active Directory e restaurar uma cópia corrompida, propositadamente para causar danos no Active Directory. A conta definida para entrar no modo de restauração do Active Directory não tem nenhuma relação com a conta de Administrador ou com os grupos Domain Admins e Enterprise Admins. Esta conta é definida, separadamente, em cada DC instalado no domínio. É recomendado que você anote esta conta e senha em um papel, guarde o papel em um envelope lacrado e guarde os envelopes, com as senhas de cada DC do domínio em um cofre. É aconselhável que haja um procedimento formal de solicitação e registro, para que se tenha acesso a esta senha. É uma medida de segurança e de prevenção.

Após ter sido finalizado o assistente de instalação do Active Directory, o servidor será reinicializado e o processo de migração (deste servidor) estará concluído. Também é aconselhável que você utilize o Event Viewer (veja Capítulo 13) para revisar os logs de auditoria do servidor, para verificar se houve algum problema, ou foi registrada alguma mensagem de erro durante o processo de atualização.

Se o servidor hospeda serviços tais como o IIS, RAS ou DHCP, dentre outros, é aconselhável que você teste a disponibilidade destes serviços logo após o upgrade.

Migrando domínios do NT Server 4.0 para uma nova árvore do Windows Server 2003.

O segundo caminha para a migração do NT Server 4.0 para o Windows Server 2003, é bem diferente da migração direta, descrita no item anterior. No caminho descrito neste item, são percorridas as seguintes etapas:

1.         Cria-se uma floresta baseada no Windows Server 2003, separadamente.

2.         Criam-se relações de confiança entre os domínios baseados no NT Server 4.0 e os domínios (ou o domínio, se for o caso de consolidação de vários domínios do NT Server 4.0 em um único domínio do Windows Server 2003).

3.         Utilizando o a ferramenta ADMT – Active Directory Migration Tool, citada anteriormente, faz-se uma cópia de todos os objetos dos domínios baseados no NT Server 4.0, para os domínios baseados no Windows Server 2003.

Esta abordagem tem a grande vantagem de permitir uma migração por etapas, sem apresentar interrupção nos serviços. Como são criadas relações de confiança, entre os domínios do NT Server 4.0 e do Windows Server 2003, os recursos podem ser mantidos nos domínios baseados no NT Server 4.0, a medida que a migração dos objetos é feita para os domínios do Windows Server 2003. Isso é possível, sem que haja interrupção dos serviços para os usuários, graças as relações de confiança criadas entre os domínios.

Outra vantagem é que ao usar a ferramenta ADMT, os objetos são copiados dos domínios do NT Server 4.0, para os domínios do Windows Server 2003 (e não movidos). Isso faz com que uma cópia original seja mantida, intacta, em todos os domínios baseados no NT Server 4.0. Ou seja, os domínios do NT Server 4.0 continuarão funcionais e poderão ser utilizados em um plano de contingência, caso algum problema grave ocorra durante a migração, problema este que impeça o correto funcionamento dos novos domínios, baseados no Windows Server 2003. Esta é uma vantagem considerável, principalmente na migração de grandes redes, com centenas de servidores e milhares de estações de trabalho.

A primeira etapa, consiste em um processo de instalação do Windows Server 2003 normalmente. Uma vez definido o servidor que será utilizado, instala-se o Windows Server 2003. Após a instalação, basta utilizar o comando dcpromo (descrito no Capítulo 5), para instalar o Active Directory e criar o novo domínio. Depois, dependendo da estrutura projetada para a rede baseada no Windows Server 2003, instalam-se os servidores adicionais e criam-se os domínios projetados. Ou seja, a primeira etapa é como se você estivesse criando uma nova estrutura de domínios, baseados no Windows Server 2003. Esta abordagem tem a vantagem de que todas as instalações do Windows Server 2003 serão novas instalações, ou seja, não serão feito upgrades de versões anteriores. Uma nova instalação sempre tem a vantagem de não trazer problemas existentes nas versões anteriores, tais como configurações incorretas, problemas de difícil detecção e arquivos corrompidos. Em contra-partida, exige a disponibilidade de novos equipamentos, para a instalação do Windows Server 2003 e criação da árvore de domínios do Windows Server 2003.

Antes de iniciar a migração dos objetos (ou melhor, a cópia dos objetos) do NT Server 4.0 para o Windows Server 2003, você deve criar toda a estrutura de domínios do Windows Server 2003, de acordo com a árvore de domínios projetada. Também é aconselhável que você já implemente a estrutra de Unidades Organizacionais, dentro de cada domínio. Com isso, quando os objetos forem copiados do NT Sever 4.0 para o Windows Server 2003, já poderão ser copiados diretamente para as OUs de destino, o que evita o trabalho adicional de o administrador ter que criar as OUs e mover os objetos, posteriormente.

Uma vez criada a estrutura de domínios do Windows Server 2003, o próximo passo é criar as relações de confiança entre os domínios do NT Server 4.0 e os domínios do Windows Server 2003. Os domínios do NT Server 4.0 são chamados de domínios de origem (source domain) e os domínios do Windows Server 2003 são chamados de domínos de destino (target domains). Isso porque a origem dos objetos está nos domínios do NT Server 4.0 e o destino destes objetos, está nos domínios do Windows Server 2003.

A configuração é feita inicialmente no domínio destino, ou seja, no domínio baseado no Windows Server 2003. Para criar a relação de confiança, siga os passos indicados a seguir:

1.         Faça o logon como administrador ou com uma conta com permissão de administrador, em um DC do domínio do Windows Server 2003.

2.         Abra o console Active Directory Domains and Trusts (Domínios e confianças do Active Directory). Selecione o comando Action -> Properties (Ações -> Propriedades). Na janela de propriedades dê um clique na guia Trusts (Confianças). Será exibida a janela indicada na Figura 6.19:


Figura 6.19 Criando relações de confianças entre os domínios.

3.         Nesta guia dê um clique no botão New Trust...

4.         Será aberto o assistente para criação da relação de confiança. A primeira etapa é apenas informativa. Clique em Next (Avançar), para seguir para a próxima etapa do assistente.

5.         Nesta etapa será solicitado o nome do domínio com o qual você deseja estabelecer a relação de confiança. Informe o nome NetBios do domínio e clique em Next (Avançar), para seguir para a próxima etapa do assistente.

6.         Nesta etapa você deve selecionar o tipo de relação de confiança. Selecione a opção External trust (Confiança externa). Esta opção indica que será estabelecida uma relação de confiança com um domínio externo, pertencente a outra floresta de domínios.

7.         Clique em Next (Avançar) para seguir para a próxima etapa do assistente.

8.         Nesta etapa você deve selecionar se será criada uma relação de confiança Two-way (com o domínio Windows Server 2003 confiando nas contas do domínio NT Server 4.0 e vice-versa), One-way incoming (o domínio NT Server 4.0 confia nas contas do domínio Windows Server 2003, mas o domínio Windows Server 2003 não confia nas contas do domínio NT Server 4.0) ou One-way outgoing (o domínio com o Windows Server 2003 confia nas contas do domínio com o NT Server 4.0 mas o domínio com o NT Server 4.0 não confia nas contas do domínio com o Windows Server 2003).

9.         Selecione a opção Two-way e clique em Next (Avançar), para seguir para a próxima etapa do assistente.

10.       Nesta etapa você deve defiinr se, neste momento, a relação de confiança será criada em ambos os domínios (para isso a conta com a qual você está logado deve ter o privilégio “Criar confianças”, no domínio de destino). Selecione a opção Both this domain and the specified domain (Em ambos, neste domínio e no domínio especificado) e clique em Next (Avançar), para seguir para a próxima etapa do assistente.

11.       Será exibida uma tela para que você informe o nome de uma conta com direito de “Criar confianças” no outro domínio. Nesta tela você deve inoformar uma conta com permissão de administrador, no domínio do NT Server 4.0, conforme exemplo da Figura 6.20:


Figura 6.20 Conta com permissão de administrador no domínio do NT Server 4.0.

12.       Nesta etapa você deve selecionar o tipo de autenticação a ser utilizado para a relação de confiança. Selecione a opção Domain-wide authentication (Autenticação em todo o domínio). Esta opção permite que os usuários do domínio baseado no NT Server 4.0 possam ser autenticados em todos os recursos do domínio do Windows Server 2003. Esta opção é a ideal para a situação de migração de domínios dentro da mesma empresa, porém não deve ser usada quando você cria uma relação de confiança externa, com um domínio de outra empresa.

13.       Será exibida uma tela com um resumo das opções que você selecionou. Caso você queira alterar alguma opção é só utilizar o botão Back (Voltar). Clique em Next (Avançar), para seguir para a próxima etapa do assistente.

14.       Após alguns instantes a relação de confiança é criada. Será exibida uma mensagem dizendo que a relação de confiança foi criada com sucesso e é iniciado o assistente para que você configure esta relação de confiança.

15.       Clique em Next (Avançar), para seguir para a próxima etapa do assistente de configuração da relação de confiança, recém criada.

16.       Nesta etapa você deve confirmar se o outro lado da relação foi criado com sucesso. Marque a opção Yes (Sim) e clique em N Next (Avançar), para seguir para a próxima etapa do assistente de configuração da relação de confiança, recém criada.

17.       Nesta etapa você deve confirmar o outro lado (outro “way” do two-way). . Marque a opção Yes (Sim) e clique em N Next (Avançar), para seguir para a próxima etapa do assistente de configuração da relação de confiança, recém criada.

18.       Será exibida a tela final do assistente, informando que a relação de confiança externa, two-way foi criada. Clique em Finish (Concluir), para encerrar o assistente.

Com isso é vencida a segunda etapa da migração. Claro que foram as duas etapas, digamos, mais simples, menos propensas a erros. É na terceira etapa que está o trabalho pesado – migração de todos os objetos dos domínios do NT Server 4.0 para os domínios do Windows Server 2003.

ADMT – Active Directory Migration Tool

A etapa final é a migração dos objetos dos domínios do NT Server 4.0 para os domínois do Windows Server 2003. Na verdade os objetos são copiados dos domínios baseados no NT Server 4.0 para os domínios (ou domínio se for uma consolidação) do Windows Server 2003. Com isso uma cópia original dos objetos é mantida nos domínios originais e poderá ser utilizada para retornar ao ambiente do NT Server 4.0, caso ocorram problemas graves durante a migração.

Cada objeto tal como uma conta de usuário ou de computador possui um SID – Security ID (Identificador de segurança). Quando você cria uma conta de usuário, além do nome da conta e outras informações, o NT Server 4.0 cria um SID. Quando a conta é copiada do NT Server 4.0 para um domínio no Windows Server 2003, a conta será criada com um SID diferente. Ou seja, a cópia dos objetos que é feita no Windows Server 2003, possui um SID diferente do SID original.Durante esta cópia, o objeto perde a referência aos SIDs dos grupos aos quais ele pertencia no NT Server 4.0. Claro que a conta tem a referência ao SID das contas no Windows Server 2003. Porém, quando o usuário precisa acessar alguns recursos que ainda estão em servidores do NT Server 4.0 (como por exemplo uma pasta compartilhada em um servidor NT Server 4.0), pode acontecer de o usuário ter o acesso negado, uma vez que a permissão de acesso está atribuída para um grupo do NT Server 4.0, para o qual a conta do usuário (agora no Windows Server 2003) não possui mais referência.

Para solucionar esta questão existe a opção de migrar o histório dos SIDs da conta, ou seja, a conta mantém referência aos SIDs do domínio do NT Server 4.0 e para os novos SIDs no domínio do Windows Server 2003. A ferramenta ADMT – Active Directory Migration Tool tem a opção de fazer a migração do histórico dos SIDs.

Você encontra a documentação detalhada sobre o ADMT no seguinte endereço:

http://www.microsoft.com/windows2000/techinfo/planning/activedirectory/admt.asp

O download do ADMT pode ser feito a partir do seguinte endereço:

http://www.microsoft.com/windows2000/downloads/deployment/admt/default.asp

Considerações finais sobre a migração do NT Server 4.0 para o Windows Server 2003:

  • Você tem diferentes opções para fazer o Upgrade. Por exemplo, você pode fazer a migração direta do NT Server 4.0 para o Windows Server 2003. Este é o modelo indicado se você tiver uma rede com um único domínio. O primeiro servidor a ser migrado é o PDC, em seguida os BDCs e member servers.
  • Antes de iniciar a migração é aconselhável que você faça a sincronização de, pelo menos, um BDC com o PDC e que desconecte este BDC da rede. Ele poderá ser promovido a PDC e utilizado para restaurar o domínio do NT Server 4.0, caso ocorram problemas que impessam a continuidade da migração.
  • Antes de fazer o upgrade é aconselhável que você execute o comando winnt32 /checkupgradeonly em todos os servidores, para verificar possíveis incompatibilidades de hardware e de software com o Windows Server 2003.
  • Nunca é demais lembrar que o Windows Server 2003 exige hardware de maior capacidade do que o NT Server 4.0. É aconselhável fazer um inventário geral de hardware, para localizar possíveis servidores que precisem sofrer upgrade de hardware ou até mesmo ser substituídos.
  • A vantagem da migração direta é que todos os sistemas e configurações serão mantidas. A desvantagem é que será utilizada a mesma estrutura de domínios atualmente em uso, a qual pode não ser a mais adequada para o Windows Server 2003, principalmente para uso do Active Directory, elemento que não existe no NT Server 4.0.
  • Outra opção de migração é criar uma floresta baseada no Windows Server 2003 separadamente. O próximo passo é estabelecer relações de confiança entre os domínios da nova estrutura e os domínios do NT Server 4.0. O passo final é copiar os objetos dos domínios do NT Server 4.0 para os domínios do Windows Server 2003.
  • A cópia dos objetos é feita com a ferramenta ADMT – Active Directory Migration Tool, ferramenta esta disponível para Download no site da Microsoft.
  • Este modelo de migração tem a vantagem de permitir que seja criada uma floresta de domínios a partir do zero, com base em um novo projeto, mais adequado para as necessidades da empresa. Outra vantagem é que a migração pode ser feita gradualmente, uma vez que com o uso das relações de confiança não existe descontinuidade nos serviços, ou seja, do ponto de vista do usuário a migração é absolutamente transparente. A desvantagem é a manutenção de estruturas paralelas enquanto não for concluída a migração.
  • Antes de desativar os domínios do NT Server 4.0 é aconselhável deixar a nova estrutura de domínios, baseada no Windows Server 2003 em funcionamento durante algumas semanas, para ter certeza de que está tudo funcionando normalmente.


Promoção: Livro Windows Server 2012 R2 e Active Directory - Curso Completo, 2100 Páginas. Tudo para você se tornar um administrador de redes altamente qualificado para o mercado de trabalho e levar a sua carreira para o próximo nível!

Promoção: Livro Windows Server 2012 R2 e Active Directory

Curso Completo, 2100 páginas. Tudo para você se tornar um administrador de redes altamente qualificado para o mercado de trabalho e levar a sua carreira para o próximo nível!


« Lição anterior Δ Página principal ¤ Capítulos Próxima lição »

Best Sellers de Excel do Julio Battisti

Todos com Vídeo Aulas, E-books e Planilhas de Bônus!

Aprenda com Júlio Battisti:
Excel 2010 Básico em 140 Lições - Através de Exemplos Práticos - Passo a Passo

 Aprenda com Júlio Battisti: Excel 2010 Básico em 140 Lições - Através de Exemplos Práticos

 

Autor: Júlio Battisti | Páginas: 540 | Editora: Instituto Alpha

 

[Livro]: Aprenda com Júlio Battisti: Excel 2010 Básico em 140 Lições - Através de Exemplos Práticos

Aprenda com Júlio Battisti: Excel 2010 Avançado, Análise de Dados, Tabelas Dinâmicas, Funções Avançadas, Macros e Programação VBA - Passo a Passo

Livro: Aprenda com Júlio Battisti: Excel 2010 Avançado, Análise de Dados, Tabelas Dinâmicas, Funções Avançadas, Macros e Programação VBA - Passo a Passo

 

Autor: Júlio Battisti | Páginas: 952 | Editora: Instituto Alpha

 

Livro: Aprenda com Júlio Battisti: Excel 2010 Avançado, Análise de Dados, Tabelas Dinâmicas, Funções Avançadas, Macros e Programação VBA - Passo a Passo

Aprenda com Júlio Battisti: Macros e Programação VBA no Excel 2010 Através de Exemplos Práticos e Úteis - Passo a Passo

 

[LIVRO]: Aprenda com Júlio Battisti: Macros e Programação VBA no Excel 2010 Através de Exemplos Práticos e Úteis - Passo a Passo

 

Autor: Júlio Battisti | Páginas: 1124 | Editora: Instituto Alpha

 

[LIVRO]: Aprenda com Júlio Battisti: Macros e Programação VBA no Excel 2010 Através de Exemplos Práticos e Úteis - Passo a Passo

Aprenda com Júlio Battisti: Excel 2010 - Curso Completo - Do Básico ao Avançado, Incluindo Macros e Programação VBA - Através de Exemplos Práticos

 

[A BÍBLIA DO EXCEL]: Aprenda com Júlio Battisti: Excel 2010 - Curso Completo - Do Básico ao Avançado, Incluindo Macros e Programação VBA - Através de Exemplos Práticos Passo a Passo

 

Autor: Júlio Battisti | Páginas: 1338 | Editora: Instituto Alpha

 

[A BÍBLIA DO EXCEL]: Aprenda com Júlio Battisti: Excel 2010 - Curso Completo - Do Básico ao Avançado, Incluindo Macros e Programação VBA - Através de Exemplos Práticos Passo a Passo

Todos os livros com dezenas de horas de vídeo aulas de bônus, preço especial (alguns com 50% de desconto). Aproveite. São poucas unidades de cada livro e por tempo limitado.

Dúvidas?

Utilize a área de comentários a seguir.

Me ajude a divulgar este conteúdo gratuito!

Use a área de comentários a seguir, diga o que achou desta lição, o que está achando do curso.
Compartilhe no Facebook, no Google+, Twitter e Pinterest.

Indique para seus amigos. Quanto mais comentários forem feitos, mais lições serão publicadas.

Quer receber novidades e e-books gratuitos?
›››

Novidades e E-books grátis

Fique por dentro das novidades, lançamento de livros, cursos, e-books e vídeo-aulas, e receba ofertas de e-books e vídeo-aulas gratuitas para download.



Institucional

  • Quem somos
  • Garantia de Entrega
  • Formas de Pagamento
  • Contato
  • O Autor
  • Endereço

  • Júlio Battisti Livros e Cursos Ltda
  • CNPJ: 08.916.484/0001-25
  • Rua Vereador Ivo Cláudio Weigel, 537 Universitário
  • Santa Cruz do Sul/RS
  • CEP 96816-208
  • Todos os direitos reservados, Júlio Battisti 2001-2017 ®

    [LIVRO]: MACROS E PROGRAMAÇÃO VBA NO EXCEL 2010 - PASSO-A-PASSO

    APRENDA COM JULIO BATTISTI - 1124 PÁGINAS: CLIQUE AQUI